QFB: Tag Make Total

Oioi, gente mais linda!

Hoje é a Quinta da Beleza aqui no Blog. Então que tal a gente responder uma Tag sobre maquiagem?

Não que eu saiba tudo desse mundo de beleza, cês sabem, mas a vida é uma eterna tentativa, né mermo? #filosofando.
E o nome da Tag de hoje é Make Total. E ela consiste em responder 11 perguntinhas sobre nosso... hummm... relacionamento com maquiagens.

Fui marcada pela fofíssima Minda Silva, do blog Massovita e cá estou... finalmente respondendo.

As perguntas:

1. Você se sente mais à vontade com maquiagem nude ou vibrante?
2. Você é viciada em maquiagem?
3. Com que frequência você se maquia?
4. Você acha que determinadas makes são restritas, dependendo da idade?
5. Recomende duas marcas de maquiagem: uma baratinha e uma cara, mas que valha a pena cada centavo.
6. Qual o seu batom queridinho do momento?
7. Qual item de maquiagem você não gosta mas acha lindo nos outros?
8. Qual a marca de make que você mais tem na sua penteadeira?
9. Qual a técnica de preparação de pele que você mais gosta e recomenda?
10. Cite um item que você não economiza na hora de comprar?
11. Marque 4 pessoas nessa tag.

As respostas:

Então foi assim... Espero que tu tenha gostado. E se gostou não esquece de curtir, compartilhar, comentar, seguir, se inscrever...

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

TFLM: Um Dia Veranil... Look!

Aí que outro dia estávamos por aí (quer dizer, por aqui), a fotografar grávidas fofas (Evandro como fotógrafo. Eu como ajudante), quando resolvi aproveitar o momento, o lugar, a disponibilidade do retratista (nussaaa!)... pra me incluir no rol das fotografadas. Porque jamais perderia essa oportunidade, cês sabem...

E como tinha saído de casa  com trajes próprios para um dia veranil (porque em Pernambuco, o Outono é verão... E bota verão nisso!), então resolvi trazê-los aqui para este blog, para esta Terça, para este espaço, para...

E olha aqui, você! Te juro que se eu não tivesse escolhido sair com shorts e camiseta - tudo muito solto e confortável - eu teria sido cozida no bafo, nesse dito dia! Negócio foi punk!

A espadrilhe ajudou no processo de ficar caminhando ("Esse lado tá melhor... Olha, bora pra lá... O sol tá aqui... Vamo pra acolá... A sombra está aí... Não, não, aqui... Ajuda... Busca aquilo... Faz isso... Pega a sombrinha... Cuidado com a grávida... Cadê o flash?") de um lado pra outro. Cara! Juro que não poderia ter ido com os pés mais confortáveis para este evento fotográfico...

Espia!


Então foi assim...

Tomara que tu goste... E, se quiser, posso trazer as fotos da grávida fofa aqui, tá? É só pedirem nos comments...

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
Créditos: Shorts by Toritama / Camiseta by Brás-SP / Bolsa by Feirinha em Fortaleza / Espadrilhe by Marisa / Óculos Chilli Beans

SFQC: Falando Sobre... A Revolução dos Bichos

Gentee, finalmenteeee uma resenha em vídeo neste blog!!

E hoje eu estou falando desse livro maravilhoso, apetitoso, tudo de bom, salve-salve: A Revolução dos Bichos.

Faz tempo que gravei esse vídeo (nota-se pela falta de cenário e pela presença do aparelho fixo nos dentinhos), mas não achei que ele estivesse bom o suficiente pra merecer ser postado... Caso é que falei tudo o que tinha na cabeça, sem negocinho de roteiro pra me orientar, então ele ficou assim... meio coisado.

Resolvi postá-lo agora porque me faltava vídeo na agulha e tempo pra gravar e editar (tudo no mesmo dia).

E eu não vou falar mais nada sobre livrinho aqui porque falei sobre ele por 12 minutos em vídeo... E porque a coragem me falta no momento...

Eu só queria pedir, encarecidamente, que tu troque (aí na tua cabeça mesmo) a palavra Ditadura por Regime Totalitário, sempre que eu falar neste primeiro termo, ok?

