QFB: Vídeo - Comprinhas Outubro/2014

Eeee... Vou aproveitar que as Comprinhas de Outubro foram basicamente de produtos de beleza (beeemmm baratchenhos) e vou postar o vídeo bem aqui, na Quinta-Feira de Beauté do Lendo o Dia.

Eeee... Como tem acontecido todos os meses, nesse também trouxe pra casa apenas as coisinhas de que preciso e que tem precinho camarada, que eu num sou besta nem nada... Hahaha


E, como cês viram aí em cima, as coisas das quais precisei esse mês foram, em linhas gerais:

1. Água Oxigenada Márcia 900 ml (explico o motivo no vídeo): R$ 7,00
2. Kit Pantene de Hidratação Capilar: Shampoo R$ 7,00 / Condicionador R$ 7,00 / Ampolas R$ 9,99
3. Shampoo Johnson's Baby: R$ 8,00. Resenha Aqui.
4. Talco Antisséptico para os Pés Barla: R$ 7,00
5. Creme Hidratante Corporal Paixão: 7,00
6. Bico de Pato: R$ 3,00
7. Batons Jasmyne: R$ 3,00 cada
8. Folhas Papel Seda (para fazer lenços antibrilho): R$ 0,20 cada
9. Folhas Depilatórias: num lembro preço, mas foi algo em torno de R$ 3,50

E aí eu ganhei:

1. Par de cinto e brinco: Blog Quatro Estações
2. Batom Ruby Rose

E olha só o vídeo, onde eu expico tim-tim por tim-tim:




Foi isso, galerinhaaa! Não esquece de curtir o vídeo e se inscrever no canal. Tô disponível pra tirar qualquer dúvida, tá? É só vocês perguntarem... Então fala cá comigo, fala... :-)

Ahhhh, deixa eu dizer uma coisa que esqueci de comentar no vídeo: tem um momento que digo que lavei o cabelo no dia anterior e usei esses produtos da Pantene... Ok... Aí eu disse que não tinha feito escova, nem chapinha, nem nada... Ok... Mas o que esqueci de comentar é que tinha dado uma progressiva nos meus bebelos, na semana anterior... Então, ele tá meio oleoso da progressiva. Não foi o creme que fez milagres não, tá? rsrs... Só pra esclarecer.

Beijos pra Tuuu!

Adna Maria.

Inspiração do Dia: Uma Palavra Sobre Política, Nordeste e Preconceito!

Oi. Prazer!
Eu sou Adna. Tenho 32 anos de idade. Nasci na periferia. Fui criada na periferia. Na periferia moro até hoje. Meu pai é Pedreiro. Minha mãe é Dona de Casa que nunca teve sua Carteira de Trabalho assinada. Eu fiz Escola Técnica e Universidade Pública, mesmo mainha achando que essas eram coisas pra rico...

... E devo esclarecer que o curriculum àcima só foi postado para que ninguém venha aqui me tachar de patricinha ou playgirl... Eu só sou uma  pessoa, pobre, que lutou e até hoje luta pelos seus objetivos.

Pois é. Sou nordestina e NÃO votei em Dilma nessas eleições.
Não é que ter votado em Aécio me encha de orgulho.  Meu voto em Aécio foi apenas reflexo da minha insatisfação com o governo atual e fruto do meu dever de não me abster das decisões políticas tomadas nesse país.

DEMOCRACIA E PROGRESSO...

Vou confessar que, quando do Primeira Turno dessas eleições, meu voto foi empregado em Marina Silva. Mas essa escolha também não foi pautada na ideologia de que Marina seria a salvação para nosso país. Sinceramente, penso que a corrupção está tão arraigada no meio de nosso Povo que qualquer que venha nos salvar será "queimado e jogado no fogo do inferno" - com toda essa redundância mesmo.

Sim. Tenho em mente que o Governo sai do Povo e que, neste caso, o Povo é corrupto. E não precisamos nem chegar muito longe nas palavras pra provar isso não... Porque a corrupção é fomentada todos os dias, e mais contundentemente a cada dois anos, quando vendemos nossos votos por míseros R$ 30,00... Ou quando nos dispomos a ir à caça de eleitores pra um candidato a vereador, ou prefeito, ou deputado, ou... Enfim, quando vamos à caça de votos por uma (apenas a nossa) rua asfaltada,  ou uma (apenas a nossa) cesta básica, ou uma (apenas a nossa) vaga no gabinete...

E isso, meu amigo, isso acontece tanto na Paraíba quanto no Acre, e tanto em Roraima quanto no Rio Grande do Sul... E em todas as demais terras inclusas nesses quatro cantos.

Mas, então... Se penso que não há um salvador, por que eu quis mudança?

1. Porque não acredito em Políticas Assistencialistas. Acho que assistencialismo é programa pra quem não tem interesse em mudar os rumos de um país e fecha a boca do pobre povo com programas como o Bolsa Família, por exemplo. E ninguém venha me dizer que o Bolsa Família é um incentivo para os pais manterem os filhos na escola. Além dessa manutenção não funcionar direito (não adianta ir pra escola e não aprender nada), conheço gente que recebe o auxílio pelo simples fato de não ter anotação de contrato de trabalho na CTPS. Além do mais, já entrevistei gente que saiu de um emprego pra não ter sua Carteira de Trabalho assinada... Por causa do câncer do BF. Ok. Entendo que existam pessoas que necessitam desse tipo de auxílio pra sobreviver, a exemplo de famílias paupérrimas que moram no interior do país. Entendo. Então tiremos o benefício da gente da cidade. Daqueles que tem condições de trabalhar para manter sua família e não o fazem...

