SFC: Não Se Apega, Não - Resenha

Esse foi o livro que ganhei de mim mesma no amigo secreto.
E foi também um dos inclusos na minha Maratona Literária de Férias.
E é também aquele típico chic lit divertidinho que serve pra desopilar a mente de vez em quando, sabe?
Como já andei falando algumas vezes por aqui, este livro não fez minha cabeça num primeiro momento. Foi procurando um presente pra meu amigo secreto que acabei "topando" nele. E, neste topar da vida, o que me chamou a atenção foi exatamente essa sinopse de contra-capa, que está beem aqui:
Apesar de eu ter entendido muita segurança e independência sentimental sendo passada na sinopse do bichinho (por isso mesmo que o comprei), não senti muito disso na personagem não... (o que não faz desta uma má obra, veja bem). Na verdade, como toda a jovem na sua idade (que eu não lembro qual), Isabela tem suas inseguranças, seus apegos e um enoormee desejo de encontrar o amor verdadeiro, alguém que se importe de fato com ela.

É assim que Não Se Apega Não fala de relacionamentos amorosos, de amizades verdadeiras e não verdadeiras, de insegurança... com tiradas engraçadíssimas que fazem com que nos identifiquemos super com a personagem...
Tipo essa aqui, ó:
Sim, acabei não comentando, mas este é um livro de crônicas, com alguns diálogos entremeados. 

Este é um enredo que começa pelo fim. Sim, a personagem, Isabela (mesmo nome da autora), inicia tudo falando do fim de relacionamento de 2 anos com Gustavo, o tipo que todos consideravam perfeito, menos ela. E segue falando de suas amizades, de traições, de confiança e coisas desse tipo...

Os nomes dos capítulos também são bem engraçados. Neles, a autora compartilha com a gente algumas frases do Twitter... Talvez pro negócio ficar mais pessoal, né?

Enfim, gostei demais. Foi um livro leve, engraçado, tendendo pra auto-ajuda (mas nem tanto). 
Resumindo: se não te servir pra mais nada, pelo menos você vai rir e simpatizar com a personagem.
Além disso, a paginação é ótima, as folhas são amareladas, o livro é lindooo!!

Por falar em personagem... Em estrevista ao G1 (clica e vê), Isabela Autora, quando perguntada se há alguma diferença entre as duas Isabelas, a personagem e a real, responde:

A Isabela do livro é um "ideal", tento colocá-la de forma bem madura (em alguns momentos, rs!). Coisa que muitas vezes na vida real, é difícil. Ela é mais o que eu queria ser. Nós somos duas pessoas diferentes, apesar de bem iguais. É o que sempre digo quando alguém me diz "você escreveu sobre minha vida!", sim! Eu escrevi sobre a vida de uma garota comum. O nome é o que menos importa."
E quando perguntada sobre se o livro é fruto de sua experiência ou de relatos de outras pessoas, ela diz:

Um pouco dos dois. Tem coisas que já vivi, e modifiquei para ficção, e tem relatos de amigos que tive vontade de incluir na ficção. Minha vida não é tão interessante, e tão intensa. Mas quis que a da Isabela fosse, afinal, existem muitas Isabelas por aí."
Então acho que isso explica o fato de a Isabela Personagem, além de ter o mesmo nome da autora, também cursar Direito, também ter um gato, também ser meio doidinha e também amar livros e ter pretensões de ser escritora, né? Hahaha

Ficha Técnica:

Livro: Não Se Apega Não
Autora: Isabela Freitas
Páginas: 256
Ano de Publicação: 2014
Gênero: Auto-Ajuda... acho.
Editora: Intrínseca
Comprei em: Livraria Cultura
Preço: R$ 29,90, mas tá por R$ 19,46 no submarino (fora o valor do frete).
Estrelas: 4 estrelinhas, vai...
Indicação: recomendo altamente para as adolescentes - mas se tu é homem e goste desse tipo de livro, vá em frente, meu rapaz!

Abraços e Beijos!

Adna Maria.


Inspiração do Dia: Desatinos de Uma Frustração... E Agora, José?


Quando era criança, eu li o que convencionei chamar de "meu encontro com Drummond de Andrade" (Mentira! Inventei isso agora!), num hospital aqui de Recife. 

Apesar de não saber exatamente o que o Poeta (esse fingidor) queria dizer, com 9 ou 10 anos de idade já fiquei com medo daquele hospital. Afinal... "ô, poeminha mórbido da gota serena!"

