SFQC: 50 Fatos Literários Sobre Mim

Aí veio Cinquenta Tons - O Retorno (Filme) - e com ele, claarooo, uma nova onda da Tag 50 Fatos.

Vloggers de beleza, de humor, de opinião, de informação, e até os literários, estão fazendo os 50-Fatos-Sobre-Alguma-Coisa. E eu, eu mesma e o Lendo o Dia, resolvemos adaptar o negocinho também e trazer aqui os 50 Blá Blá Blá Literários Sobre Mim

E tirando a gafe do Extras-Terrestres (uma versão adnatizada de Extraterrestres), achei negocinho beem divertido, viu?

É claro que não me lembrei, quando estava a escrever o roteirinho, de todos os fatos... E mesmo agora não lembro de muitos... hahaha... Mas simbora!!


E é incrível como eu sempre esqueço de marcar as pessoas em Tag! É lógico que essa não fugiu à regra!
Mas espero poder taguear todos por aqui mesmo, então...

Gostaria muuuittoooo de saber quais são as 50 Ocorrências Literárias de:

1. Bibliotecária Leitora = https://www.youtube.com/channel/UC7PJsPuahxx6VodhFHIUSyA
2. O Baú Literário = https://www.youtube.com/user/obauliterario
3. Vagabundo Iluminado = https://www.youtube.com/user/jimrduran1
4. Boards e Books = https://www.youtube.com/user/lpmusica19
5. Ler antes de Morrer = https://www.youtube.com/channel/UCTubbc8ei3JfOBbicSJYPfQ
6. Paula Silvério = https://www.youtube.com/channel/UCsuHXYdrMAWEn7q2dwQwK8w
7. Livros da Wis = https://www.youtube.com/channel/UC-jCQ0fBuK5VUUl1cCSMifA
8. Quem mais quiser responder... Só me marcar pra eu assistir também, tá?

Então...
Se tu gostou, não esquece de avaliar o vídeo, se inscrever no canal, no blog, na fanpage, no instagram e... Ufa! Finalmente tô usando mais o Twitter agora...

Beijos pra Tuuuu!

Adna Maria.

Inspiração do Dia: Sobre 50 Tons de Cinza - Filme, Críticas e Inteligência

Eu: "Sim, eu fui assistir 50 tons de cinza".
Tu: "Mas e aí, tu gostou?"
Eu: "Calma lá, amiguinha! Vamos analisar o negócio todo!"

A Trilogia 50 Tons foi uma sensação, né? Muitas pessoas leram, algumas odiaram, outras amaram e outras (\o/) vagaram entre um sentimento e outro, ora não suportando o livro e a personagem principal, ora amando o casalzinho e o personagem principal... Uma triste indecisão.

Teve gente também que nem leu e já criticou (aiai, preguiça dessas pessoas). Assim como teve gente que não aguentou passar das primeiras páginas, nem do primeiro livro... Tudo bem, amigo, ao menos você tentou, né? rsrs

Aí agora me sai o filme. E, como aconteceu no livro, é claro que o longa não fugiria à regra... Um temporal de críticas, uma chuva de elogios e...

Fui lá. Ver com meus próprios olhos como foi a adaptação. Sim, porque eu li o livro. E, assim como aconteceu com o livro, eu precisava ver pra crer.

Pois bem, vou dizer a vocês que nos primeiros momentos do longa, de fato me arrependi de estar lá. Me arrependi de ter dado rosto e voz aos meus personagens imaginários. É. Não achei mesmo que os atores fizeram tão bem assim o seu papel... Talvez, se tivessem conseguido um cara menos modelo e mais ator... (aiai, língua ferina!).
Desculpa, tá, mas Jamie Dornan não representou mesmo o Christian Grey...

Além do mais, tem o agravante de que assisti negocinho dublado. E quando um filme é dublado, minha amiga, as coisas simplesmente não batem...

Aí também vem o fato de que tudo pareceu muito rápido (lógico, é filme né? Tipo: duas horas pra tudo)... E a gente fica meio assim: :0 Mas já?!
Caso é que Cinquenta Tons de Cinza (primeiro livro da trilogia) tem 480 páginas, então no livro a coisa pareceu ir um pouco mais devagar... Teve mais enrolação, sabe como?

A linguagem do filme foi a mesma do livro... Pobre. Muitas vezes cheguei, eu mesma, a revirar os olhos - nas cenas em que Anastasia mordia os lábios, por exemplo - sem acreditar muito no que eu tava vendo e ouvindo...
Mas, ao menos, no filme, a "deusa interior" de Anastasia (aquela que desejava tudo) não nos deu o ar de sua graça, né? Ufa! Meio caminho andado.