2. Acredito mesmo que construir 300, 600 ou 900 faculdades não adianta muita coisa se não tivermos Ensino Fundamental de qualidade (talvez essa qualidade no ensino ajudasse de alguma forma a não precisarmos importar médicos de Cuba, por exemplo? Tantas faculdades não foram construídas no interior do Brasil? E por qual motivo não há médico brasileiro no interior?). Muita gente está na faculdade hoje em dia, através de cotas que apenas camuflam o fato de não termos Ensino de Qualidade neste país, sem nem saber escrever ou ler direito!

3. O PT coloca, neste momento, algumas de suas responsabilidades sociais em cima dos empresários brasileiros, sufocando empresas que, a essa altura do campeonato, ou já faliram ou estarão para falir a qualquer momento, assegurando um alto índice de desemprego. Acreditem, esse lance de desoneração de folha de pagamento pode não ser lá essas vantagens, a depender do faturamento de uma companhia... 

4. A saúde pública não vai nada bem. Ao passo que planos de saúde privada estão falindo um após o outro. Ou seja, o governo não cuida da saúde pública e não oferece subsídios para a saúde privada. Tenho plano de saúde e sei quanto sofro com ele.

5. À medida que as empresas vão quebrando, mais concursos vão sendo realizados (para o emprego de pessoas em empresas públicas corrompidas, diga-se de passagem). Se o negócio continuar desse jeito, daqui a algum tempo ou se trabalha pra o governo ou se depende apenas dos R$ 100,00 do bolsa família (coisa que não faz economia nenhuma girar), e/ou simplesmente passa-se necessidades (será que vejo Cuba por aqui?). Além disso, vamos combinar que alguns dos funcionários públicos (e alguns não são todos, deixemos claro) apenas "mamam nas tetas" do governo. São pessoas que não trabalham, mas recebem seu dinheirinho nada suado todo o final de mês, às nossas custas.

6. O Governo Lula foi bom. Lula deu oportunidades tanto a ricos quanto aos pobres. Mas acho mesmo que o PT já teve seu momento. E esses dois últimos anos só tem nos mostrado isso. Vejo na veneração do Povo pelo PT (que se coloca como o salvador da gente pobre) um perigo para o País. A coisa tá mais ou menos semelhante ao sentimento dos alemães para com o Partido dos Trabalhadores Alemães. Hitler podia pintar e bordar que estava sempre certo, ele era o salvador da Pátria. Resumindo: pra mim é muito perigoso que um partido fique por tanto tempo no poder. Daqui a pouco o povo tá clamando "Heil, Lula!" por aqui. 

7. Agora me responda você. De que adianta termos subsídios para comprar carro, se a gasolina aumenta cada dia mais? Se as estradas são esburacadas? Se o trânsito não facilita a vida de ninguém? Ok. Eu tenho um carro. Mas ele passa a maior parte do tempo parado na garagem...

Revista Veja, 03/04/2014
8. Os impostos são caríssimos! E o Brasil é um dos países onde os impostos arrecadados menos se convertem em benefício para a população. Cara! Ficamos atrás até da Argentina  nessa briga! E isso penaliza tanto as maiores quanto as menores rendas. Eu tive a oportunidade de construir uma empresa de pequeno porte e tive uma pequena ideia de quão difícil é manter uma empresa nesse país. Nós vemos suor se verter em lágrimas todos os dias, para, no final do mês, pagarmos somas exorbitantes somente de impostos. E impostos caros encarecem o produto.

9. O que eu vejo hoje em dia é uma guerra entre empregados e empregadores... Guerra essa fomentada por partidos socialistas... Mas, gente, na boa? Sem empresas, como teremos empregados? Sem empregados, como ter dinheiro? Sem ter dinheiro, como consumir? Sem consumir, como é que a economia vai girar como se deve, nesse país?

10. Não quero ser guiada por programas de manipulação de massa, nem por ciclos viciosos que estagnam a economia. Eu quero educação de verdade, saúde de verdade, emprego de verdade, economia projetada de verdade. Eu quero viver melhor.

Esses são alguns dos motivos pelos quais não voto no PT... Mas isso não quer dizer que eu esteja de todo certa nas minhas colocações.

E o que meus conterrâneos que votaram no PT pensam?

1. Eles veem pelo olhar mais social do partido. Pra eles, o Bolsa Família é um projeto de distribuição de renda importantíssimo, à medida que D. Zefinha (que recebe o BF pra manter o filho na escola) vai à barraca de seu Ciço para comprar alguns itens para sua sobrevivência - com o dinheiro do BF, dinheiro esse que, antes, ela não teria de onde tirar. Seu Ciço, por sua vez, pega esse dinheiro e vai ao grande mercado atacadista, repondo sua prateleira.  Por consequência, esse grande atacadista compra da fábrica ou do produtor rural. E assim o dinheiro gira. 