Só que a morbidez do tal poema me marcou de forma tão profunda que até hoje... aanos luzes depois... quando estou meio atribulada pelas dificuldades da vida (ou mesmo pra não me deixar levar por coisas tão levianas quanto me achar melhor ser humano do que um pedinte de rua), além de lembrar das citações...
1. No fim sempre dá certo... Se ainda não deu certo, é porque não chegou o fim." - Fernando Sabino.
2. O final de tudo é a morte." - Colegas do Ensino Médio.
... Eu lembro de... (grifei as partes que mais me tocam)

3. E agora, José?" - Carlos Drummond de Andrade.
Retirada da internet
E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
E agora, você?
Você que é sem nome,
que zomba dos outros,
você que faz versos,
que ama, protesta?
E agora, José?

Está sem mulher,
está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José?

E agora, José?
Sua doce palavra,
seu instante de febre,
sua gula e jejum,
sua biblioteca,
sua lavra de ouro,
seu terno de vidro,
sua incoerência,
seu ódio – e agora?

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?

Se você gritasse...
Se você gemesse...
Se você tocasse
a valsa vienense...
Se você dormisse...
Se você cansasse...
Se você morresse…
Mas você não morre,
você é duro, José!

Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato,
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja a galope,
você marcha, José!
José, para onde?
José, para onde?
Em meus momentos de reflexão, fico pensando... "José, para onde?"
É tipo: Para onde estamos indo? 
Vale a pena tanto orgulho? 
É mesmo interessante que troquemos nossa paz de espírito por dinheiro? 
Em quê, exatamente, o Poder vai acrescentar em nossa vida quando partirmos dessa pra melhor? 
Por quê não nos concentrarmos em viver as coisas que nos fazem mais felizes, enquanto estamos por aqui?
Qual a importância de tentarmos ser melhores que o outro, quando já estivermos no além?
E agora, José? E agora, o orgulho? E agora, o preconceito? E agora, o dinheiro? E agora, a soberba?
E agora?

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
Em tempo: Desculpa se o negócio ficou meio sem nexo... Mas é exatamente assim que estou hoje e o post todo reflete meus sentimentos...


SFQC: Meus Cuidados Básicos com o Corpo

Oi, gente linda!

Vou iniciando esta conversa dizendo logo o seguinte: tô querendo acabar com o estoque de vídeos que tenho, ainda de 2014. Hahaha

E como eu não consegui gravar mais nada por esses dias, - até tentei um unboxing literário, viu? Mas as condições climáticas não me permitiram... Muito calor nessa vida, minha gente! - então ter esse vídeo "antigo" de Cuidados com o meu Corpo por perto veio super a calhar.


Como cês viram aí em cima, não uso nada de muito chic, nem de muita coisa, nem de muito caro não... Apenas cuido de hidratar negocinho, bem como de tentar evitar manchas... E de fazer academia (tinha dado uma parada, mas tô voltando com quase tudo, hein? kkkk)... 
Explico tudinho beem aqui, ó:

E os produtos são beeem baratinhos:

1. Sabonete Cremoso Dove: R$ 8,50;
2. Sabonete Exfoliante Dove: R$ 8,50;
3. Creme Hidratante Paixão: R$ 7,50;
4. Desodorante Dermo-Aclarant Dove: R$ 12,50;
5. Minâncora (para axilas): R$ 7,00;
6. Creme Hidratante para as Mãos: mais ou menos R$ 7,00;
7. Creme Hidratante para os Pés: mais ou menos R$ 7,00;
6. Creme Exfoliante para os Pés: mais ou menos R$ 7,00

É isso... Se tu gostou, não se esquece de avaliar o vídeo e se inscrever por aí, visse?

Beijos pra tuu!

Adna Maria.

QFB: Comprinhas e Presentes Dezembro/2014

Hoje eu peço licença à Quinta-Feira de Beauté do Lendo o Dia, para postar o vídeo de Dezembro, sobre as comprinhas realizadas e os presentes ganhados.

É... Eu sei que tô devendo mais resenhas de produtos aqui no blog, e eu devia tomar vergonha na cara e me esforçar mais por tais resenhas, já que os posts de "beleza" e cuidados pessoais são os mais acessados por aqui, mas um dia eu chego lá, se Deus quiser!

E enquanto isso não acontece, eis aqui tudo o que comprei, ganhei, comprei e... ganhei, mês passado. Espia:


Não deu pra colocar todos os itens na foto, porque se não negócio ia ficar muito desorganizado. Mas estou a mostrar tudo aqui, ó:

Bora colocar ordem?

Presentes Recebidos:

1. Batom da Natura;
2. Miniaturas de Sabonete pro Rosto e Protetor Solar Minesol;
3. Paleta Naked 2;
4. Bolsa sem marca.

O que Comprei:

1. Espadrilhe Marisa: R$ 69,90... eu acho;
2. Ecobag Tommy by Filó&Fulano: R$ 20,00, porque é fake;
3. Saia de Courino by Filó&Fulano: R$ 20,00;
4. T-Shirt Feliz Ano Novo Camelô: R$ 15,00;
5. Macaquinho by Filó&Fualno: R$ 35,00;
6. Sabonete pro Rosto Neutrogena: R$ 13,00
7. Pincel Chanfrado Proart: R$ 11,00
8. Batom Ricosti: R$ 7,00

E foi assim... Espero que tu goste das comprinhas e que se inscreva em tudo quanto é canto por aí, visse?