Os pontos positivos do filme com certeza são a trilha sonora (que teve uma importância enooorme na superprodução) e a beleza do negócio todo. Lugares bonitos. Objetos bonitos. Prédios bonitos. Helicóptero bonito... rsrs

Tu: "Não enrola, pessoa... Gostou ou não gostou??"
Eu: "Olha, eu... Achei válido assistir... No final, como que por encanto, não estava mais arrependida de ter ido ao cinema ver aquilo tudo (Freud deve explicar)... E você ainda sai querendo ver a continuação daquele troço, entende?
Mas, enfim... Acredito que o filme, assim como o livro, serve como distração. Particularmente, adoro filmes bobinhos, de romancinho... Sabe aquelas comédias românticas bestinhas que servem pra passar o tempo? Pois então...

O que eu não entendo, de verdade, é...
Todo esse mimimi que as pessoas fazem em cima de 50 Tons. Tipo: é só um livro, gente! E agora adaptado para o cine, sabe?

Sobre o sexo... Não sejamos hipócritas. Sexo existe desde que a vida é a vida! Se você prefere não ler sobre o assunto, ok. Cê não é obrigado. Mas também não vamos sair criticando quem quer ler, oras!

Sobre machismo... Em nenhum momento, a menina deixou de fazer o que ela quis. Ela foi independente o suficiente pra aceitar o que estava sendo oferecido, e ponto final. Se não quisesse, também não teria aceitado... E acabou-se a história.

Sobre a inteligência das pessoas que leram o livro... Sinceramente... Me dá uma coisa! Ninguém é mais ou menos inteligente por ter assistido ou ter deixado de assistir 50 tons, entende? Ninguém é mais ou menos humano... Ninguém é mais ou menos carinhoso no relacionamento... Ninguém é mais ou menos certo ou errado... Ninguém é mais ou menos nada.
A gente faz besteiras, fala besteiras, assiste besteiras o tempo todo! E a vida segue... Não temos mesmo por que estar nos matando de preocupação com um simples livro. A gente não é criança. Sadomasoquismo existe. E não é porque lemos alguma coisa nesse sentido que nos tornaremos, obrigatoriamente, sadomasoquistas! A não ser que cê seja fraquinho de mente... Aí, meu amigo, fica difícil, né?

E essa é minha opinião...
Como sempre, desagradando a gregos e a troianos... Mas que tal exercitarmos nossa tolerância hoje, hein? Obrigada. Por  nada.

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

SFQC: Nosso Dia...

Oi, Pessoas Lindaaas!

Negócio é o seguinte: Ontem, dia 22/03/2015, meu gato e eu fizemos 7 anos de namorico. Sim, sim, siimmm!
Me lembro, com saudade, dos tempos de outrora... De quando a gente se paquerava via msn, mensagens de texto, telefone...

Mal sabia eu que o melhor ainda estava por vir...  Viriam sete anos de belos momentos vividos juntos...
Claro que já atravessamos momentos desagradáveis também, mas em nenhum minuto quisemos desfazer esse laço, esse companheirismo, essa vontade de pertencer ao outro, de ser uma metade, uma tampa, a alma gêmea... E todas essas coisas bregas que a gente ouve por aí.
Nestes 7 rápidos anos, agradecemos a Deus todos os dias por Ele ter nos presenteado um ao outro. E eu posso dizer com absoluta certeza que fui premiada com um companheiro pra vida!

Mas, enfim... Decidimos comemorar tudo de forma um tantinho inusitada: Tirando fotos. Pro Lendo o Dia. Hahaha
Espia!

E aí... Respondemos também, no canal (se inscreve!), a uma Tag chamada Ela e Ele. Essa Tag foi criada por Fafella e consiste em cada um responder, alternadamente, umas 25 perguntinhas sobre o dia-a-dia do casal.

As perguntas são:

1. Quem se apaixonou primeiro?
2. Quem é mais carinhoso?
3. Quem é mais ciumento?
4. Quem é mais desorganizado?
5. Quem é mais vaidoso?
6. Quem cozinha melhor?
7. Quem demora mais pra se arrumar?
8. Quem chora mais?
9. Quem é mais preguiçoso?
10. Quem é mais sonhador?
11. Quem come mais?
12. Quem ama mais?
13. Quem dirige melhor?
14. Quem é mais amigo dos outros?
15. Quem é mais engraçado?
16. Quem demora mais no banho?
17. Quem é mais estressado?
18. Quem é mais responsável?
19. Quem canta melhor?
20. Quem fala mais ao telefone?
21. Quem dorme mais?
22. Quem é mais atrapalhado?
23. Quem é mais esquecido?
24. Quem é mais competitivo?
25. Quem é mais bonito? 

E as respostas estão beeemmm aqui:

Então é isso... Desejo do fundo do meu coração (clarooo) que a gente continue vivendo juntos nossas diferenças, por muitos e muuuuitooos anos... <3<3 (porque eu sou brega também!).

Espero que tu tenha gostado do vídeo, das fotos e de tudo o mais! Hahaha

Beijos pra tuuuu!