2. Educação: O PT tem uma visão diferenciada para a educação. O governo criou Escolas Técnicas e Universidades Federais, coisas que lhe competem  pela lei de diretrizes e base para a educação. E, inclusive, muitas dessas Faculdades e Escolas foram construídas no interior do país, evitando que estudantes do interior se desloquem para a capital para a realização desse feito. Além do mais, programas como o PROUNI e o PRONATEC, de parceria público-privada, são inteligentíssimos (de acordo com os amigos petistas). Esses programas utilizam vagas que já existiam nas universidades privadas e as repassam para alunos que não podem pagar faculdade. Bom para o estudante e bom para o empresário.

3. Economia: Houve redução de IPI para compra de carros zero, o que triplicou as vendas e a produção no país. Além do mais, o Minha Casa, Minha Vida aqueceu o mercado imobiliário de forma tal que faltou mão de obra no mercado. Economia aquecida é sinônimo de mais empregos, mais lucros para empresários, demanda para os empreiteiros e, principalmente, oportunidades para os menos abastados adquirir um desses bens.

4. Unidades da Federação: Falando particularmente de Pernambuco, este foi um dos Estados que cresceu assustadoramente durante o Governo de Eduardo Campos. Mas isso só foi possível devido ao investimento maciço do Governo Federal.

5. Política Externa: Paramos de ser subservientes aos países ditos poderosos. O Brasil saiu ileso das grandes crises econômicas mundiais, devido à valorização do capital interno e a não dar ouvidos a especuladores. O Brasil atualmente paga sua dívida externa e recentemente formou um banco junto ao Bloco Econômico Brasil, Russia, India e China (BRIC). Tudo isso enquanto a Grécia chegou à bancarrota e a Espanha, que era o destino mais procurado dos brasileiros na Europa para trabalhar, quase quebra.

6. Saúde: A grande pergunta que os petistas fazem: É melhor com ou sem o Mais Médicos? Sabe-se que mesmo prefeituras pagando um salário razoável aos médicos (financiadas pelo Fundo Nacional da Saúde), estes não se interessam em ir para o interior. O Programa levou médicos para onde ninguém queria ir.

7. Olhando para Nós Mesmos: Antes ninguém tinha peito pra tirar dinheiro dos bancos e fazer a economia rodar. Com o dinheiro centralizado, as pequenas empresas simplesmente não existiam e todos dependiam dos bancos para respirar. Hoje a produção aumentou. A produção fez com que a oferta se mantivesse em um nível aceitável. Nós temos uma das dez maiores empresas do mundo, a Petrobras, enquanto entregamos de mão beijada a Embraer, CNS, Embratel e Vale do Rio Doce. Houve expansão do serviço público e fortalecimento dos bancos estatais (os mesmos que financiam os programas sociais).

É por esses e outros motivos que os petistas votaram no PT... Mas isso não quer dizer que meu amigo Josenildo (petista roxo) esteja de todo correto em suas colocações.

Como veem, assim como eu não votei em Dilma por um ideal, meus conterrâneos votaram em Dilma não por ela ter um belo sorriso, ou por ela ter uma boa aparência, ou (muito menos) por ela falar bem... Eles votam nela porque ELES tem um ideal. E esse ideal precisa ser respeitado. Mesmo que a gente não concorde, mesmo que argumentemos, repliquemos, trepliquemos... Essa é a ideologia deles. E a diversidade de ideologia é que faz a beleza da democracia.

Não dá pra sair por aí xingando pessoas, atingindo pessoalmente cada um com adjetivos como: "burros, jumentos, vai pro nordeste ebola...", pelo simples fato de elas não pensarem igual à gente. Porque aí estaremos abrindo espaço para sermos xingados também, a partir do momento que começarmos a pensar diferente do outro.

Gente que não entende... A diversidade de nossa cultura, a beleza de nosso dialeto, a nossa união...

E o que acontece quando não respeitamos a opinião de outras pessoas? Nós ficamos intolerantes. E se ficamos intolerantes, perdemos a razão. E se perdemos a razão, nós vamos agredir a outra pessoa. E se agredirmos a outra pessoa, nós simplesmente vamos perder o respeito dos outros...

Eu poderia ficar falando aqui de quão pequena é uma mente que não entende a riqueza da diversidade cultural de nosso país... Gente que se agarra a momentos como esse para colocar toda a sua raiva e o seu preconceito pra fora... E assim tentar explicar o inexplicável...
Os nordestinos são burros e preguiçosos por terem elegido o PT? Como? O Nordeste é apenas o segundo colégio eleitoral do país. Não daria pra eleger Dilma apenas com nosso voto...

Sinceramente, não entendo esse tipo de mentalidade (nem quero entender, pra ser bem sincera), mas não quero abrir ainda mais espaço pra essa guerrinha, entre Sul e Nordeste, que acometeu o país, pós-eleições. Até porque tenho amigas maravilhosas de outros Estados, que sentem um carinho enorme por nordestinos.
TENHO CERTEZA que essas mentes pequenas, pertencentes a uma minoria que precisa pensar um pouco mais fora da caixa, não representam a grande maioria de Pessoas que entendem o que é o Nordeste. Além disso, estive em São Paulo ano passado e fomos, Evandro e eu, super bem recebidos pela galera toda. No Centro de São Paulo sempre encontramos alguém que tem um parente, ou um parente de um parente, ou o parente de um amigo de um parente, nordestino... rsrs

Desculpa por um texto tão longo... Mas eu precisava desentalar.

