TFLM: Mix de Estampas + Tênis + Primavera = Look Meu

Arrááá!! Te peguei achando que eu não viria hoje, né?
Mas vim! Yeahhhhh!!!
E já estamos na primaveeraaaaa!! Yeahhhh!!
E senta que lá vem fotos! Yeaahhhhh!!

A primavera é a minha estação favorita. Talvez porque tudo é cor. Tudo é luz. Tudo é flor... Quer dizer... tudo deveria ser flor... mas esqueçamos esta parte.
Talvez pela proximidade do fim do ano. Talvez por termos acabado de sair do inverno frio e escuro... que eu detesto, aliás.
Talvez porque pensar em flores deixa tudo mais romântico... apesar de não termos as estações bem definidas aqui no Nordeste (exceto pelo inverno e verão).
Enfim, o motivo não sei. Só sei que amoooo!!!

E aproveitando que o clima tá pra peixe, digo, pra tênis, e que esse calçado super confortável agora é trendy e vai fazer a cabeça, digo, os pés da mulherada (#euvinaglamour)... Resolvi fazer o meu próprio look com esse converse que tenho há décadas lá em casa (e que quase nunca uso) + um mix de estampas, pra ir pro cursinho de inglês no sábado.

E é claroooo que tiramos fotos pra compartilhar com vocês. E dessa vez, tirei a la Recife, a la Pernambuco, a la Brasiil-sil-sil-sil... Digo mais nada, só quero que tu Ixxpie.


 E Boa Primavera pra Todo Mundo!!

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
Créditos: Top e Shorts by Filó&Fulano / Tênis by... by... by... Ih, esqueci! / Bolsa de sempre (feirinha da madrugada/SP) / Óculos Chilli Beans / Sombrinha emprestada pelo ambulante / Batom Natura.

SFQC: Vídeo - Tag Queimar, Reler ou Reescrever!

Heyyy, Pessoas! Hoje é Segunda-Feira de Qualquer Coisa neste Blooog! êêêê
E a SFQC já foi meio que escalada pra gente postar os vídeos do Canal.
E o vídeo de Hoje é uma TAG Literária! Hahaha


Então, após vocês verem de perto o estado da minha raiz capilar, vamos falar da Tag.

Negócio é seguinte: A brincadeira de hoje se chama Queimar, Reescrever ou Reler e, pra ela, escrevi 15 nomes de livros em bilhetinhos, com o objetivo de sortear de 3 em 3 e dizer qual deles eu releria, qual reescreveria e qual queimaria. Eita! Será que deixei claro?

Vi essa Tag no canal Little House Of Books e agora bora simbora aos livros que foram sorteados.

Primeiros sorteio: A Cabana / De Cuba com Carinho e A República

Segundo Sorteio: Dona Flor e Seus Dois Maridos / Einstein - Sua Vida, Seu Universo e O Mundo de Sofia

Terceiro Sorteio: Hitler Vol. 1 / O Símbolo Perdido / O Teorema Katherine

Quarto Sorteio: Elite da Tropa / O Monge e o Executivo e Admirável Mundo Novo

Quinto e Último Sorteio: 

E aí, se tu achou negócio meio confuso, dá cá uma olhada no vídeo...


Faz tempo que fiz esse vídeo, então ignorem a alegria excessiva do início, ok? rsrsrs

Abraços e Beijos pra Todooo Mundoooo!

Adna Maria.

SFC: A Força dos Quietos - Resenha

Tem muita gente que não acredita, mas vou te dizer uma coisa: eu sou tímida sim. E mais: tenho muito de introvertida e algo de anti-social morando dentro de mim.

Por um longo momento de minha vida, convivi com essas minhas características numa boa. Eu até gostava disso. Mas ultimamente senti que essa timidez (ou mistura dos três pontos àcima) tava começando a me atrapalhar. Porque não era algo que eu botasse e tirasse de mim, como um acessório. Era algo que ia comigo pra qualquer lugar, mesmo quando eu queria deixá-la em casa. Foi aí que busquei o teatro como ajuda.