Adna Maria.

SFC: Livro "O Serrote" - Lançamento

Pessoas mais lindas da minha vidaaa!!

Aconteceu ontem, aqui em Boa Viagem, o Lançamento de "O Serrote", primeiro romance da Médica Dermatologista, Pintora e Escritora, Adeíza de Alencar Branco.

Aí tu jurava que eu ia perder, né? Mas é claaarooo... que não! Fui lá conferir tudinho. Consegui livro, autógrafo e, ainda, uma mini entrevista com a Dra. Adeíza, pessoa suuuper simpática que é. 

Simbora conferir?
Lendo o Dia (no caso, eu): Dra. Adeíza, qual foi a sua motivação pra escrever este livro?
R. A família da minha mãe é toda do interior (de Pernambuco), e eu sempre ia passar as férias por lá, quando era criança. Assim como a família do meu pai é de Maceió, e eu sempre passava as férias do meio do ano com eles... Então eu ouvia as histórias de meus avós...
E essas histórias ficaram gravadas na minha cabeça... E, há uns três anos atrás, de repente deu vontade de juntar essas histórias e fazer um romance. Então escrevi esse romance, passei algum tempo corrigindo ele e juntando algum dinheiro pra poder editar. Porque editar através das editoras é muito difícil. Então, fiz por produção própria e editei, tratei a diagramação, a correção... Eu que fiz as ilustrações... E ficou um romance bem interessante...

LD: Mais ou menos quanto tempo durou todo esse processo?
R. Eu brinco dizendo que vomitei esse livro em 1 mês...

LD: Em 1 mês?!
R. Em 1 mês. E passei três anos corrigindo ele... (risos). Ano passado resolvi realmente publicar e comecei a juntar algum dinheiro... E, por minha conta, eu falei com uma diagramadora, meu irmão fez a capa, contratei uma pessoa pra fazer a correção e resolvi passar pra frente... É uma história muito gostosa!


LD: Então é um romance bem nordestino...
R. É um romance nordestino que se passa na década de 70. Então, quem tem 50, 40 anos, vai se encontrar em algumas partes desse romance. E o pessoal mais jovem também vai se encontrar por aqui...

LD: Entendi... Então acho que é isso... Você teria mais alguma coisa pra dizer sobre o livro?
R. Ah, eu... assim... (carinho)... Poxa, é uma coisa tão legal da minha vida... E toda vez que eu o leio... É muito engraçado, isso... Toda vez que eu o leio, eu rio... Eu acho graça das coisas, entendeu? Então eu acho que se as pessoas conseguirem ler esse romance, vão achar interessante... vão achar graça. Principalmente as pessoas entre 50 e 40 anos, que viveram as décadas de 70 e 80... Uma década linda, essa nossa...

Eu: Que é o meu caso também... (nasci em 82, para os mais engraçadinhos não pensarem que tenho 50 anos... hahaha)
R. (risos)... Espero que você goste...

E assim findou-se a entrevista... E essa pessoa coisada, que sou eu, esqueceu de perguntar pra ela aonde o livro seria vendido, já que é uma produção independente, né?
Mas eis que... tãdãdãdã... Consegui entrar em contato com a produção, na pessoa de Jayra, sua assistente, e esta me disse  que, a princípio, os livros serão vendidos no consultório mesmo (81.3467-8997, a quem interessar possa), depois haverá outro lançamento na Bahia e, depois, provavelmente, será vendido na Saraiva. Obrigada, Jayra!

E eu sei que esse post vai ficar enooormee de grande, mas agora vamos à sinopse do livro:
Um lobisomem, um anjo, uma alma casamenteira, um vaqueiro herói: são personagens insólitos e curiosos, vistos aqui pelos olhos de uma adolescente criada na metrópole e que experimenta uma viagem de muitas descobertas às paragens distantes do sertão nordestino. Neste livro você vai encontrar mistérios escondidos no cenário rústico da caatinga, uma terra castigada por estiagem, e ainda assim cheia de encantos. Vinda de São Paulo para visitar a fazenda dos avós, Analis encontra o companheirismo nas brincadeiras compartilhadas com os primos, mas também conhece o sofrimento dos habitantes da região, diante de uma vida de agruras. Ao participar de uma novena itinerante organizada pelas pessoas mais velhas da família, ela é apresentada a figuras que parecem desafiar a realidade e se envolve em diversas aventuras. A jovem enfrenta as emoções carregadas de conflitos provocados pelo primeiro amor e é desafiada a solucionar um enigma envolvendo acontecimentos aparentemente inexplicáveis que atormentam os moradores da localidade. Toda essa trama, carregada de surpresas, vem em forma de uma prosa leve e fluente, enredo que envolve e conquista leitores de qualquer idade. A cada capítulo, novos detalhes se revelam, prendendo a atenção até a última página.