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

Vídeo: Mercado Literário (Book Haul + Lidos) e Upgrade de Maratona

"E essa é a dança da..." 
No, no, nós estamos mesmo é no Mercado Literário do Lendo o Dia.
Sim, sim, é aqui mesmo que vocês saberão do meu "comprei/chegou/li" de Dezembro de 2014. Além disso, estou fazendo um Upgradezinho (ou Little Upgrade, se vocês preferirem) de minha Maratona Literária, beeemmm aqui, neste bat-blog, deste bat-dia.

Esse vídeo/post tá um tantiinho atrasadinho, né não? Caso é que na Segunda-Feira, dia Oficial da Postagem de Vídeo do LD, passei por alguns percalços e não consegui fazer nada... detalhes técnicos.

Mais eeeiiss:

Botando uma meia ordem na joça toda...

Os que comprei:
1. Gen vol. 4
2. A Casa Gucci

Os que ganhei:
3. Box Zahar - O Mágico de Oz, Alice, Contos de Fadas e Peter Pan

O que li em Dezembro:
4. MAUS

O que li em Dezembro, da Maratona Literária:
5. Extraordinário
6. Não Se Apega Não
7. O Guia do Mochileiro das Galáxias
8. Gen Vol. 3

Os que  terminei em Janeiro, da Maratona Literária:
9. Todo Dia
10. Labirinto de Paixões

E foi assim... Espero que tu tenha gostado, que não esqueça de se inscrever no canal, avaliar o vídeo, se inscrever aqui no blog, na fanpage, no instagram... 
Enfim...

Beijos pra tuuu!!

Adna Maria.

TFLM: Look Verão Para Feira de Artesanato

Oi, Pessoas lindas da minha vidaaaa!!

Eu sei... Eu sei que os looks de Terça estão cada vez mais escassos aqui, mas é que nos últimos tempos minha vida tá numa correria danada (e a de Evandro também), então o tempo não está nos oferecendo grandes condições para tirar fotos... Aiai

Mas negócio é o seguinte: Domingo, o cinegrafista do LD e eu decidimos fazer um Vlog (tomara que dessa vez vá pro canal), mostrando um pouquito da nossa Fenahall (Feira Nacional de Artesanato, que acontece no Chevrolet Hall aqui de Olinda).  

Mas aí, como saímos de casa à tarde, tava fazendo calor pra caluaca e, afinal de contas, é Verão (essa magia colorida/são coisas da vidaaaaaa - isso sou eu, numa tentativa frustrada de cantar em um post... aiai), resolvi me vestir a caráter e usar o mínimo de roupa possível! Hahaha...

Então me muni cá de shorts, camiseta, sapatilha e ecobag. 
Como lavei os cabelos e decidi sair com eles molhados, botei essa faixa na cuca e fuuui-me simbora... vlogar! Só que... no meio do caminho tinha um Monte dos Guararapes da vida... e um look pra fotografar... Então, o que tu acha que nós fizemos?

Espia!


Um pouco do Pôr-do-Sol pernambucano, pra alegrar vossas vidas...

Pois é, acabou que a noite nos pegou no meio da coisa toda, e só chegamos na Fenahall às 19:00 horas... É assim mesmo, né? Coisa de quem quer fazer tudo ao mesmo tempo.

É isso, Pessoinha! 

Abraços e Beijos pra Tu!!

Adna Maria.
Créditos: Shorts, Camiseta e Ecobag by Filó&Fulano / Faixa de cabelo by Comércio da Rua Nova / Sapatilha by... by... by... Eita! Esqueci...

SFC: No Escuro - Resenha!

"Ok, ok" - diria Nelson Rubens - eu tardo mas não falho (hahaha, até parece). Sei bem que hoje não é Sexta-Feira, mas é que tudo contribuiu pra que essa resenha não saísse ontem... E como tô super atrasada com as resenhas dos lidos, resolvi usar esse Sábado tranquilo e ex-nublado (porque agora tá fazendo um sol de lascar) pra executar essa tarefinha... Ademais, o tempo é só uma ilusão, né mermo?

Pois então... Sabe aquele livro que você apaixona de tal forma que, quando acaba, fica fuçando a internet, procurando continuações, pra que sua vida volte a fazer sentido?

Pois assim foi "No Escuro" pra mim... Esse mesmo, que figura na minha lista de 14 melhores livros de 2014.

E vou explicar porquê beem aqui... eu acho!