Agradeço especialmente ao meu amigo Josenildo Gomes, por ter me ajudado a entender um pouco do pensamento petista (com as suas colocações àcima)... apesar de continuar não concordando com eles.

Abraços e Beijos Pra Todo Mundo!

Adna Maria.

TFLM: Vestido de Oncinha + Tênis = Look da Semana

É... As coisas mudam...

Esse ano bati o record de uso do meu All Star. Usei 3 vezes. Simm, bati o record porque eu não sou (ou era?) a pessoa mais amante de tênis da face do planeta. Achava que os bichinhos deixavam meus pés grandes e, num look, ficavam super bad.

Inclusive, esse Converse comprei por insistência de Evandro,  há milhões de anos atrás, e ele ainda tá novinho. Mas aí, nessa onda de experimentar que me acomete, e - não vou negar - aproveitando que look com tênis tá em alta, estou eu testando meu par com todas as roupas possíveis e imagináveis do meu armário (isso com exagero e tudo o mais).

Mas é fato: nunca pensei na minha vida que eu ia gostar, um dia, de um look composto por vestido com estampa de oncinha e tênis... :,o ... Maaasss, como as coisas mudam, cá estou eu apresentando o meu look da semana procês.

E ainda vou dizer uma coisa... Não me foi nada difícil usar esse look! Me senti super bem com ele, vejam vocês! Simples, fácil e confortável.

Uma dica pra quem é baixinha e não quer se ver encurtar ainda mais com esse tipo de look: tenta usar uma cor de tênis nude, pra não dar muito contraste com tua perna...

Mas, se tu é baixinha, como eu, e não liga muito pra essa coisa de altura... Simplesmente se jooogaaaa!!

Abraços e Beijos!

Adna Maria
Créditos: Vestido by Filó&Fulano / Tênis by não sei onde comprei / Bolsinha by presenhte da cunhada / Óculos by camelô da esquina.

SFQC: TBR Jar - Para Ler em Novembro/2014

Hoje vim trazer o vídeo com a primeira TBR Jar da minha vidaaa!!
E TBR Jar nada mais é do que um sorteio dos livros que precisam ser lidos e estão parados na sua estante. 

O objetivo é justamente nos "obrigarmos" a ler coisas que compramos há muito tempo, no calor do momento, e que depois simplesmente deixamos de lado... de lado... de laaadooo... até chegar o momento que a gente simplesmente não tá mais interessado naquela leitura. Pois o TBR Jar está aí exatamente pra movimentar esse negócio todo.

Como vocês vão ver no vídeo, eu imaginei ter inventado esse tipo de sorteio pra mim (são 30 livros não lidos na minha estante), até que fui pesquisar na net e descobri que... já existiiiaaaa esse negócio!

Mas enfim, pus eu os papeizinhos dentro das minhas jarrinhas/xícaras (Jar = Jarra) e vim cá sortear junto com vocês.


Mas esse não vai ser qualquer sorteeioo... nãããoooo... 
Caso é que a minha TBR Jar vai ter regras. E essas regras estão bem aqui:

Viram?
E eu sei que prometi colocar foto dos livros aqui no blog... mas adivinha só o que aconteceu? EU ESQUECIIII... Pois é. Esqueci de tirar fotos dos livros. Mas vou tentar fazer isso o mais rápido possível, tá bom?...  e eles estão bem aqui!



Então é assim... Não se esqueçam de se inscrever, de curtir, de compartilhar e de conversar comigo...

Abraços e Beijos pra Tu!

Adna Maria.

SFC: Os Doze Guardiões da Luz - Resenha!

Hoje eu vou falar dessa leitura que tinha tuuudooo pra dar super errado... Mas acabou dando super certo! Explico nas considerações abaixo.


Eis o resumo de tudo:

Pelo que entendi, depois de um período de guerra entre gigantes, onde houve sangue, morte e destruição, a Escuridão tomou conta do mundo de Gaia, que era dividido em vários reinos, entre eles Atria, Betria, e assim segue. Nesse período, 12 Estrelas caem do céu para expulsar a Escuridão e guardar o povo de Gaia de criaturas tipo demoníacas: e essas doze estrelas são Os Doze Guardiões da Luz.

Como vocês já devem ter percebido, o livro "é ambientado num mundo de fantasia" e o enredo dessa fantasia gira em torno dos signos do zodíaco: Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes.

Os Doze Guardiões vivem tranquilamente com o povo quando, de repente, nos preparativos para a comemoração da Primavera, acontece um desastre (aliás dois) que fazem com que os guardiões presentes na festa entendam que nem tudo está tão calmo no reino de Atria quanto eles pensam...

E é aí que toda a ação começa... E tudo o que eu disser a partir disso será spoiler, então eu vou logo ofertar (hã?) minhas considerações sobre o livro.