Vou confessar pra vocês que estou muito curiosa a respeito desse livro... Além de ser lindo, ele fala de uma cultura que muito me interessa... A minha mesma! hahaha

Aos observadores de plantão, um recado: Este não é um publieditorial, tá? Aliás, eu ganhei o livro de meu próprio namorado, e não tenho nenhum tipo de parceria com a autora... Só pra deixar claro! O meu interesse no livro consiste no assunto "cultura nordestina" (quando Sérgio - esposo de Jayra e meu colega - leu a sinopse pra mim, por telefone, me interessei de pronto). E se eu estou divulgando por aqui, é com o intuito de levar a nossa cultura a outras pessoas... ProntoFalei!

Assim que lê-lo, darei minhas impressões beem aqui, como de praxe.

Agradecimentos: Quero agradecer muito à Dra Adeíza, pela entrevista; à Jayra e Sérgio, pelo convite; e a Evandro Prazeres, pelas fotos e suporte.

Abraços e Beijos pra Todooo Mundooo!

Adna Maria.

Inspiração do Dia: Panelaço, Protestos e Impeachment

Custei a dar minha opinião sobre os problemas políticos que vem ocorrendo em nosso país, primeiro porque a maioria das pessoas, tanto do lado direito quanto do lado esquerdo da política, não vai gostar muito do que tenho a dizer. Segundo, porque não quero que vocês me confundam com uma crítica política... rsrsrs... Coisa que definitivamente não sou.
Mas também não poderia me abster do assunto, principalmente quando estou recebendo pedidos a esse respeito.

Antes de mais nada, quero deixar claro que não sou e nunca fui parte integrante de partido algum... Acho mesmo que quando nos afiliamos a um movimento, fica difícil entender o lado bom do nosso oponente e o lado sórdido de nosso grupo... Isso acontece em religião, no futebol e... em política também.

Provavelmente, todos aqui já sabem que não votei em Dilma nas eleições passadas. Assim como não votei nela em seu primeiro mandato. Enfim...

Fato é que o nosso país está passando por uma situação sócio-econômica difícil e, mesmo ano passado, as expectativas para 2015 não eram nada otimistas. Os economistas, os especialistas, o rádio, a TV, ou quem estivesse por dentro do assunto, informavam que teríamos um próximo ano ainda mais arrochado.

Independente de quem assumisse o Executivo, medidas extremas teriam que ser tomadas para consertar a economia de nosso país (que eu não sei se está quebrando por reflexo da crise mundial, ou por motivos de necessidades fisiológicas executadas pelo PT - popularmente conhecidas como "merda" mesmo. Talvez seja um caso para definirmos com o clássico questionamento... Quem veio primeiro? O Ovo? A Galinha?).

Tudo bem... Há quem diga que Dilma Rousseff e sua turma fizeram de tudo pra não deixar o Brasil perecer em tempos de crise... Por isso, precisaram tomar decisões inteligentes à época, como Desoneração de Folha de Pagamento, para que as empresas não quebrassem e o desemprego não subisse (falando da parte trabalhista da coisa)...
... Alguém só avise a esse grupo que muitas empresas quebraram, e ainda estão quebrando, assim como o desemprego está acelerado. E que não adianta maquiar relatórios de IBGE ou de qual for a empresa de estatística... A gente enxerga o que está acontecendo por aí...

Mas o que eles fizeram de fato? Sim, porque as empresas não deixaram de quebrar, o desemprego não deixou de aumentar, a inflação não desacelerou, a moeda está desvalorizada... Ao que um jornalista pergunta: "Houve um erro no planejamento, Presidenta?" - e ela, a contragosto, responde: "Herrar é Umano" (esclareço que a distorção gramatical é de responsabilidade minha, obrigada).

O engraçado é que essa mesma Presidenta, para quem errar é humano, estava alardeando por aí, há uns tempos atrás, que o Brasil tinha passado pela crise intacto...
Não, Presidente... Acredito que a senhora estava mesmo era tirando de onde não tinha, pro negócio parecer bonitinho, sabe como é? (Foi redução de IPI - fazendo o governo deixar de arrecadar na casa dos bilhões. Foi a desoneração da folha. Foi política de financiamento de casa própria. E, no fim, nada se sustentou. Mas, segundo a Presidenta, as novas medidas adotadas pelo governo não estão acabando com nada disso... Estão apenas alterando um pouquiiinhoooo as regras... Sei! E os juros aumentando...)

Mas então... Como eu ia dizendo... Independente de quem fosse eleito, medidas extremas precisariam ser tomadas para restauração de nossa economia...

E vou até confessar que estou em pleno acordo com Magno Malta quando ele diz, em outras palavras, que quem fez toda a caca é quem tem que limpar. Qualquer outro presidente que assumisse o mandato, quer fosse Aécio, Marina ou Levy Fidelix... estaria pagando por um erro cometido por outras pessoas... E, como belos bodes expiatórios, seriam queimados em praça pública, dando espaço para a aclamação da corrente petista.