A História... "No Escuro" conta a história de Catherine Baynes, uma jovem que não tinha família, vivia sozinha, era independente (claro), bem-sucedida e meio porra-louca, pra ser bem sincera.

Uma bela noite de sol, Catherine vai a uma boate pra mais uma noitada cazamiga e conhece Lee Brightman, um gato sarado e misterioso, que faz vezes de segurança da tal casa noturna. 
De momento, rola aquele velho e bom olhar intenso entre os dois e nada mais. Até que, nos dias seguintes, Catherine e Lee se esbarram "casualmente" na rua, conversam e pronto! Está acabada a vida da moça.

Caso é que Lee, que a princípio é um príncipe - daqueles atenciosos que preparam o jantar e ainda deixam a cozinha um brinco depois disso - vai entrando cada vez mais na vida de Catherine, sem deixar espaço pra mais nada.
Aos poucos, Catherine vai sentindo falta das amigas, das noitadas, das bebidas... ao mesmo tempo em que Lee vai sufocando, vai intimidando, vai amedrontando...


Se sentindo cada vez mais oprimida, Catherine procura ajuda dos amigos, tentando contar as atitudes estranhas do seu próprio namorado, mas... ninguém acredita nela. Afinal, não seria possível que um homem lindo e cuidador como Lee, o sonho de qualquer mulher, fosse capaz de tratar de forma tão vil sua amada... Seria? Não, não seria. Catherine só podia estar emocionalmente perturbada... Não é? Foi exatamente com esse argumento que o garanhão do pedaço convenceu as amigas: dizendo que sua Cath(...)/namorada estava com problemas emocionais, e que ele só queria ajudar... E foi assim que a jovem foi levada cada vez mais para o fundo do poço...

Alguns anos depois... Lee está na cadeia e Catherine, agora apenas Cathy, está se escondendo, com cicatrizes físicas e emocionais. Cathy desenvolveu o TOC (bem mais que isso, mas vamos simplificar) e não sai nem entra em casa sem antes verificar vezes sem conta se a persiana da janela está devida e estrategicamente posicionada, se a porta está fechada, se os talheres estão devida e estrategicamente organizados... Cathy jamais retorna pelo mesmo caminho em que foi para o trabalho... Cathy não sai mais com amigos... Cathy nem tem mais amigos... É... Cathy está No Escuro.

Até que um dia, Cathy ganha um vizinho novo (Stuart fofo) de quem, beeem aos poucos, ela vai se aproximando e de quem, mesmo sem querer, aceita ajuda.

Minhas Impressões... Jurooo que até hoje tenho raivaa de Elizabeth Haynes por nos deixar No Escuro (com o perdão do trocadilho infame), sem uma continuação pra esse livro. (Caraaaa, eu jurooo que esse livro merecia uma continuação!)

Coisas macabras e nojentas aconteceram aqui... Momentos pelos quais nenhuma mulher deveria passar. Esse foi o tipo de relacionamento pesaroso e violento que vai se "(des)construindo" aos poucos... O cara foi tecendo sua teia de forma tão... tão... bem feita (porque não tenho outra palavra pra descrever), que quando a menina viu, já estava totalmente entremeada pelo negócio todo, e sem esperanças de fuga... E olha que ela tentou fugir! E você começa a entender (mesmo sem aceitar) o motivo pelo qual muitas mulheres vivem uma realidade de violência doméstica...
Porque muitas vezes elas acreditam que, no dia seguinte, o cara vai voltar a tratá-la bem de novo...
Porque ela acredita que se não fizer nada que o irrite, ele vai ser bonzinho de novo...
Porque ela acredita...
E quando ela passa a desacreditar, já não pode mais escapar...
É ameaçada...

A Narração... Feita em primeira pessoa. O livro começa já com o interrogatório de Lee, no tribunal, no ano de 2005; O próximo capítulo retrocede pra 2001, com cenas fortíssimas que já mostram como vai se desenrolar o negócio todo; O capítulo seguinte já vai pra 2007, onde vemos uma Cathy já apavorada; e o outro volta pra 2003, ano em que os dois se conhecem.
Assim o livro segue... com capítulos curtíssimos que vão narrando passado e presente. Mas não é coisa pra se assustar. Acredito que essa foi uma maneira que a autora encontrou pra deixar a história mais dinâmica e pra nos fazer querer sempre ler o próximo capítulo e saber o que aconteceu [no passado?] e o que está acontecendo no momento [presente?]...
Ficou confuso? Relaxa! Cê se acostuma rapidinho...