Então bora logo ao que interessa...


Então é isso... Se tu gostou, não esquece de se inscrever, curtir, seguir, blá, blá, blá...

Ficha Técnica:

Livro: A Revolução dos Bichos
Autora: George Orwell
Páginas: 156
Ano de Publicação: 2007
Gênero: Romance
Editora: Companhia das Letras
Comprei em: Submarino
Preço: Acho que R$ 13,00. Hoje ele está custando R$ 27,50 na Livraria Cultura.
Estrelas: Cincooooooo!!
Indicação: Aí eu vou parafrasear Catedral: "para todo mundo ouvir... para todo mundo ver... para todo mundo, para todo mundo viver..."

Abraços e Beijos!

Adna Maria.



SFC: Maus, A História de um Sobrevivente - Resenha HQ

Eu não sou a pessoa mais fã de HQ que conheço nesta vida. 
Caso é que, por algum motivo, sempre associo quadrinhos a fantasia... E eu faço parte do time de pessoas que não são muito fãs de histórias fantásticas (sorry!).

Meu interesse em Maus, portanto, se deu ao fato de ele ser um graphic novel da vida real... Justamente porque neste HQ Art Spiegelman narra a luta de seu pai, um judeu polonês, para sobreviver ao holocausto.

Art resolve contar essa história de uma forma bem peculiar: ele retrata os nazistas como gatos, os judeus como ratos, os poloneses como porcos e os americanos com cães.

A graphic em questão é dividida em dois volumes:

Volume I - Meu Pai Sangra História - fala desde a decisão de Spiegelman em escrever as agruras do pai - mostrando, neste meio tempo, um relacionamento um tanto problemático entre filho e progenitor (que "de certo modo, parece a caricatura racista do judeu avarento" de acordo com Art) - passando pelas memórias de como Vladek (o pai) conheceu Anja (mãe de Art), até todas as manobras realizadas e todos os "buracos de ratos" preenchidos por cada judeu, ou por famílias de judeus, para tentar fugir da tragédia toda.

Uma parte dessa narrativa me deixou particularmente perturbada... E esta foi um trecho onde Vladek conta que ele mais cerca de 200 pessoas, incluindo sua esposa, foram pegos pela Gestapo (Polícia Secreta do Estado Nazista) enquanto via seu próprio primo (alguém que podeira ajudá-lo) do outro lado. Sinalizou para o primo, que disse não poder fazer nada. Sinalizou que podia pagar e o primo prontificou-se  na mesma hora, dizendo que outro primo voltaria para dar um jeito.
Art: "Eles não teriam ajudado se não pudesse pagar? Quer dizer, vocês eram da mesma família..."
Vladek: "Você não entende... Naquele tempo não existir mais famílias. Era cada um por si mesmo" - Sim, Art reproduziu o sotaque do pai durante todo o livro.

Volume II - E Aqui Meus Problemas Começam - narra a partir da chegada de Vladek a Auschwitz, em 1944. Aqui o pai fala de todos os detalhes do campo de concentração e de tudo o que fez, e das amizades providenciais que construiu, para escapar da morte.

Como vocês podem notar, não é uma história levinha de se ler. Principalmente quando a gente pensa que isso não é ficção. É história real, de fatos reais, ocorridos com pessoas reais. 

Quando a gente imagina que membros de família foram separados uns dos outros, sem saber se um dia se veriam novamente...
Quando a gente imagina que mães nunca mais viram os filhos, ou o marido, ou vice-versa...
Quando a gente imagina montes de corpos sendo cremados... Ou a agonia que é inalar gás até a morte...
Quando a gente imagina a brutalidade com que as pessoas eram tratadas, ou assassinadas...

À parte a tristeza, o livro é lindo. Os traços são super caprichados e isso super explica o preço da obra (o que só me faz lamentar o fato de Evandro ter derramado café no meu, semana passada...). 