Deixa primeiro eu pontuar o seguinte: Eu comprei esse livro porque vi Bruno, da MinhaEstante, falando sobre ele no canal. Achei o assunto muito interessante, ignorei o fato de ser uma fantasia, botei imediatamente na minha wishlist e, na primeira opportunité (e não me perguntem que língua é essa), fui lá e comprei...

... E nesse mês de Outubro decidi que já era hora de lê-lo... E vou confessar que nas primeiras 50 páginas, me arrependi bastante (mas assim... bastaaante meeesmooo!) da compra. É que a linguagem dos personagens simplesmente não me agradava!

Pra tu entender do que eu tô falando, deixo aqui um registro exato do que pensei quando li o que Peixes dizia a Áries, na página 14 do livro:

" - Você não é fraco, meu amor. Qualquer coisa, exceto fraco." - Meu pensamento: "What?? O que foi esse exceto fraco?? O cara não podia simplesmente fazer a personagem dizer: - Não diga isso, amor. Você não é um fraco!...?"

Além do mais, parafraseando Chiquinha, do Chaves, o cara podia ser hermafrodita, doido, imbecil, idiota, imbecil (ops!), mas nãããooo, de jeito nenhum ele seria um fraco!
E isso me veio na página seguinte à que o autor narrava que o personagem tinha tomado um grande gole de ar... Meu pensamento: "PelmordeDeus, quem é que já tomou um grande gole de ar nessa vida???"

Por essas e outras, quase minha leitura ia sendo interrompida em menos da metade...
Eu disse quase...?
Ufa! Ainda bem que eu disse quase! Porque, meu bem, quando a ação começou a acontecer realmente, eu simplesmente GAMEI no livro. Juro que não queria mais largá-lo...

... Como esse é o primeiro livro do autor, fiquei dando créditos a ele. Cheia de teorias, pensei da seguinte forma: "Poxa, o cara super jovem, 25 anos, primeiro livro... vamos creditá-lo..."

Só que a ação começou, o negócio aconteceu e eu deixei cair o queixo. E aí eu não sei se me acostumei com a linguagem, e ela passou a não me incomodar mais, ou se o autor simplesmente cresceu na escrita dele (talvez um pouco dos dois?). O que eu sei é o seguinte: o cara tem uma imaginação incrível! O enredo foi uma coisa! O meu pensamento, que a essa hora tinha vida própria, pensou... "Caracaaaaa, aonde é que esse cara foi buscar tudo isso??" Juro que tiveram trechos que fiquei sem saber o que era imaginação e o que era mitologia.

Apesar de não ter ficado muito contente com o que aconteceu ao meu signo (Gêmeos), eu ri demais com ele depois. E achei Capricórnio incrivelmente inteligente - o que me despertou certa invejinha dele, devo confessar.

Como o final do livro deixa total abertura para um segundo, fui pesquisar pra ver se haveria uma série e descobri que sim, Os Doze Guardiões da Luz é o primeiro de uma série. E eu fico pensando aonde é que Luiz Henrique Batista - o Luizinho, que, por sinal, é brasileiro -  vai buscar mais história pra esse enredo... ou seria mais enredo pra essa história...?

Ficha Técnica:

Livro: Os Doze Guardiões da Luz
Autor: Luiz Henrique Batista
Editora: Novo Século
Gênero: Fantasia
Encadernação: Brochura
Páginas: 448
Ano de Lançamento: 2013
Onde Comprei: Submarino
Preço: R$ 24,00
Estrelas: a linguagem me incomodou de fato, então ele fica com minhas 4,6 estrelinhas.
Grau de Indicação: Médio pra Elevado (independente do seu gosto literário, acho que tu vai gostar desse livro... Eu, por exemplo, não gosto de fantasia... e ele me prendeu...)

Vale ressaltar que, apesar do nome e dos símbolos, o livro tem nada  a ver com religião, tá? Só procês saberem...

Abraços e Beijos pra Tu!

Adna Maria.

TFLM: Look Praia - Com Kaftan

Tudo bem, vai, eu confesso que exagerei um tantinho no número de fotos postadas neste post.

Mas me perdoarão as que, como eu, carregam em si uma certa incapacidade para escolher as imagens do mural de sua vida. 
E eu admito também que exagerei nessa última frase, mas novamente me entenderão aquelas que, como eu, ficam a buscar desculpas para seus desmesurados exageros, com redundância e tudo. 
Enfim, vocês vão dizer que me entendem ou eu vou ter que implorar? rsrs

Esse final de semana, Evandro e eu aproveitamos o solão de Recife pra comparecer à praia - já que a bichinha nos tinha mandado lembranças. E aí, como não fomos a qualquer Boa Viagem da vida, decidi que já era hora de tirar o meu Kaftan do armário e botá-lo pra trabalhar. Afinal, Maria Farinha merecia uma nova indumentária.

Fazia tempooo que eu tava querendo um Kaftan na minha vida, mas sempre adiava a sua compra, por causa de probleminhas básicos de caristia... Sim, nunca tive coragem de doar R$ 60,00 ou R$ 70,00 nesse pedacito de lenço aderente ao nosso corpo (desculpas, desculpas, desculpas...). Até o dia que viajei pra Fortaleza, vi esse aí por R$ 20,00 e não hesitei na hora de trazê-lo na mala.