Ficha Técnica:

Livro: No Escuro
Autora: Elizabeth Haynes - Trabalha como Consultora para o serviço de informações confidenciais da polícia... Deve ser por isso que ela escreve com tanta propriedade sobre o assunto, né não??
Páginas: 333
Ano de Publicação: 2011. Segundo o site da própria autora, No Escuro foi o campeão de vendas da Amazon em 2011. Hoje ele figura na posição 446ª dos mais vendidos.
Gênero: É considerado o primeiro Romance da autora, mas tá mais para Suspense.
Comprei em: Livraria Cultura
Preço: R$ 25,90. E apesar dele ter sido vendido por R$ 3,00 há pouco tempo pelo Submarino (agora esgotado no estoque), não me arrependo nem 1 real pelos 26,00 investidos.
Estrelas: 4,8... Porque acho meeesmooo que ficou faltando uma continuação...
Indicação: Altissimamente recomendado!

É  isso... Feliz Final de Semana pra vocês todos!

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

QFB: Mulher de 30 - Cuidados Básicos com o Rosto

Chega um momento na vida da gente que, ou nos rendemos aos diversos cremes de "embelezamento" existentes por aí, ou a vaca vai pro brejo... 

Esse meu momento chegou faz uns 2 anos, quando fiz exatos 30 de existência e virei balzaquiana.

Não vou dizer que sou a maior cuidadora de meu rosto que existe em toda a face do universo.
Ainda não me encantei pelos redutores de linhas finas, por exemplo... Nem pelos anti-sinais de envelhecimento... Nem pelas diversas máscaras estéticas do mercado...

Mas, afinal, acredito que todas nós, mulheres (de 30, 40, 50...), precisamos ter cuidados básicos com nossa epiderme facial... 
E hoje eu resolvi trazer pra vocês exatamente os meus...


Faz um tempinho que gravei um vídeo falando de minha rotina de cuidados com o rosto, mas aí chegou o fim de ano, a correria começou a aperrear os nervos, outros vídeos surgiram e acabou que não postei.

Mas finalmente chegou o dia! E eu estou contando tudinho pra vocês beeemmm  aqui!


Os produtos mencionados são esses aí de baixo, que estão, inclusive, na foto lááá de cima.

1. Água Termal Vichy
2. Sabonete 2 em 1 Avon
3. Base MultiBenefício Natura
4. Creme Timewise Mary Kay
5. Shampoo Jonhson's Baby
6. Creme Hidratante Facial Avon
7. Protetor Solar La Roche
8. Gel Creme L'oreal Pure Zone

Espero que tu goste e que se anime a cuidar de tu mesma um tantinho mais...

E se tu gostou não esquece de curtir o vídeo, se inscrever no canal e no blog... e em todas as nossas redes sociais, tá bom?

Beijos pra Tuuuu!!

Adna Maria.

SFQC: Retrospectiva Literária - Minhas 14 Melhores Leituras de 2014

Oi, Pessoa!
Continuando essa série de vídeos de fim/início de ano, hoje eu vim especialmente pra mostrar pra vocês os meus melhores livros lidos ano passado.


Vou dizer pra vocês que nem de longe sou a leitora do ano!
Em 2014, só li 39 livros. Foi um aumento relevante se comparado ao meu número de leituras de 2013 (22 livros), mas ficou bem aquém da minha Meta Literária Inconsciente (50 livros).

De qualquer forma, posso dizer que li livros bem legais. Saí da área do empreendedorismo e da moda, que foi a maioria de minhas leituras em 2013, e vim parar no gênero romântico, nas Graphics Novels, na ficção, na não ficção... e coisas do tipo.

Agora chega de tanta conversa mole e vamos à nossa Retrospectiva 2014!

... Mas antes deixa eu já ir me desculpando pelo barulho do ventilador... É que o calor tá de lascar, né? Então, se não fosse vídeo com ventilador, barulho e tudo, eu não ia meeesmoo conseguir concatenar as ideias, que já estavam beemm confusas, diga-se de passagem...

Agora sim... Voilá!


E deixa só eu esclarecer que quando digo que "tal livro" foi o meu primeiro, segundo, ou terceiro melhor lido, não estou falando da qualidade da leitura e sim da ordem em que li o negócio, tá certo?

Segue listinha com links de Resenhas, caso te interesse...

1. O Grande Amigo de Deus - Resenha aqui
2. Acessórios, Por que, Quando e Como usá-los - Resenha aqui
3. O Poder do Hábito - Resenha aqui
4. A Trilogia Tebana - Resenha aqui
5. Hitler - Resenha aqui
6. No Escuro - sem resenha, por enquanto
7. De Cuba Com Carinho - Resenha aqui
8. O Último Trem de Hiroshima - Resenha aqui
9. A Travessia - Resenha aqui
10. Admirável Mundo Novo - Resenha aqui
11. A Emparedada da Rua Nova - Resenha aqui
12. Gen Pés Descalços - Resenha aqui
13. MAUS - sem resenha, por enquanto
14. O Guia do Mochileiro das Galáxias - sem resenha, por enquanto.