Esse foi o primeiro HQ a receber o Prêmio Pulitzer, em 1992... E todo o reconhecimento que o autor recebeu pela obra em algum momento fez com que ele se sentisse mal, por entender que estava ficando famoso à custa da morte.
É... Esse não deve ser mesmo um sentimento fácil...

Ficha Técnica:

Livro: Maus - A História de um Sobrevivente
Autora: Art Spiegelman
Páginas: 296
Ano de Publicação: 2005
Gênero: Biografia
Editora: Companhia das Letras
Comprei em: Submarino
Preço: R$ 25,00 na promo. Geralmente custa R$ 50,00
Estrelas: 5, com certeza!
Indicação: pra todo mundo. Mais precisamente, todo mundo que seja maior de 14 anos.

Abraços e Beijos pra Tu!

Adna Maria.

Inspiração do Dia: 5 Relacionamentos Conturbados... Com Animais.

Oioi, Pueblo lindo!

O vídeo de hoje é Inspirador... eu acho...

Caso é que fui convidada a participar da comemoração de 3 anos do Canal de Paula Silvério e precisava pensar em alguma coisa que me lembrasse Paula.

Só uma pista: Ela acabou de cursar medicina veterinária. 
Então... sobre o quê mesmo cês acham que eu ia falar?


É fato: ao longo dos meus quase 33 anos de idade, muitos animais passaram pela minha vida. De alguns definitivamente não lembro... De outros, lembro com saudade... E outros, ainda... ahh... Esses marcaram a minha vida!

Então, resolvi listar, aqui, 5 relacionamentos um tanto... movimentados...
Um tanto... difíceis...
Um tanto... tristes...
Um tanto... engraçados...
Um tanto... conturbados...
... que tive com my little animals.

Simbora?

Então foi assim...

Espero que tu tenha gostado...
Desejo, do fundo do meu coração, que tu não esqueça de curtir o vídeo, de se inscrever no canal, de curtir a fanpage, de seguir o blog... E tem o Instagram também, tá? Tudo aí do ladinho ==>> pra tu sair clicando na maior facilidade!

Beijoooosss!

Adna Maria.

SFQC: Tag - Espectatube... No YouTube eu gosto de...

Oioi, Gente Linda!

Hoje estamos respondendo Tag... Iupiii!

Resolvi criar vergonha na cara e sair respondendo tudo o que tinha de Tag pendente na minha vidaaa.

Acho que o povo já tava desacreditando de minha capacidade de responder as amadas correntes. Em algumas delas fui marcada há mais de um ano, pasmem vocês! E por acaso respondi? Rhum!

O nome da benditinha de hoje é Espectatube.
Ela consiste em responder 10 perguntinhas relacionando o YouTube com Canais Literários... OU... Relacionando Canais Literários com o YouTube, se assim você preferir...

Acontece que, no final das contas, a gente faz uma mistureba doida e generaliza o negócio todo...
Sim... Acho que, afinal, o objetivo da Tag é conhecermos um pouco mais dos nossos espectadores queridos.

Na verdade, a "Espectatube" é bem parecida com aquela "Eu Leitora" que está rolando pelos canais de beleza da vida. Perguntinhas podem ser diferentes, mas o sentido, afinal de contas, é o mesmo.

Enfim... Esta foi criada por Leandro, do Canal 4º Leitor, e eu fui marcada por Daniela, do Bibliotecária Leitora.

As perguntas são essas aqui, ó:

1. Botão inscrever – em quantos canais está inscrita?
2. Botão play - Como, quando e onde você costuma assistir aos vídeos?
3. Botão de exibição – em qual resolução prefere os vídeos? Costuma assistir em tela cheia?
4. Adicionar a – qual o último vídeo adicionado aos favoritos?
5. Compartilhar – o que te faz compartilhar um vídeo?
6. Botão like – o que te leva a curtir um vídeo?
7. Botão unlike  - qual a sua postura quando não gosta de um vídeo?
8. Postar – Comenta e m todos os vídeos ou só quando necessário?
9. Mostrar mais – o que te atrai em um canal?
10. Tecla + - Marque pessoas.