Enfim... Dada minha opinião sobre a política corrente, estou aqui para dizer que apoio manifestações pacíficas. E não estou falando só pela ludicidade de ver milhares de brasileiros, vestidos de amarelo, saindo às ruas, declamando o Hino Nacional. Estou falando que o governo precisa mesmo ficar sabendo, de alguma forma, do nosso desgosto para com sua administração. E que essa é uma boa forma de mostrarmos quão insatisfeitos estamos... E, por falar nisso, que bom termos a opção de mostrar quão insatisfeitos estamos... Porque no caso de uma intervenção militar, ou da volta à ditadura, nem isso teríamos.


Apoio panelaços, desde que estes venham em forma de reivindicação, e não de oba-oba. Fato é que, às vezes, precisamos ouvir o que "o oponente" tem a dizer. Não adianta fechar os ouvidos pra tudo. Isso só nos torna aleatoriamente ignorantes. E, nesse ponto, concordo com a presidenta: não adianta ser da turma do "quanto pior, melhor". O fato de querermos mostrar que temos razão não vai ajudar a melhorar o país.

Mas não sou a favor de Impeachment. E nem é porque eu ache que Dilma é boazinha; nem porque sou mulher e quero ver, a todo custo, a perpetuação de uma mulher no poder; nem porque acho que impeachment é contra as regras democráticas, como o PT quer nos convencer; muito menos porque eu ache que Rousseff esteja longe de toda essa sujeirada política (pode não haver provas... mas ela sequer está sendo investigada, né? Curioso, muito curioso...).
Caso é que só estamos a 3 meses da posse do re-mandato. E se os "meus queridos brasileiros e brasileiras" quisessem mesmo ver a presidenta e sua corja longe da administração, teriam votado com consciência em Outubro passado.

É... Aquele mesmo Outubro em que muitos decidiram entrar na onda da filosofia de guerra de classes:  "Éééé, porque os pobres votam no PT. Porque o PT governa pros pobres. Porque essa luta é dos trabalhadores. Porque eu sou socialista. Porque é linda, a onda vermelha... Éééé, eu voto no PT! Eeeu, eu sou petiiistaaa, com muito orguuulho, com muito amoooor..." - Agora aguenta, camarada! Dias piores virão. Palavra de cidadã, não de especialista.

Caso é que acredito que uma saída abrupta da presidenta agora só iria desestabilizar ainda mais o negócio todo. Palavra de cidadã, não de especialista.

Agora... O protesto mais convincente já tem data e local marcados. E tomara que, caso saiamos de fato da crise e não ocorra impeachment, nossas mentes, voláteis que são, não evaporem nossas lembranças daqui pra 2018...

Agora, se me permitem, gostaria de indicar três livros sobre política pra vocês:

1. A Revolução dos Bichos, de George Orwell: Orwell era jornalista inglês. Um socialista com olhos e mente abertos. Tentou denunciar, em seu livro, as distorções da visão Stalinista sobre o socialismo.
2. Não é a Mamãe - Para Entender a Era Dilma, de Guilherme Fiuza: Fiuza é um jornalista brasileiro mesmo. Crítico do PT.

E, para não dizer que eu não falei de flores...

3. Manifesto do Partido Comunista, de Marx e Engels: esse ainda estou lendo. Livro objetivo, escrito pelo próprio pai do Comunismo. Super interessante, sob o ponto de vista de que estamos lendo a filosofia direto da fonte (acho). Aqui você vai ter a opção de concordar ou discordar de Marx... Como queira.

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

SFQC: Book Haul Fevereiro/2015 + Compras Papelaria

Negócio é o seguinte, meu povo: este mês vamos ter um Book Haul adicionado. Caso é que andei dando umas voltinhas no setor de escritório e papelaria de numa loja aqui do Recife, chamada Atacado dos Presentes, e...
... Como sou um zero à esquerda na questão criatividade - tentando consertar esse aspecto na minha vida - e como li o Roube como um Artista, que nos incita a instigar essa área de nossas vidas, então resolvi começar a resolver isso com canetas e cores... hahaha... E nem me pergunte por quê.

Então, explicada a parte da papelaria (acho), vamos ao que interessa...

E os livros mencionados são...

1. Manifesto do Partido Comunista, Marx e Engels - Submarino - R$ 7,83;
2. Ratos, Gordon Reece - Submarino - R$ 3,43;
3. Os Crimes de Stalin, Nigel Cawthorne  - Submarino - R$ 19,27;
4. Tempos Extremos, Mírian Leitão - Submarino - R$ 13,99;
5. Deus é meu Camarada, Cyril Massaroto - Submarino - R$ 11,35;
6. Roube como um Artista, Austin Kleon - Livraria Cultura - R$ 29,50.

