SFC: Ratos - Resenha

É que me bateu mesmo a preguiça (Mentira! Na verdade, estou gripada e quero evitar a fadiga) de tirar foto exclusivamente pra resenha, então estou aqui com a humilde picture retirada do insta, capturada através da humilde câmera de meu humilde celular (dá pra notar, né?) para realizar este humilde bate-papo sobre... Ratos!
Ratos é o primeiro romance de Gordon Reece e aqui o autor narra a história de Shelley e sua mãe, uma dupla não muito corajosa que vive à sombra da sociedade.

O livro é narrado pela própria Shelley, uma adolescente de quinze anos que, além de passar pela barra do divórcio dos pais, começou a sofrer bullying em um momento de sua adolescência. E esse bullying veio de onde ela menos esperava: da parte de suas melhores amigas. Caso é que à medida que foram crescendo, suas três amigas resolvem se importar demais com estética... E Shelley acaba não acompanhando essa transformação.

Aqui abro um parêntese para fazer uma citação de um assunto muuitoo interessante, suscitado pela própria Shelley, que relaciona aparência à personalidade:

Sempre me perguntei se existia alguma conexão. Nossa aparência afeta nossa personalidade? Ou é nossa personalidade que afeta nossa aparência? A pintura corporal para a guerra transforma o índio covarde em um guerreiro corajoso? Ou um guerreiro corajoso se pinta para mostrar sua crueldade? Um gato sempre parece um gato? Um rato sempre parece um rato?"

Por ter continuado a ser ela mesma, uma menina um tantinho rechonchuda que ainda estudava para as provas e não tinha acompanhado a "evolução" das demais de seu seleto grupo, Shelley começa a ser destratada em tom de brincadeira. Só que a brincadeira passa logo à não satisfação, que segue para a agressão verbal e vai daí ao macabro e do macabro ao espancamento físico. Chega um momento que Shelley sofre um dano físico quase irreversível... E é aí que ela e sua mãe decidem reagir... Indo morar num lugar far far away da sociedade. E este é o lugar onde as coisas acontecem.

Minhas impressões sobre... Vou confessar que, ao contrário da maioria, não achei que este fosse um livro espetacular. Na verdade, eu jurava que Gordon seguiria abordando o bullying dazamiga, e eu estava de fato curtindo a mensagem do início do livro... mas parece que ele tinha outros planos em mente...

Caso é que ele nos leva de uma trama à outra e nós (no caso, eu) ficamos meio perdidos na floresta, sabe? Outra coisa que também me incomodou foi o fato de a mãe de Shelley ter sido considerada uma advogada brilhante pelo autor... Pode ser coisa da minha cabeça, mas, no meu entender, advogados brilhantes usam o poder da oratória para fins de convencimento... enquando a coitada da mulher sequer tinha coragem de abrir a boca para defender a própria filha em uma simples escola...

Além disso, Reece dá uma mancada, na "cena-mor" do livro, que a gente fica sem querer acreditar.
Some-se a isso o fato de que, depois da cena-mor, eu meio que dei uma cansada da leitura... E atribuí culpa de tudo ao autor, já que não sou besta nem nada (hahaha).

Apesar dos pesares... O livro é bem escrito e narrado (a garotinha tem uma pegada irônica muito boa). No início, a gente não quer despregar os olhos das páginas.
Acontece que ao longo da leitura, muitas coisas realmente me incomodaram... E aí não consegui me apegar aos personagens tanto quanto eu gostaria... #digomesmo.

Se gostei do livro? Considero qualquer leitura como uma boa oportunidade para a construção de novas experiências, e não me arrependi em absoluto de ter lido a obra (mas ainda bem que só gastei R$ 3,80 nela! rsrs). Enfim... Gostei com ressalvas, tá bom assim? rsrs

Lembrando que essa foi a minha experiência de leitura... Ninguém precisa me condenar ao fogo do inferno por causa disso, né? rsrs

Ficha Técnica:

Livro: Ratos
Autor: Gordon Reece
Páginas: 238
Ano de Publicação: 2010
Gênero: Romance
Editora: Íntrinseca
Comprei em: Submarino
Preço: Aproximadamente R$ 3,80
Estrelas: 3,5 estrelas
Indicação: para todos os que quiserem ler...

Abraços e Beijos!

Adna Maria.


4 comentários

  1. Muito legal a sua resenha, namorando esse livro algum tempo, um dia quem sabe eu compre. afinal de contas e tão baratinho, né? kkk
    http://livrandocommar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Mar!
      Além de ser baratinho, muita gente por aí fez ótimas críticas dele... Eu é que tô ficando rabugenta com a idade, acho. rsrsrs
      Beijoooooss!!

      Excluir
  2. Oiii Adna! hahahaha Suas ressalvas são boas! Tem razão em tudo o que disse. A cena-mor do livro realmente foi meio (bem) forçada haha Mas tá bom.. acho que o resto compensou minha leitura. Principalmente o ritmo, que achei bemmmm atraente..
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim, Daniii! As leituras sempre compensam! kkkkkkkk
      E esqueci de falar também de sua colocação (com a qual também concordo) sobre a "cena final" do livro... rsrsrs
      Beijoooss!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...