E, se tu gostou, não esquece de curtir, seguir, se inscrever, curtir, seguir, se inscrever, curtir, seguir, se inscrever, visse?

Beijo pra Tuuu!

Adna Maria.

SFC: Para Onde Ela Foi - Resenha

Faz teeempoo que não faço resenha por aqui, né? Pois então, pra mim parece uma eternidade...
Sim, porque um dos meus prazeres aqui do Lendo o Dia é discorrer sobre livros... Mas, ao mesmo tempo, essa é coisinha que exige tempo, né não? Afinal, não vamos fazer negocinho de qualquer jeito... 
E tempo é justamente aquele bem precioso que está a me faltar no momento...

Assim mesmo, hoje resolvi vir falar um pouquinho de "Para Onde Ela Foi", da premiada (segundo a própria contra-capa do livro) Gayle Forman...

E eu vou começar confessando aqui pra vocês que não sou muito de ler livros "da modinha". E não há outro motivo para isso que não a preguiça. Caso é que ouço falar de fulaninho pra lá, fulaninho pra cá... até chegar um momento que já cansei de taanto ouvir sobre fulaninho e acho que não preciso também ler o fulaninho... nem ter o dito cujo do fulaninho na minha estante, pra me encher ainda mais o saco...
Desculpa, mas é.

Só que às vezes (e isso tem me acontecido muito ultimamente - o que pode ser uma contradição de tudo), vejo resenhas tãããooo legais, que acabo me convencendo e voltando atrás... de fulaninho...
Outras vezes, a curiosidade (aquela mesma que matou o gato) me vence e aí... Pimba!

Não foi isso o que aconteceu com Para Onde Ela Foi, definitivamente! kkkkk
Comprei esse segundo livro da dobradinha (ou dilogia? Ou duologia? - nunca sei...), de Gayle Forman, porque assisti o filme do primeiro livro, o Se Eu Ficar. E eu assisti ao filme apenas porque queria encontrar um livro legal pra presentear meu amigo secreto legal, da confra legal, na turma legal.

Imagem Retirada do Google. Filme: Se Eu Ficar.

Mas aí aconteceu a coisa! O filme me "pegou" de tal forma, que ou eu comprava a continuação da modinha, ou eu morria. Decidi, é claro, comprar a continuação, já que não quero morrer tão cedo...
E olha só, vou te dizer de coração aberto que não me arrependi nem um tico dessa minha recaída literária!

O Resumo: Para Onde Ela Foi é um romance que fala de segunda chance.
Aqui já faz 3 anos que Mia resolveu continuar no mundo dos vivos, a pedido de seu namorado Adam. E, por causa do destino ou da própria Mia, eles não estão mais juntos. Caso é que a nossa querida personagem resolve ir estudar longe de casa e acaba se afastando gradativamente de seu amor.

Com o tempo, depois de um período de depressão profunda, Adam resolve se restabelecer do pé na bunda com sua banda musical e seguir em frente... o que o faz alcançar aquele sucesso típico, igual ao de Kurt Cobain, por exemplo. É... Ele vira um grande astro do Rock, enquanto Mia vai ascendendo como violoncelista.
Os dois se encontram em Nova York e aí... há muito o que conversar...

E por falar em Kurt Cobain... Alguma coisa na personalidade do famosíssimo roqueiro Adam me fez lembrar pra caramba esse outro astro (real)... O que me faz pensar se Gayle (cujo nome eu ia colocar no diminutivo pra parecer mais íntima... mas nãão ficou legal) não pegou assim... algo da personalidade de Kurt e colocou em Adam...
E Talvez esse pensamento doido tenha ocorrido só na minha cabeça doida (assisti um documentário sobre o vocalista do Nirvana, há um tempo atrás)... Mas... Por via das dúvidas... Comecei a procurar desesperadamente a biografia de Kurt, depois desse livro.

Sobre o sentimento... Esse é um livro de sentimentos fortes. Senti de perto a frustração, a raiva, a mágoa, e chorei pra valer em algumas partes, morrendo de pena do pobre-menino-rico-e-famoso...
É...a história é simplesmente... ótima.

Sobre a estrutura do livro... É um book lindooo, com uma paginação exemplar, com páginas amarelas e figuras musicais em todas as folhas (porque cansei de falar página). A rapidez da leitura é aquela típica de "uma sentada". Ademais, você simplesmente não consegue parar de lê-lo. Pois se até o meu gato gostou, vejam vocês!


Agora, já sobre a narração... Algo me incomodou... Acho que foi o tipo de construção dos verbos, na narração em primeira pessoa (Hãã?? Tu entendeu alguma coisa do que falei? Porque acho que nem eu entendi).
Claro que não consegui me explicar, mas algo me incomodou de verdade nesse aspecto do negócio. E eu fiquei meeesmoo em dúvida se era coisa de tradução (acho que o tradutor não tava com muita boa vontade, não); se era coisa de autora querendo inovar; ou se era chatice dessa leitora que vos fala mesmo... Vai saber, né?