E as respostas estão beeem aqui:

Eu marquei:
Juvêncio Neto: Baú Literário
Dany Rodrigues:  Dany Rodrigues

E foi assim... Se tu gostou do vídeo, não esquece de avaliá-lo, tá? E não esquece também de se inscrever no blog, no canal, na fan... Ahhh! Tu já sabe, né?

Agora um recadinho especial: Daniiii, brigadaaa por me marcar! kkk

Abraços e Beijos pra Todo Mundooo!

Adna Maria.

QFB: Top #05 Baratinhos de Maquiagem que Estou Amando...

Lindas da minha vidaaa!

Negócio é o seguinte: hoje resolvi falar de maquiagem.

Mas não, não esperem uma explanação super elaborada, típica das blogueiras de beleza que são mega entendidas no assunto.

Caso é que não sou mesmo uma delas! Hahaha

Mas vou te dizer, baixinho pra ninguém escutar, que ultimamente tenho me interessado mais por essa "mágica camuflagem". E isso, partindo de mim, é um super avanço, viu? 

Ai, ai... Quando penso que há uns 13 ou 14 meses atrás, eu não usava absolutamente nada de maquiagem (não sabia nem pretendia perder meu tempo com esse "supérfluo")... #suspiros

Fato é que o tempo vai passando... A idade vai chegando... E tem um momento que PUFT! a gente cai nessa encantadora armadilha feminina... Hahaha

Pois então... Toda essa introdução é apenas pra dizer que estou aprendendo negocinho aí e, portanto, me empenhando vagarosamente nessa arte maquiavélica (ops!). Portanto, aos poucos é que tenho descoberto coisas que nos deixam mais "bonitinhas" e coisas que facilitam esse processo todo de "ficar mais bonitinha".

E aí, quando a gente descobre uma coisa legal, o que queremos fazer? Contar pras amigas, claro! Principalmente praquelas amigas que, como eu, não são lá muito detentoras da arte da pintura...

Ítens cidtados:

1. Base HD Yes Cosmetics
2. Corretivo HD Koloss
3. Pincel Para Base e Corretivo
4. Pincel Chanfrado
5. Esponja para Base e Corretivo.

Então foi assim... Espero que tu tenha gostado... Se gostou, não esquece de avaliar o vídeo, se inscrever no canal, nos acompanhar aqui no blog, curtir a blá... blá... blá... blá.

Beijos pra tuuu!

Adna Maria.

Inspiração do Dia: Sobre Ser Feminista...

Preciso confessar, neste humilde Diário Online, o medo que tenho da palavra "feminismo". Caso é que fico sem saber direito o que as pessoas querem dizer, exatamente, com isso.

Eu, particularmente, associo feminismo àquele movimento pioneiro (e importantíssimo no processo de valorização da mulher), onde foram queimados sutiãs e rechaçados todos os itens associados à feminilidade.

Porque a mulher necessitava ter suas opiniões respeitadas tanto quanto as de um homem. Porque a mulher queria se igualar ao homem. Algo digno, considerando que alguns direitos só são conquistados com radicalismo.

Claro que isto não pretende ser uma crítica, mas o que não sei de fato é como entender todo este movimento feminista contemporâneo.
Por exemplo, se você me perguntar se sou feminista... 
Se você me perguntar se sou feminista, provavelmente responderei com um sonoro... "Depende! O que é o feminismo pra você?".


O que tenho claro em minha mente é que sou mulher. E apesar de minha convicção de que, como ser humano, tenho direitos tanto quanto os do gênero masculino, eu simplesmente não quero ser um deles!

Mas provavelmente sou feminista... quando quero ter minha opinião respeitada, mesmo portanto meus correspondentes femininos.
Provavelmente sou feminista enquanto quero ser ouvida com atenção, mesmo vestindo saias.
Provavelmente sou feminista enquanto quero ser considerada inteligente, mesmo usando maquiagem.
Provavelmente sou feminista enquanto entendo que minha opinião deve ser considerada relevante, mesmo calçando salto alto.
Provavelmente sou feminista enquanto quero ver respeitado o meu direito de ser mãe, esposa, amiga, mulher sensível... e ao mesmo tempo ser considerada uma executiva profissional, recebendo salário correspondente ao meu esforço, não ao meu gênero.