Pois trouxe o Kaftan e trouxe junto esse conjunto de bolsa e sandália de praia, que achei simplesmente mimosos... Espia!


E eu vou já dizendo que fiz um pequeno vlog desse nosso passeio. Só espero que dê tudo certo e que dessa vez ele vá de fato pro canal... Vamo ver, né mermo?

Então foi esse o look de hoje, Pessoas Lindas do meu Coração! Espero que tenham gostado!

Abraços e Beijos Procês!

Adna Maria.

SFQC: Vídeo - Confissões de Uma Viciada em Sapatos

E aqui estamos nós... porque nois demora mas nois vem.

Hoje estou respondendo à Tag Confissões de Uma Viciada em Sapatos porque, aqui pra nós, quem é a mulher que não gosta de ter vááárioooooossss destes no armário, né?

Vou confessar aqui procês que não sou diferente de todas as outras mulheres nesse quesito, mas mooorrooo de pirangagem de comprar sapatos, e bolsas, e roupas... :(... Por isso mesmo não vivo comprando. Geralmente minhas aquisições calçamentárias se dão uma única vez ao ano. Pego um mês qualquer do ano, vejo o que estou necessitando, vou lá e compro de uma vez. 

E aí, como uso mais sapatilhas, geralmente essas se desgastam mais depressa do que os saltos ou as rasteirinhas. Então acabo comprando mais sapatilhas do que saltos ou rasteiras... eu acho...

De qualquer forma, aproveitei o ensejo pra mostrar minha pequena sapateira e a forma como organizo meus sapatcheenhooss pra tu. E, por falar nisso, já cheguei a fazer um post aqui de como limpar os belos pares antes de socá-los no armário. Quer ver? Clica aqui.

Mas paremos de muita conversa fiada e vamos logo ao que interessa. A Tag consiste de 13 perguntas e são elas:

1. Salto ou Rasteira?
2. Qual o sapato que você mais usa?
3. Qual tendência de sapato você mais gosta?
4. Qual tendência de sapato você menos gosta?
5. Qual o seu sapato mais barato?
6. Qual o seu sapato mais caro?
7. Qual o sapato que você mais quis ou quer no momento?
8. Compartilhe uma história que você passou com um sapato.
9. Quantos sapatos você tem?
10. Qual o seu local favorito pra comprar sapatos?
11. Você tem algum par que se arrepende de ter comprado?
12. Mostre o seu par favorito.
13. Você lembra qual foi a primeira vez que usou salto?

E acabou-se...

Esses são os pares com os quais respondi tudo...

Da esquerda pra direita, de trás pra frente: onde, quando, como, quanto????

Sandália Lara (a rosa): Comprei na passarela.com (na verdade, uma amiga comprou e me repassou). Custou-me R$ 99,00. Comprada ano passado.

Scarpin Gisele Bündchen: Comprei na C&A, numa promo. Me custou cerca de R$ 70,00. Comprada no início de em 2012, acho.

Sapatilha Moleca: Comprei na Riachuello. Me custou cerca de R$ 50,00. Comprada no início de 2011.

Slipper Bottero: Comprado na Renner. Custou cerca de R$ 140,00. A compra se deu no início de 2013.

Rasteiras do Brasil: A mais barata de todas. Me custou 10,00 pila. Comprei em Abril do ano corrente, em uma lojinha qualquer de Fortaleza.

Sapatilha Santinato: Comprei junto com o Slipper, na Renner. Também custou cerca de R$ 140,00. Não costumo pagar tão caro numa sapatilha, mas achei essa tãããooo liiindaaa... E ela é couro legítimo, então acho que valeu o dinheirinho empregado. Datada do início de 2013.

Então é isso, Pessoinhas Lindas! E o vídeo com as respostas tá beeemmm aquiiii:



Não esquece de curtir, se inscrever, curtir, compartilhar, curtir, seguir, curtir...

Beijos pra tuuuuu!!

Adna Maria.

SFC: Admirável Mundo Novo - Finalmente a Resenha!

E finalmenteeeee estou vindo falar desse livro, depois de tantas tentativas, tantas enrolações, tantas frustrações, tantas... cês entenderam né? Eu tentei milhares de vezes fazer essa resenha em vídeo, mas simplesmente não rolou... Até que desisti e resolvi só escrever por aqui mesmo...


Admirável Mundo Novo nos conta a vida vivida num futuro beeem longínquo, em Londres, onde se pretende que tudo seja perfeito. Tudo é organizado de forma que ninguém sinta... saudade, solidão, a ausência de Deus, paixão, amor... Até a morte não é sentida.  A regra master é a felicidade pessoal. A morte aqui é tida como algo absolutamente natural. E as pessoas são bem condicionadas a pensarem nela como coisa normal, desde a infância.

Um parêntese: toda vez que eu citar "condicionamento" aqui, entendam como frases ou colocações repetidas em gravadores, por algumas centenas de vezes, até que tudo se fixe na cabeça do indivíduo... mesmo!