É isso... Se tu gostou do vídeo, não esquece de avaliá-lo, seguir o canal no YT, acompanhar o blog, a fanpage, o instagram... ... ...

Beijos pra tuuu!!

Adna Maria.

SFC: Inferno, de Dan Brown - Resenha

Eu gosto de Dan Brown. Gosto mesmo. Apesar de dizerem por aí, com alguma propriedade, que ele é um autor de fórmula pronta, acho o máximo que ele alie conhecimento, história, assuntos polêmicos e aventura, em seus livros.

Eu não sou crítica literária, nem pretendo ser. Entendo um livro como mera leitora... O avalio pelo simples fato de eu ter gostado ou não, de ser tragável ou intragável, de ter bom ou mau vocabulário... Algumas vezes (principalmente quando não gosto muito da ideologia apresentada) me coloco no lugar do autor e tento imaginar o quê, exatamente, ele quis nos passar com aquilo... 

E é nessa vibe que vim falar de Inferno, este livro que tem como pano de fundo a Divina Comédia, de Dante Alighiere.
Em Inferno, Robert Langdon acorda em um hospital italiano, desmemoriado. Ele não sabe quando, como, muito menos quais foram os motivos que o fizeram deixar os Estados Unidos. Descobre, além de tudo, que alguém quer matá-lo... apesar de, obviamente, não saber por quê.
É com a ajuda de uma jovem médica, chamada Sienna Brooks, que Robert foge de seu agressor, para tentar desvendar todos os mistérios que o envolvem no momento.

Ao longo de sua fuga aventureira, e sempre ao lado de sua inteligentíssima ajudante, Robert descobre a existência de um famoso bioquímico, estudante aficionado do Inferno de Dante, que resolve que a população mundial estará extinta em pouco tempo, se o aumento populacional não for refreado.

Para frear o aumento populacional, ele sugere que... pode tirar seu cavalinho da chuva que eu não vou falar... hahaha...
O Melhor do Inferno... é que, além de nos apresentar à Divina Comédia, ele também nos conduz a pontos turísticos, bem como nos mostra obras de arte italianas... Algumas descrições me levaram de fato a querer conhecer melhor aquele país... E tudo isso com muita aventura (mas acho que isso já falei, né?).

Algo que me interessou deveras aqui foi uma organização chamada "Consórcio", responsável por ajudar o "cientista maluco" a se esconder do mundo para dar seguimento a seus planos mirabolantes. Também responsável pela caçada de Robert.
Mais interessante de tudo é saber que essa Organização de fato existe, para fins de assuntos legais ou ilegais, e de fato faz esse tipo de servicinho, para governos e todo tipo de gente poderosa.
Outro assunto abordado, também super interessante, é a questão do crescimento populacional irrefreado e suas prováveis consequências, considerado o alto consumo de recursos naturais, assim como a rápida proliferação de doenças.

O Trans-humanismo é outro ponto discutido por aqui. Este diz respeito ao desenvolvimento de tecnologias relacionadas à saúde e à medicina, para fazer crescer exponencialmente a expectativa de vida.
Além de tudo isso, o livro ainda me vem cheio de surpresas! O "nada do que foi, será", de Lulu Santos, descreveria bem essa obra. Vou dizer que Dan Brown me enrolou algumas vezes durante a narração... e eu só vim perceber isso quando o negócio estava escancarado nas minhas fuças... Gostei disso!

O ponto negativo do livro... são as quase  intermináveis descrições do autor... Sério, Dan (porque eu sou íntima), não necessitava usar capítulos inteiros pra descrever tanto, né? Cansou um pouquinho, meu véi...

Claro que isso não desmerece a obra como um todo. O livro de fato traz assuntos interessantíssimos. E eu super o indico pra todo mundoo!

Ficha Técnica:

Livro: Inferno
Autor: Dan Brown
Páginas: 448
Ano de Publicação: 2013
Gênero: Ficção
Editora: Arqueiro
Encadernação: O meu é Brochura, mas saiu uma edição  linda, ilustrada e de capa dura, que eu acharia bem legal ter em minha estante, não fossem seus 59,90 preços.
Comprei em: Livraria Cultura Site
Preço: R$ 27,00
Estrelas: 4,8
Indicação: Para todos os que gostam de Ficção, com fundos de verdade... hahaha

Abraços e Beijos!

Adna Maria.


ID: O Que Andei Lendo... Fevereiro/2015

Hello, Pessoas mais lindas!

Como não poderia deixar de ser, cá estamos com o vídeo de leituras realizadas no mês de Fevereiro. Aproveitando o momento, estou dando também um parecer de como foi minha Maratona Literária de Carnaval (clica e vê as leituras propostas). É. Fechamento de Maratona 1 mês depois de ter rolado o negócio. Fazer o quê?
Resumindo tudo, na Maratona eu li, de livros completos...