Sou feminista, sobretudo, ao querer que um homem entenda, de uma vez por todas, que quando nós, mulheres, ganhamos uma negociação, ou quando vencemos um embate, é porque temos poder de argumentação, não porque portamos certos "atributos femininos".

E, finalmente, sou feminista quando defendo o direto de a mulher ser o que ela quiser, como ela quiser, quando ela quiser, sem ter que se importar muito com as ditas "convenções sociais" - sempre lembrando que o nosso direito termina onde começa o direito do outro.

Sim... Se ser feminista é sinônimo de entender que temos vantagens iguais, mesmo sendo diferentes, provavelmente sou feminista.

Sempre lembrando que sou, acima de tudo, mulher... E, portanto, tenho essência feminina.
E é a favor dessa minha essência que continuo amando receber flores...
É a favor dessa minha essência que aceito a gentileza masculina de me abrir a porta do carro, de me puxar a cadeira à mesa, de me "proteger" na multidão...
É a favor dessa minha essência que quero ver legitimado o meu direito de usar vestido, peep toe e maquiagem...
... Sem sofrer preconceitos por parte de homens. Sem sofrer preconceitos por parte de mulheres.

É o que tenho a declarar sobre minha feminilidade... 
Ops!
É o que tenho a declarar sobre meu ideal feminista.

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

TF Look Meu: Visitando Ruínas...

Adivinha só quem voltou??

Siiimmm, a Terça-Feira de Look Meu está no pedaçooo!! Ufaaa!! Eu mesma pensei que isso nuncaaa voltaria a acontecer, do tanto de tempo que faz que não posto looks por aqui...

Agora, preciso dizer pra vocês que dessa vez não fotografamos os trajes trajados para sair, não... O negocinho constituiu-se de um pequeníssimo ensaio fotográfico que decidi fazer com my love, no dia que fizemos aninhos de namoro.

E o local escolhido para isso não poderia ser nenhum outro que não a Vila Nazaré (mais precisamente a Igreja de Nazaré e as Ruínas do Convento Carmelita), num lugarzinho aconchegante, aqui da RMR, que a gente chama carinhosamente de Cabo City (Cabo de Santo Agostinho), situado no litoral sul de Pernambuco.

Pois então... O Convento Carmelita, cujas ruínas estamos a ver nestas fotos, teve construção iniciada em 1692 e terminada em 1731. Ou seja, a edificação levou 39 anos pra ser concluída e hoje, 284 anos depois, só as pedras restaram para contar sua história... E os frades... É. Porque uma pequena comunidade de frades ainda reside neste local.

Mas voltando a falar das vestes da pessoa...
Escolhi esse vestido pra fazer o pequeno ensaio fotográfico porque, apesar de preto, ele é leve. E sem floreios nem amarras. Ou seja, não ia me incomodar muito o fato de tirar fotos sob um sol de lascar a pele de um jacaré. Claro que o desenho da cruz também influenciou, né? Achei que tinha algo a ver com o local... Hahaha

Escolhi o scarpin porque queria fazer dois looks com o mesmo vestido: um com tênis e outro com salto. Negocinho com tênis vai ficar pra outro dia, tá? Mas o com salto está beeemmm aqui...

Então foi assim... Espero que tu tenha gostado.

Abraços e Beijos!


Adna Maria.
Créditos: Fotógrafo: Evandro Prazeres.
Vestido comprado em Santa Cruz do Capibaribe - PE / Bolsa comprada na Feirinha da Madrugada - SP / Scarpin by C&A.

SFQC: Lidos de Março + Desafio Os Miseráveis

Mais lindo(a)s da minha existência!

Cá estou eu novamente, para mostrar-lhes as leituras efetuadas em Março do corrento ano (é... porque hoje estou formal!).