Ficha Técnica:

Título: Para Onde Ela Foi
Autora: Gayle Forman... (a quem você pode chamar de Little Gayle mas nunca de Gaylinha - é que num fica legal...)
Páginas: 239
Ano de Publicação: 2014
Gênero: Romance
Comprei em: Livraria Cultura
Preço: R$ 29,90, mas está por incríveis R$ 20,90 no site da Cultura, hoje. No Submarino deve estar a preço de banana.
Estrelas: 4 estrelinhas bonitinhas
Indicação: Alta. Beeeemmm Altaaaa...

Agora são exatas 23:32 h de uma Sexta-Feira. Então faz sentido publicar a resenha da Sexta Cultural do LD ainda hoje... não faz? hahaha

Bom findi pra tuu!

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

QFB: Produtos Favoritos de 2014

E quem disse, Berenice, que eu ia passar 2015 sem mostrar procê os meus produtos preferidos de 2014?
Não, né?
Então no vídeo/post de hoje, venho mostrar tudo o que de cosméticos, maquiagem e acessórios me agradaram ano passado.


Eu vi esse vídeo no Canal SOS Debb, mas resolvi não responder todas as categorias não...
Então acabou que fiz negocinho um tantinho diferentinho...

E eis minhas categorias escolhidas:

1. Melhor hidratante corporal e facial;
2. Melhor protetor solar para corpo e rosto;
3. Melhor base e corretivo;
4. Melhor primer;
5. Melhor delineador;
6. Melhor máscara para cílios;
7. Melhor acessório para o rosto;
8. Melhor batom, balm ou brilho;
9. Melhor produto pra cabelo;
10. Melhor produto para os pés;
11. Melhor esmalte;
12. Melhor pincel;
13. Melhor exfoliante para o rosto e para o corpo;
14. Melhor sabonete para o rosto;
15. Melhor paleta de sombras;
16. Sapato que mais usei em 2014;
17. Bolsa que mais usei em 2014;
18. Óculos que mais usei em 2014;
19. Anel e Brinco mais usados.

E olha aqui minhas respostinhas:



Espero que tu goste! 
E se tu gostou, não se esquece de dar aquele velho e querido joinha...
E não esquece de se inscrever no Canal...
E não esquece de curtir a Fanpage...
E não esquece de me acompanhar no Instagram...

Ahhhhh... E antes que eu esqueça... Não esquece de se inscrever aquiiii, neste humilde Blog... Tá bom?

Beijoss pra Tuuu!

Adna Maria.


Inspiração do Dia: Como Me Tornei Uma Leitora + Vício por Livros + Feliz Dia do Leitor!

Oi. Eu sou Adna Maria. Tenho 32 anos de idade. Sou uma viciada.

Se você me perguntar se sei precisar o dia exato em que me interessei pela leitura, não vou saber responder.

Lembro somente que na terceira série do Ensino Fundamental, quando descobri as historinhas dos livros didáticos, eu lia cada página, até o fim do livro, sem nem o professor mandar. 
Aquilo me interessava mesmo.

Nessa nuvem meio nublada de minhas lembranças, vejo uma menininha pequenina frequentando a Biblioteca da Escola, também sem ordem de ninguém, apenas pra pegar outros livros com historinhas bacanas... e ler.

Quando tinha lá meus 10 anos de idade, encontrei um romance de princesa perdido nos trecos de minha prima (10 anos mais velha que eu). E a leitura era tããão boa, que
eu li, reli, reli... reli...
E esse livro era exatamente "Sissi e o Danúbio Azul".

Depois de ter relido Sissi até quase decorar as páginas, encontrei outro livrinho de romance nas coisas dessa mesma prima. E não lembro exatamente o nome dele, mas o li tantas vezes que ainda tenho, mais ou menos, um esboço da história gravado na minha mente.

Foi assim que na 5ª série do Ensino Fundamental, eu já estava lendo um suspense, chamado "O Quarto Amarelo", este que encontrei em algum lugar que não lembro onde, e que tinha as páginas quase se descolando da lombada. Foi aqui que tive minha primeira decepção literária: Meu professor de matemática pediu o dito cujo suspense emprestado e ficou de me devolver semi-novo... há mais de 20 anos... (Esperando o livro de volta, querido professor...).

Depois de O Quarto Amarelo, li outro book cujo título minha memória insiste em não lembrar, mas que falava de um cavaleiro hermafrodita com tranças longas.