1. A Revolução dos Bichos, de George Orwell.
2. Gen Pés Descalços, de Keiji Nakazawa.
3. Dias Perfeitos, de Raphael Montes.
4. Odisseia I, de Homero.

Li apenas algumas páginas de...

1. O Mágico de Oz, de Baum (18 páginas).
2. Peça-me o Que Quiser, de Megan Maxwell (100 páginas do primeiro livro).

Assisti...

1. O Leitor (Filme).
2. 2 Episódios de Game Of Thrones.

E acabou-se assim, meu Carnaval. E eu já tô  é com muita da saudade dele... rsrs

Já as Leituras normais de Fevereiro, foram....

1. Não é a Mamãe, Para Entender a Era Dilma - de Guilherme Fiuza.
2. Roube como um Artista, de Austin Kleon.

E tá tudo aqui, ó:

Então foi assim...

Se tu gostou do vídeo, não esquece aquele negocinho que te peço sempre: se inscreve no canal e no blog; acompanhe a nossa fanpage e instagram... E também não esquece de avaliar o vídeo... Tá bom?

Beijos pra tuuu!!

Adna Maria.

SFQC: Comprinhas Fevereiro/2015

Hello, você aí!

Hoje estou trazendo mais um vídeo de comprinhas baratinhas. Coisa pouca, mas... Foi comprada, tá? hahaha

E as coisinhas compradas foram:

1. Esmaltes
2. Sabonete Exfoliante Dove
3. Creme Hidratação Capilar Pantene
4. Creme Nutrição Capilar Amend
5. Pincel para aplicação de Base e Corretivo Ricca
6. Esponjinha para aplicação de Base Belliz - puro amor!!
7. Suporte pra Celular
8. Revista Glamour de Fevereiro
9. T-Shirt

Recebido:

1. Agenda Macla 2015.

E os preços são mesmo os que falo no vídeo:

Então é isso... Espero que tu goste!
E se gostar, não esquece de avaliar o vídeo, se inscrever no canal, na fanpage, no instagram e aqui no blog, tá?

Beijos pra tuuu!!

Adna Maria.

SFC: O Diário de Anne Frank - Resenha

Resolvi aproveitar que dia 08 de Março é Dia Internacional da Mulher, pra falar dessa garotinha, que viveu num dos momentos mais conturbados de nossa história. 

Siimmm, vamos comentar sobre o Diário de Anne Frank beeemm aqui!

Anne Frank foi uma adolescente judia que passou pelo grande tumulto da Segunda Guerra Mundial. Nascida na Alemanha, em 1929, filha de banqueiro e de dona de casa, Anne foi obrigada a sair de sua terra natal, com sua família, aos quatro anos de idade, quando da chegada de Hitler ao poder.

Em 1942, com os judeus sendo perseguidos também na Holanda, sua família decide se esconder, junto com alguns amigos, no anexo do sótão do escritório de Otto Frank (pai de Anne). E é a partir desse momento, com 13 anos, que a menina decide começar o seu diário.
O Diário de Anne Frank descreve o cotidiano da vida no anexo, bem como fala dos sentimentos de sua autora por cada um dos seus moradores. Obviamente, aqui Anne também comenta sua relação com a mãe e a irmã (quase sempre uma relação conturbada - Anne chega mesmo a escrever que não ama a própria mãe) e de seu amor intenso por seu pai.
Além disso, AF nos deixa informados sobre as ocorrências de guerra e perseguição, nos dando uma ideia de como judeus foram, pouco a pouco, sendo restringidos em suas atividades, até serem descaradamente perseguidos.
Muitos outros fatos da vida da própria Anne ficam conhecidos neste diário. Questões de sua sexualidade, sua primeira menstruação, sua maturidade, de seu primeiro amor, de suas implicâncias, de sua personalidade forte, de seu gosto por leituras, são contados sem reservas à sua "Querida Kitty" (como ela chamava o diário)... 
Enfim, foi pouco mais de 2 anos de escrita. Muito pano pra manga.

Um parêntese: Foi tanto assunto que, pra mim, a leitura chegou a ser cansativa em alguns momentos... Desculpa, mas foi.

Uma coisa que achei curiosa a respeito da narração de Anne, é que ela falava como se tivesse escrevendo uma carta diária a uma amiga distante. É como se ela soubesse que, no futuro, alguém, de fato, leria aquilo... E nós lemos, Anne! Seu diário já foi traduzido pra mais de 67 línguas!

Enfim... É um livro que vale a pena ser lido. Não vou dizer aqui que me surpreendi de todo com a história, porque já tinha lido textos mais fortes sobre a perseguição sofrida pelos judeus; porque já tinha assistido ao filme de Anne e porque... Sei lá mais por quê...

Mas o fato é que a "Querida Kitty" é expressa sob uma perspectiva diferente. Aqui sentimos a agonia de estarmos presos com pessoas totalmente diferentes de nós mesmos, em condições precárias de guerra, tendo que manter o silêncio praticamente o tempo todo. Esses detalhes conferem à obra um ar todo peculiar.