Em Março li 5 livros. E juro que não sei até onde conseguirei manter essa meta mensal... Mas o importante é que até agora negocinho tá rolando, né?
Então os lidos foram exatamente esses que vos falo:

1. Peça-me o que Quiser, de Megan Maxwell;
2. Peça-me o que Quiser Agora e Sempre, de Megan Maxwell;
3. 1984, de George Orwell;
4. Ratos, de Gordon Reece;
5. Manifesto do Partido Comunista, de Marx e Engels.

Mas o quê, exatamente, Os Miseráveis está fazendo nesta foto de lidos, Adna Maria?
Explico: Caso é que estou fazendo um desafio pra mim mesma, e estou explanando tudo beemm aqui:


É isso... Entendam Os proletariados (que estou falando quase no final do vídeo, em MPC), como O Proletariado ou Os Proletários... Hahaha... 
É, ignorem esse acometimente lapsal da gramática (e ignoram o que acabei de falar também, please!).

Mas espero que tu tenha gostado do vídeo! E se gostou, não esquece de avaliar e de nos acompanhar, seguindo o canal, no blog, no instagram, na fanpage, no twitter.... Eitaaaaa! Cansei!

Beijos pra Tuuuu!

Adna Maria.

SFC: Não é a Mamãe - Para Entender a Era Dilma

"Assim como a Era Vargas e os Anos JK, a Era Dilma marcará a História do Brasil. Tanto quanto Getúlio e Juscelino, Dilma será lembrada com destaque e nitidez após deixar o poder. Os brasileiros do futuro estudarão obsessivamente esse período da história nacional - tentando entender, basicamente, onde os seus antepassados estavam com a cabeça."
É assim que Guilherme Fiuza começa o Não é a Mamãe...

O meu desejo mesmo era de transcrever toda esta obra neste nosso pequeno diário online. Sim, valeria a pena! 
GF reúne, aqui, cem crônicas que cobrem os anos Dilma na Presidência, desde a campanha de 2010 até 2014.

O que mais me interessou no livro com certeza foi o seu sarcasmo (além da escrita, que é de ótima qualidade). 
Fiuza demonstra, aqui, um humor afiadíssimo, pra falar de assunto complicadíssimo, encarnando o conhecidíssimo ditado "seria cômico, não fosse trágico" (o que, neste caso,  a gente também poderia inverter tragicamente para "seria trágico, não fosse cômico"). 
O livro é dividido em 5 capítulos:

2010 - Dilma é a Mãe: faz alusão ao alarido da maternidade do PAC, para promover a presidenta.
2011 -  A Faxineira: diz respeito a toda a baixaria da corrupção.
2012 - A Babá de Rosemary: diz respeito a toda a baixaria da corrupção.
2013 - A Plebiscitária: diz respeito a toda a baixaria da corrupção, mas dessa vez aludindo também à demagogia petista.
2014 - Mamãe voltou: diz respeito a toda a baixaria da corrupção... Essa mesma, que muitos brasileiros fingiram não ver, quando de sua ida às urnas.

Uma palha da demagogia...

Sobre Lula e o mensalão...

Como são crônicas, não me cabe fazer um resumo mais aprofundando deste livro neste post. Mas posso dizer que já na orelha do livro está um apanhando do que ele é...
Os futuros historiadores e pesquisadores ficarão confusos por não encontrar esse enredo nas páginas da ficção científica  mais absurda. Mas este livro os ajudará a estudá-lo - pela ótica política, policial e psiquiátrica."
Pois então... Esse com certeza vai para o rol dos meus melhores lidos de 2015 e eu simplesmente gostaria de mais uma vez (e farei isso tantas vezes quanto me for possível) recomendá-lo para todos os "meus queridos brasileiros e brasileiras deste país" (porque eu também encarnei o personagem... hahaha).

Como nem tudo é flor...

... Só gostaria de deixar claro que Guilherme Fiuza, neste livro, não foi um pesquisador isento de emoção... Ele deixa óbvio que é anti-petista e puxa, sim, sardinha pra seu saco - e digamos que isso me incomodou um tantinho assim ao longo da leitura... Avisando pra depois ninguém vir dizer que não falei, né?

Apesar de ser ótimo escritor e ter o poder do argumento, não concordei exatamente com todas as suas opiniões... Digamos que minha percentagem de concordância tenha ficado em torno de 95%... hahaha

Enfim... Leiaaammm!