Na minha segunda quinta série (reprovada que fui), conheci a irmã de uma colega de classe que lia muitos romances de banca. Comecei pegando os livros emprestados com ela e foi aí que viciei. 
Caso é que, como boa aliciadora de menores, a irmã mais velha de minha colega de classe me apresentou a um dono de banca de revistas, onde ela trocava ou comprava todos os Sabrina e Júlia da vida

Não deu outra: toda Segunda e Quinta-Feira estava eu na banca de seu Valdir... trocando ou comprando livros. Cheguei a um momento de minha vida que lia 3 romancinhos por dia. Obviamente todo o dinheirinho conseguido, era gasto na dita banca. 
No meu aniversário de 15 anos, quando perguntada por meu primo o que gostaria de ganhar de presente, respondi sem pestanejar: "O que você puder me dar de livro". E este foi o meu melhor presente de 15 anos.
Porque nesta época, eu já estava perdida.

Na Escola Técnica, com meus 16 anos, comecei a me interessar por literatura nacional. Conheci José de Alencar e seus Cinco minutos; Fernando Sabino e seu Encontro Marcado; Jorge Amado e sua Dona Flor. E conheci biografias também.

Quando entrei pra faculdade, conheci a Filosofia. Foi aí que me interessei pela República de Platão (meu filósofo favorito), por Aristóteles e até por Einstein (my favorite Physicist).

Depois de algum tempo, ao criar uma empresa, me interessei por livros de empreendedorismo.
Porque pra mim era auto-ajuda. hahaha

Em Abril de 2013 criei o blog, pra falar adivinha sobre o quê?

Ano passado criei o Canal... E adivinha qual é meu assunto favorito por lá?


E é assim que hoje estou aqui... me interessando de novo por outros gêneros, por outros livros (aí embaixo, os mais novos gêneros literários de minha biblioteca particular. Adquiridos ontem).

E como nem tudo são flores... Como leitora, tenho alguns probleminhas relacionados a essa condição. 
Probleminhas estes que vem deesdee a época de seu Valdir.

É que eu sou uma compulsiva por comprar livros. 

E como todo viciado compulsivo, sempre me prometo que vou sair dessa.
E entro meesmoo em depressão quando não consigo me conter nas compras. 
E eu me sinto a pior das espécies, quando falho de forma miserável em minha decisão de não comprar mais, até ter lido os 20, 30, 40 que tenho parados na Estante.
Às vezes choro de verdade. Porque sei que tenho outros objetivos, outras obrigações... Mas a compulsão é maior que eu.
LIVROS COMPRADOS EM 06/01/2015 - OU SEJA: ONTEM!
Tudo bem que quando eles chegam, a depressão vai embora... rsrsrs... Não é isso mesmo o que acontece com tudo quanto é de viciado nessa vida? Eles dizem que vai ser o último dia, a última dose, a última compra...
Até a próxima recaída... 

Comigo não poderia ser diferente... 
E com você, como  é?

... E ESTE POST É DEDICADO À VOCÊ, leitor viciado...
Você, que sofre do mesmo mal que eu...
Você, que não consegue parar com essa droga literária, que entorpece nosso corpo e nos paralisa no mesmo lugar, enquanto viajamos...
... VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO NESSA.

FELIZ DIA DO LEITOR. 
FELIZ NOSSO DIA.

E que venham mais livros!

Adna Maria.

SFQC: Resoluções Literárias - O Quero Ler, Reler e Ter na Estante em 2015

Ok, ok... Sei beem que não sou a mais adiantada das pessoas. Sei que praticamente todo mundo já fez o resumo das coisas de 2014 e já postou todos os objetivos, metas e resoluções pra 2015...
Maaas... 
Só tô conseguindo postar agora, fazer o quê? rsrsrs


Eu jurooo que tentei ser uma pessoa bonitinha que faz o tipo de vídeo com 12 Livros pra 2015, coisa e tal. 
Mas, definitivamente, tal medida não rolou comigo. Eu simplesmente fui tirando... tirando... tirando os livros da estante... E aí acabei chegando no seguinte saldo literário:

5 Livros pra Reler
16 Livros para Ler
2 Livros para Continuar Lendo (porque comecei em 2014 mesmo).



Mas e aí, é isso? 
Não.
Porque não satisfeita, resolvi enumerar também alguns dos livros (14, entre livros unitários e box) que quero ter na minha estante o mais rápido possível. E que quero ler o mais rápido possível. E esses vão ser dispensados de fotos no blog, porque a preguiça me corrói a alma. Mas eles estão bem aqui, ó:


Então é por aí...

Toda essa minha disposição literária me levou a um vídeo de quase 20 minutos... e a milhares de reclamações da parte do Editor... rsrs

Eu só espero que tu aí do outro lado fique do meu lado e releve tudo... Afinal, esse é o primeiro vídeo do ano e merece um desconto, tu acha não? rsrs

FELIZ 2015 PRA TU!

Adna Maria.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...