Mas então... No Admirável Mundo Novo, os seres humanos são desenvolvidas em laboratórios. O mesmo óvulo pode reproduzir mais de noventa gêmeos. A sociedade é organizada em castas, e os de uma casta não se misturam com os de outra. As pessoas são condicionadas desde cedo a amar a sua casta, a querer pertencer a ela e a não querer de jeito nenhum estar no lugar dos de uma classe superior ou inferior à sua, provavelmente para que não haja insatisfação e/ou briga pelo poder.

Nesse mundo não existem relações familiares. Muito menos relação de maternidade. Aliás, só em pensar em como as crianças eram concebidas no passado, as pessoas coram de vergonha... ou fazem piadas, dependendo do humor de cada um...

Como não existe relação familiar, logo não existem casais. O correto nesse mundo é a promiscuidade. É isso mesmo... se uma mulher sair com o mesmo homem todos os dias, ela está totalmente fora dos padrões da sociedade. O povo cai matando em cima. (E aqui eu lembrei do Mito da Caverna, de Platão - se tu ainda não leu, dá um click aí no link... vale muitoooo ser lido).

Mas voltando... nesse Mundo Novo, as crianças usam sexo como um brinquedo. As pessoas são condicionadas ao consumismo desde cedo (aliás, o condicionamento é usado pra tudo nesse mundo). Deus, o Supremo Criador do Universo, não existe. O deus deles é o capitalismo. Todas as evocações que eles fazem é por Ford (sim, Henry Ford, do fordismo - aquela linha de produção em massa). É... a sociedade tem modelo fordista e isso pode ser refletido na própria aparência física das pessoas.

Agora que estamos ambientados, podemos chegar à historinha, que gira em torno de um cara chamado Bernard.

Bernard pertencia à casta A, mas por um probleminha na sua produção, ele não se parecia com os demais de sua classe. Por isso, era rejeitado pelos seus. E já que era rejeitado, ele rejeitava também. Ele desprezava tudo o que que era inerente à sociedade: não era a favor da promiscuidade; não tomava o soma (soma era a droga deles - essa não tinha efeitos colaterais imediatos). Bernard tinha bem claro na mente que as pessoas eram induzidas a pensar da forma que pensavam e, com isso, ele criticava tudo e todos... atééé acontecer um fato (que eu não vou dizer qual é) que o faz bem aceito na sociedade, e aí ele começa a fazer tudo aquilo que antes recusava...

... E eu só digo que esse fato acontecido diz respeito a uma viagem que o Personagem fez para o Mundo Selvagem, que por algum motivo o autor decidiu que seria na América (entendi nadinha... rsrsrs... mas o autor é Inglês... rsrs). E esse mundo selvagem era mais ou menos igual ao de hoje - aqui o povo acredita em Deus, na monogamia e na concepção natural de crianças.

Mas à medida que lia o livro, eu ia pensando...

No meu entender, Aldous Huxley, esse gênio, tenta fazer, no Admirável Mundo Novo, uma paródia de nossa sociedade. Sim, porque aqui nesse mundo onde vivemos, nós também somos condicionados (por ouvirmos certas coisas, que nos são repetidas desde muito cedo - ainda que de forma diferente) a pensar de acordo com os preceitos estabelecidos pela sociedade. Independente do conceito de certo ou errado, todos querem que façamos exatamente igual ao que todo mundo faz... Porque já que todo mundo faz, tal atitude "é a mais correta"...

E nós repetimos como papagaios tudo o que nos é dito desde a infância, como se fosse verdade absoluta. E se a gente não faz o que todo mundo faz, somos tachados de malucos, diferentes, idiotas, burros, hereges... (ai, ai, Mito da Caverna...)

E isso ocorre na política, na igreja, na escola, no futebol, no trabalho, na blogosfera... Siiimmm, porque até hoje me lembro de um comentário que tive no meu blog dizendo que eu precisava definir um assunto específico pra falar (porque todo mundo faz isso)... Oraaaa!

Além disso, a mudança de Bernard (antes sem boa reputação com os demais e depois participando ativamente de tudo), me fez pensar que Aldous quis mostrar quanto nós, seres humanos, somos fúteis e nos vendemos por algo tão irrisório e passageiro quanto o... sucesso, por exemplo.

Pois então... (pausa para reflexão)

Mas, voltando ao negócio todo, devo pontuar que apesar de ter amado a mensagem que o livro passou, não gostei muito do seu final. Pra mim, pareceu que o autor já tava cansado daquilo tudo e resolveu terminar a obra de qualquer jeito... e o leitor que se lascasse...

#Prontofalei!

Agora vamos à Ficha Técnica...

Livro: Admirável Mundo Novo
Gênero: Distopia
Formato: Pocket
Autor: Aldous Huxley
Editora: Bolso
Número de Páginas: 312
Preço: R$ 24,90
Comprei na: Livraria Cultura
Estrelas: Apenas pelo final, não dou 5. Mas deixo registrado minhas 4,6 estrelinhas.

Pessoa, sério! Isso é muito sério! Se eu fosse tu não deixaria de ler esse livro. Ele parece estranho, mas se a gente conseguir apreender certas coisas, vamos tirar mensagens valiosíssimas acerca da sociedade... Muuuitoo recomendado!

Abraços e Beijos pra Tu!