Ficha Técnica:

Livro: Não é a Mamãe - Para Entender a Era Dilma
Autora: Guilherme Fiuza - jornalista e escritor brasileiro. É colunista de política da revista Época. Escreveu "Meu Nome não é Johnny", "3.000 Dias no Bunker", "Amazônia, 20º Andar" e "Bussunda, a Vida do Casseta".
Páginas: 384
Ano de Publicação: 2014
Gênero: Crônicas
Editora: Record
Comprei em: Submarino
Preço: R$ 13,00
Estrelas: 5 estrelas, com certeza
Indicação: para todos os brasileiros e brasileiras... deste país?

E Bom Brasil pra Você!!

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

QFB: Comprinhas Março/2015 - Cosméticos, Maquiagem, Decoração

Oi, Pessoas Lindaaass!!

Como todo final/início de mês, hoje estou eu a trazer aqueeelee vídeo de comprinhas que, querendo ou não, tem como intuito dar dicas de produtos baratinhos que funcionam, ou de produtos não tão baratinhos que também funcionam e que, portanto, valem a compra.


Como vocês devem saber... ou não, porque não são obrigadas... o meu rosto é de uma oleosidade transbordante. É. O bichinho do óleo samba na minha cara. Literalmente. Então, todos os produtos que compro para minha epiderme facial são oil free, obrigada.

Nesse mês, também comprei nichos decorativos que me servirão não só para decorar, como também para dar suporte aos meus little books, lá no meu little room.

Dá cá uma espiada no vídeo que tu vai saber de tudo, tudinho:

E dessa vez não vou colocar preços dos produtos aqui, já que lembrei de falar tudo no vídeo... Ehhhh, tô ficando uma mocinha!!

Mas as comprinhas foram essas aqui, ó:

Rosto:

1. Sabonete Líquido Actine.
2. Creme Hidratante Avon Care.
3. Protetor Solar La Roche.
4. BB Cream L'Oreal.
5. Máscara de Cílios Avon Big Impact (NOVA).
6. Máscara de Cílios Incolor Jasmyne.

Corpo:

1. Hidratante Corporal Avon.
2. Hidratante Corporal Paixão.
3. Hidratante Para as Mãos Granado.
4. Hidratante Para os Pés Indafarma.
5. Perfume Avon Petit Friends.

Celular:

1. 2 Cases muito fofas.

Quarto:

1. 3 Nichos muito fofos!

Então foi assim... Espero que tu tenha gostado. E se gostou, não esquece de avaliar o vídeo e de se inscrever no canal, no blog, na fanpage e no instagram, tá?

Beijos pra Tuuuu!

Adna Maria.

SFQC: Book Haul Dia do Consumidor

Gente mais linda da minha vida!

Esse mês eu desesperei com o Dia do Consumidor e adivinha só o que fiz?
Aposto que ninguém adivinha.... Hahaha
Então lá vai uma pista...


Pois é... Levei a sério o negócio do consumo e consumi... no dia do consumidor... 
E eu nem sei porque estou tentando fazer gracinha de coisa tããoo sem graça...
Mas simbora! O fato é que comprei. Livros. Desesperada. Como se não houvesse amanhã.
Ou eu comprava ou eu morria... Decidi não morrer por enquanto...

Então, eis o meu Book Haul do Dia do Consumidor:

Os comprados no Submarino foram:

1. Hamlet, de Shakespeare: R$ 9,03
2. Madame Bovary, de Gustave Flaubert: R$ 14,00
3. Box Arquivos Serial Killers, de Ilana Casoy: R$ 44,90
4. O Morro dos Ventos Uivantes Edição de Luxo Bilíngue, de Emily Brontë: R$ 14,89
5. Misery, de Stephen King: R$ 16,03
6. 3 em 1 Pesuasão, Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade, de Jane Austen: R$ 16,20
7. Objetos Cortantes, de Gillian Flynn: R$ 17,94
8. Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie: R$ 32,20
9. 1808, de Laurentino Gomes: R$ 13,31

E a décima aquisição ganhei de Evandro na ocasião de seu lançamento, aqui em Recife:

10. O Serrote, de Adeíza Branco: R$ 40,00. E tem post dele bem AQUI!

Então foi assim... Espero poder ler tudo o mais breve possível, pra consciência não pesar por demais... hahaha

Se tu gostou do vídeo, não esquece de avaliá-lo, de seguir o canal (300 inscritoooosss uhulllll), de seguir o blog, curtir a fanpage e me acompanhar no instagram,  pra gente ter uma interação maior, tá bom?

