SFC: Os Doze Guardiões da Luz - Resenha!

Hoje eu vou falar dessa leitura que tinha tuuudooo pra dar super errado... Mas acabou dando super certo! Explico nas considerações abaixo.


Eis o resumo de tudo:

Pelo que entendi, depois de um período de guerra entre gigantes, onde houve sangue, morte e destruição, a Escuridão tomou conta do mundo de Gaia, que era dividido em vários reinos, entre eles Atria, Betria, e assim segue. Nesse período, 12 Estrelas caem do céu para expulsar a Escuridão e guardar o povo de Gaia de criaturas tipo demoníacas: e essas doze estrelas são Os Doze Guardiões da Luz.

Como vocês já devem ter percebido, o livro "é ambientado num mundo de fantasia" e o enredo dessa fantasia gira em torno dos signos do zodíaco: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes.

Os Doze Guardiões vivem tranquilamente com o povo quando, de repente, nos preparativos para a comemoração da Primavera, acontece um desastre (aliás dois) que fazem com que os guardiões presentes na festa entendam que nem tudo está tão calmo no reino de Atria quanto eles pensam...

E é aí que toda a ação começa... E tudo o que eu disser a partir disso será spoiler, então eu vou logo ofertar (hã?) minhas considerações sobre o livro.

Deixa primeiro eu pontuar o seguinte: Eu comprei esse livro porque vi Bruno, da MinhaEstante, falando sobre ele no canal. Achei o assunto muito interessante, ignorei o fato de ser uma fantasia, botei imediatamente na minha wishlist e, na primeira opportunité (e não me perguntem que língua é essa), fui lá e comprei...

... E nesse mês de Outubro decidi que já era hora de lê-lo... E vou confessar que nas primeiras 50 páginas, me arrependi bastante (mas assim... bastaaante meeesmooo!) da compra. É que a linguagem dos personagens simplesmente não me agradava!

Pra tu entender do que eu tô falando, deixo aqui um registro exato do que pensei quando li o que Peixes dizia a Áries, na página 14 do livro:

" - Você não é fraco, meu amor. Qualquer coisa, exceto fraco." - Meu pensamento: "What?? O que foi esse exceto fraco?? O cara não podia simplesmente fazer a personagem dizer: - Não diga isso, amor. Você não é um fraco!...?"

Além do mais, parafraseando Chiquinha, do Chaves, o cara podia ser hermafrodita, doido, imbecil, idiota, imbecil (ops!), mas nãããooo, de jeito nenhum ele seria um fraco!
E isso me veio na página seguinte à que o autor narrava que o personagem tinha tomado um grande gole de ar... Meu pensamento: "PelmordeDeus, quem é que já tomou um grande gole de ar nessa vida???"

Por essas e outras, quase minha leitura ia sendo interrompida em menos da metade...
Eu disse quase...?
Ufa! Ainda bem que eu disse quase! Porque, meu bem, quando a ação começou a acontecer realmente, eu simplesmente GAMEI no livro. Juro que não queria mais largá-lo...

... Como esse é o primeiro livro do autor, fiquei dando créditos a ele. Cheia de teorias, pensei da seguinte forma: "Poxa, o cara super jovem, 25 anos, primeiro livro... vamos creditá-lo..."

Só que a ação começou, o negócio aconteceu e eu deixei cair o queixo. E aí eu não sei se me acostumei com a linguagem, e ela passou a não me incomodar mais, ou se o autor simplesmente cresceu na escrita dele (talvez um pouco dos dois?). O que eu sei é o seguinte: o cara tem uma imaginação incrível! O enredo foi uma coisa! O meu pensamento, que a essa hora tinha vida própria, pensou... "Caracaaaaa, aonde é que esse cara foi buscar tudo isso??" Juro que tiveram trechos que fiquei sem saber o que era imaginação e o que era mitologia.

Apesar de não ter ficado muito contente com o que aconteceu ao meu signo (Gêmeos), eu ri demais com ele depois. E achei Capricórnio incrivelmente inteligente - o que me despertou certa invejinha dele, devo confessar.

Como o final do livro deixa total abertura para um segundo, fui pesquisar pra ver se haveria uma série e descobri que sim, Os Doze Guardiões da Luz é o primeiro de uma série. E eu fico pensando aonde é que Luiz Henrique Batista - o Luizinho, que, por sinal, é brasileiro -  vai buscar mais história pra esse enredo... ou seria mais enredo pra essa história...?

Ficha Técnica:

Livro: Os Doze Guardiões da Luz
Autor: Luiz Henrique Batista
Editora: Novo Século
Gênero: Fantasia
Encadernação: Brochura
Páginas: 448
Ano de Lançamento: 2013
Onde Comprei: Submarino
Preço: R$ 24,00
Estrelas: a linguagem me incomodou de fato, então ele fica com minhas 4,6 estrelinhas.
Grau de Indicação: Médio pra Elevado (independente do seu gosto literário, acho que tu vai gostar desse livro... Eu, por exemplo, não gosto de fantasia... e ele me prendeu...)

Vale ressaltar que, apesar do nome e dos símbolos, o livro tem nada  a ver com religião, tá? Só procês saberem...

Abraços e Beijos pra Tu!

Adna Maria.

6 comentários

  1. Boa resenha, aprece ser uma otima leitura..Flor, passa no meu blog pra conhecer, e vem participar do sorteio com 14 LANÇAMENTOS DA BEAUTY FAIR, boa sorte pra ganhar! http://makeolatras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma ótima leitura sim, Bia! Beijos e obrigada pela visitinha!

      Excluir
  2. kkkk como sou burra né?! sempre ouvi falar de 12 guardiões da luz, mas eu nem tchum que era um livro affe, que ignorância. Eu adoro o canal do Bruno, ele é super empolgado.
    Muito boa sua resenha! bjao linda.
    quatroestacoes.blog.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk... Burra nada! Num tinha como tu saber que era um livro né? rsrs
      Também amoooo o canal dele, Danny! Qualquer coisa que ele poste eu tô assistindo! rsrsrs
      Brigada, lindaa! Beijoos!!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...