Adna Maria.

Inspiração do Dia: Outubro Rosa - Top 5 Livros Para Mulheres


Claroooo que eu não poderia deixar de vir aqui conversar um tiquinho que seja sobre a importância da Prevenção do Câncer de Mama, este que tem atazanado a vida de tantas mulheres pelo mundo.

Como falo no vídeo de hoje, vovó também sofreu desse mal, por isso as mulheres lá de casa estão sempre com o telefone do mastologista a postos. O que eu não contei é que eu tenho uma quase parente que perdeu os dois seios, uma amiga que perdeu um, outra conhecida que também já perdeu um... fora a minha avó... fora os nódulos mamários meus, da minha mãe, da minha irmã, das minhas tias, das minhas primas... só pra vocês terem ideia de como esse mal tem afetado um percentual alto da população feminina (e não só feminina, tô cansada de ver homens visitando o mastologista, sempre que tô no consultório).

Pro negócio ficar mais estatístico na cabeça de vocês, vou fazer um CTLV V da descrição do Site Nacional de Câncer (www2.inca.gov.br):

Segundo tipo mais frequente no mundo, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. Se diagnosticado e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom.

No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estádios avançados. Na população mundial, a sobrevida média após cinco anos é de 61%.

Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Estatísticas indicam aumento de sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nas décadas de 60 e 70 registrou-se um aumento de 10 vezes nas taxas de incidência ajustadas por idade nos Registros de Câncer de Base Populacional de diversos continentes. 

Estimativa de novos casos: 57.120 (2014 - INCA)
Número de mortes: 13.345, sendo 120 homens e 13.225 mulheres (2011 - SIM)
Atenção: As informações neste portal pretendem apoiar e não substituir a consulta médica. Procure sempre uma avaliação pessoal com um médico da sua confiança.

Pronto, agora que estamos conversadas, finalmente tô trazendo um vídeo aonde falo de minha experiência e indico cinco livros para mulheres. Os livros tem a intenção de servir de ajuda à nossa auto-estima, para que ela se aflore cada dia mais. Simbora?


E os livros mencionados são...


1. A Mulher de Trinta Anos - Honoré de Balzac: é um romance que retrata basicamente todos os dramas pelos quais a mulher passa. Resenha Aqui.

2. Acessórios, Por que, Quando e Como usá-los - Titta Aguiar: o nome já diz tudo e eu também já fiz resenha dele. Tá bem Aqui.

3. Faça Acontecer: Mulheres, Trabalho e a Vontade de Liderar - Sheryl Sandberg: fala sobre a relação mulher, família e trabalho. Livro ótimooooo, que indico pra todos e cujo comentário tá bem Aqui.

4. A Estratégia de Estilo - Nina Garcia: descobri que não tenho a resenha desse livro aqui no blog (que coisa, não?), mas tô falando um pouco dele no vídeo. Nina Garcia fala sobre a relação Custo X Benefício de peças de moda e fala sobre Estilo também (já diria a célebre frase... "Estilo: cada um tem o seu..." Hã?? Por que eu disse isso??).

5. Madame Charme - Jennifer L. Scott: Resenha bem aqui. Jennifer é blogueira e foi passar uma temporada na França, onde ficou na casa de uma madame. Aqui ela conta tudinho sobre o seu aprendizado de etiqueta, alimentação e moda.

Então é isso, Mulheres!

Se cuidem!

Abraços e Beijos Rosas!

Adna Maria.

TFLM: Outro Look Básico Para Cursinho

Obaaaaaa!! Hoje vai rolar a festa por aqui! Hoje temos look! Mais um look pra cursinho!

E os meus velhos shorts pretos, que estavam meio encostados no canto do armário, voltaram. Uma salva de palmas para eles!

Dessa vez resolvi fazer uma "produção" diferente de tudo o que eu já tinha feito: Camisa Jeans desleixada com shorts de alfaiataria. Gente, e posso falar? Tô apaixonadaaaa nessa camisa.

Por esses dias estou a experimentar coisas novas, porque estou a querer evitar muitas compras de roupa. E como Camisa Jeans é uma super curinga que vai com quase tudo, resolvi fazer um básico e confortável com ela. Inclusive, tô pretendendo testar vários outros looks com essa camisa, pra provar sua versatilidade.

Mudando de pau pra cacete, com relação ao meu cabelo... ele está passando por um profundo momento de revolts, mas pretendo ajustar uma continha com ele em breve... Só não dá pra deixar de viver por causa de umas madeixas revoltadas né? hahaha

Este meu sapato estava no sapateiro para ajustes técnicos (levei uns cinco calçados pro sapateiro, pra não ter que comprar novos) e finalmente voltou pra casa. Então, de novo cês vão cansar de ver looks com eles por aqui.

Agora deixemos de falação e vamos às milhares de fotos desse post... porque se não forem milhares, não serei eu...

E aí, usando de forma mais sexy...

Então é isso.

Abraços e Beijos pra Todo Mundo!

Adna Maria
Créditos: Fotografia by Evandro Prazeres / Shorts e Camisa by Filó&Fulano / Sapatos by Renner / Bolsa by Feira da Madrugada-SP / Óculos Chilli Beans / Batom RubyRose.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...