Beijos pra Tuuuu!

Adna Maria.

ID: Mini Maratona Literária de Páscoa

A Encenação...
Eu (correndo em direção ao coelhinho): Ó, Grande e Sábio Coelho que Ovo botas... Nesta grandiosa Páscoa, o que trazes pra mim?
O Coelho (dando sinal de pare): Stop, Pequeno Ser Ignorante! Eu trouxe: 1 livro, 2 livros, 3 livros, assim...


É. Porque a Páscoa tá chegando; as espinhas vão se preparando pra dar um show, junto com a deliciosa misturinha de cacau, leite e açúcar (principalmente açúcar); a gente vai treinando o estômago pra se empanturrar devidamente com as providenciais comidinhas feitas ao coco (Genteee, adoorooo um bredo!)...

Mas, apesar de tudo isso, e de toda a simbologia cristã representada na Semana Santa, no quê de fato estou interessada? No feriadinho. Pra quê? Pra adiantar as leiturinhas.

Sim, porque o que eu tenho em casa são livros pra terminar. Então, hoje em dia venho aproveitando todos os feriados do universo pra adiantar tais leituras... Pros livros irem subindo pra estante dos lidos... Pra ter mais espaço na estante dos não lidos... Pra que novos livros cheguem... Aiai, esse ciclo vicioso...

E os livros escolhidos pra minha Mini Maratona de Páscoa são esses aqui, ó:
1. O Mágico de Oz: Desde a Maratona de Carnaval estou a ler este livro. Parei na página 79. Como Dani, do Bibliotecária Leitora, me chamou pra fazer uma leitura compartilhada dele, vamos ver se me animo a terminá-lo.

2. Odisseia II: Comecei a Odisseia também na Maratona de Carnaval. Li o primeiro livro (do meu box), que na verdade é bem curto e eu o tenho como uma mera ambientação e apresentação dos personagens. Vou aproveitar a Páscoa pra ler o segundo volume. Obrigada. Por nada.

3. Heidi Heckelbeck: This is in english and I started to read in January. Let us see if I end it now for easter...

4. O Restaurante no Fim do Universo: Segundo livro da série O Guia do Mochileiro das Galáxias. Também quero lê-lo inteiro no feriadinho.

5. Serial Killers, Louco ou Cruel?: Comecei a ler esse agora no finalzinho de Março. Como essa é uma leitura super rápida, espero poder terminar entre os dias 03 e 05 de Abril... Isso se não acabar antes... Corre o risco.

6. Os Miseráveis: Taí uma calhamaço que só de olhar me dá preguiça... Tô lendo essa coisinha desde o final de Janeiro e não passei da página 80 ainda... Espero poder fazer andar um pouco mais, essa preguiçosa leitura, agora na Páscoa.

Então esses foram os livros escolhidos pra minha MMP. Como viram, a pretensão é de começar e terminar apenas dois deles, já que os outros estão com a leitura em andamento. A depender de minha disposição e do tempo disponível, talvez eu encaixe outros livrinhos por aqui também... Quem sabe, né?

Ahhh... Se você também estiver interessada(o) em fazer uma mini maratona literária junto com os coelhinhos, conta aqui pra mim quais foram os livros escolhidos, visse? Ou me marca no Insta, se você preferir...

Claro que eu vou compartilhar o andamento de tudo lá na Fanpage do LD e no Instagram... Portanto, correee pra me seguir por lá, se você ainda não segue...

Abraços e Beijos pra Tu!

Adna Maria.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...