Enfim de novo... Leia (ou assista ao filme, que é tão bom [ou melhor... ooops!] quanto o livro). Hahaha.
Depois me conte... Hahaha

E pra quem desejar conhecer um pouquinho mais sobre Anne e quiser visitar sua casa... é só dar uma chegadinha lá em Amsterdã. A Casa de Anne Frank (museu fundado em 1960, em memória de Anne) é o edifício onde a pequena, sua família e outras 4 pessoas se esconderam e onde, neste momento, está o seu diário original.
Eu ainda não cheguei por lá, portanto ficarei aqui babando e desejando profundamente que um dia isso aconteça.

Sim... E o que tudo isso tem a ver com o Dia da Mulher? 
Não sei... Tenta fazer, você, o link, porque já estou com sono suficiente para dormir nesta cadeira... Imagina se vou tentar concatenar as ideias...

Ficha Técnica:

Livro: O Diário de Anne Frank
Autora: Anne Frank
Páginas: 373
Ano de Publicação: A minha foi a 29ª edição, lançada em 2014.
Gênero: Crônica?
Editora: Best Bolso. O meu livro é em formato pocket, com páginas brancas, o que dificulta um pouco a leitura, apesar de a fonte não ser tão pequena...
Comprei em: Livraria Cultura Site
Preço: R$ 14,00, acho... A Editora Record lançou uma coleção linda, em forma mesmo de Diário, mas é 55,00 dilmões!
Estrelas: 4. Ponto.
Indicação: indicado para todos que queiram ter uma introdução da perseguição nazista sofrida pelos judeus.

Abraços e Beijos!

Adna Maria.



QFB: Tag Salão de Beleza!

Ei, você aí!

Que tal respondermos outra Tag hoje?
E que tal se essa Tag for de Beleza? Que tu acha?
Pois então... Estou, aos poucos, tentando responder aos desafios propostos pelas meninas lá do YouTube. 

E qual dia poderia ser melhor pra tagarelar sobre a Tag da Beleza se não a Quinta-Feira de Beuaté, do Lendo o Dia? Hein? Hein?

E quem me marcou nessa belezoca foi a belezura da Daniele Lopes, do Mundo de Danica.

Então chega mais!
As perguntas são essas aqui, ó:

1. Com que frequência você vai ao salão de beleza?
2. Você é fiel ao seu cabeleireiro ou muda com frequência?
3. Qual foi sua maior decepção em um salão de beleza?
4. Você repara no cabelo do seu cabeleireiro?
5. No salão, você se sociabiliza com as outras clientes ou faz a linha quieta?
6. Quando não fica satisfeita com o serviço do seu cabeleireiro, você volta ou você decide não dar outra chance?
7. Você se sente pressionada quando os cabeleireiros te empurram vários produtos pra comprar?
8. Se você não fica satisfeita com o resultado, você fala pro seu cabeleireiro ou fica quieta e não volta mais?
9. Você se torna amiga do seu cabeleireiro ou não mistura as coisas?
10. Agora marque 3 youtubers.

E você vai conferir as respostas beemmm aqui:


É, pois é, seei que respondi uma Tag semana passada, mas juro que gravei essa primeiro! kkkkk

Marcadas para responder:

Simone Bastos - Liberdade lá vou Eu
Danny Toledo - Blog Quatro Estações
Minda Silva - Massovita

Espero que tu tenha gostado!
E, se gostou, não esquece aí de avaliar o vídeo, de se inscrever no canal e de visitar nosso Insta e Fanpage também, tá bom? 
Ahhhh... E fica à vontade pra se inscrever aqui no blog... Eu deixo! kkkk

Beijos pra tuu!

Adna Maria.

SFQC: Vídeo - Minha Estante Chegou + Arruma e Fala

Sabe aquele vídeo de "Maquia e Fala" que as vloggers de beleza andam fazendo por aí? 
Então... Resolvi adaptá-lo pra o mundo literário e fazer um "Arruma (a estante de livros) e Fala". hahaha

Caso é que minha estante nova chegoouuu... Iebaaa! Então resolvi compartilhar minha arrumação com todo mundo! kkkk
Aproveitando a grande chance de poder falar pelos cotovelos, resolvi dar umas diquinhas pra quem quiser adquirir o hábito da leitura (coisa básica), falar sobre como faço pra conseguir ler em meio a tanta correria e mandar um recadinho pras meninas lindas que me tagueiam por aqui.

Espia:

Estantinha ficou mais ou menos assim, ó:

Então foi assim... Espero, de verdade, que tu tenha gostado.

E, se gostou, espero de verdade que tu se inscreva no canal, avalie o vídeo e visite as outras redes sociais, visse? Esquece não...

Beijo pra tuuu!!

Adna Maria.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...