Ok, ok, o teatro pode nos ajudar na questão da timidez. Mas... e essa introversão danada? O que fazer dela? Porque um tímido pode até trabalhar sua timidez. Mas e um introvertido? Como trabalhar sua introversão?

Foi assim que, passeando na Livraria Cultura, vi esse livro e resolvi... 
É... comprei...


Nesse mundo em que comunicação é tudo e onde a oratória é fator de grandessíssima importância, não dá pra ficarmos pra trás na hora de desempenhar certos papeis. E um dos papeis que precisam ser desempenhados com maestria é a influência.

Muitas vezes pensamos que só os extrovertidos tem o poder de influenciar quem está ao seu redor, primeiro porque eles amam estar rodeados de pessoas (enquanto nós nos sentimos mais confortáveis longe delas... rsrsrs); segundo porque os extrovertidos são seres alegres, simpáticos e muito, muito comunicativos e eloquentes. Os extrovertidos conseguem vender seu peixe, enquanto nós... bem... nós somos essas coisinhas que adoramos ficar no conforto de nosso lar, na companhia de nós mesmos, e que temos essa dificuldade incrível de nos comunicar com gente.

É assim que Jennifer B. Kahnweiler indica, em A Força dos Quietos, caminhos pelos quais nós, os introvertidos, consigamos nos tornar também grandes influenciadores, sem precisar, necessariamente, tentar ser o que definitivamente não somos: extrovertidos.

E esses caminhos indicados pela autora são:

1. Momento de Silêncio - para repor energias e pensar estrategicamente, a autora propõe que reservemos algum momento de nosso dia para o silêncio.
2. Preparação - é o nosso plano de influência; o planejamento de nossas propostas.
3. Escuta Atenta - acontece ao prestarmos atenção não só ao que a outra pessoa está dizendo, mas também ao que seus gestos, seus olhos, seu corpo fala... A Escuta Atenta é de suma importância para conhecermos a outra pessoa e, assim, planejarmos as nossas propostas.
4. Conversas Focadas - o nome já diz tudo. Atenção para não desviarmos o assunto em questão.
5. Escrita - para Jennifer, (e pra mim também... rsrsrs), a Escrita é o melhor meio pelo qual um introvertido pode se comunicar. Mas pra isso é preciso ter um pouquinho de atenção. Será que estamos passando realmente o que queremos, através do que escrevemos? E não vamos deixar toda a nossa comunicação ficar no campo da Escrita. Tem coisas que só são compreendidas quando usamos a comunicação verbal mesmo.
6. Plano de Mídias sociais - para a autora, as Mídias Sociais (Facebook, YouTube, Blog...) são os melhores meios que nós, introvertidos, dispomos para influenciar pessoas. E aqui ela dá exemplo de pessoas que deram super bem usando, por exemplo, o YouTube como meio de interação. Claroooo que eu amei essa parte né? Pena que é tão curta...

No fim de cada capítulo, a autora faz um resumo e propõe um exercício (e eu morro de preguiça dessas coisas). E, no fim do livro, ela dá esse conselho...

Quando vi esse livro, pensei logo com minhas abotoaduras: "É tudo o que preciso no momento! É a minha cara! Tenho que levar! Oh, my Gosh!"

Menos, Adna Maria, bem menos... Caso é que o livro é bom. Sure. Estou a usar a dica do Silêncio na academia. Enquanto corro, penso livremente nas coisas, sem alguma preocupação específica na cabeça. Inclusive, dizem por aí que é quando não estamos pensando em nada que temos os nossos momentos de maior criatividade. Por isso tem muita gente que tem seu momento Eureca! embaixo do chuveiro, por exemplo.

Mas... e sempre tem um Mas... como toda auto-ajuda, ele é um tanto... maçante... 
E por isso mesmo me arrasteeeeii nessa leitura, que deveria ter sido bem rápida, aliás, já que a fonte é graúda e o livro só tem 232 páginas.


E, por falar nas páginas, e porque já falei demais, e porque em algum momento vamos precisar terminar essa resenha... vamos à Ficha Técnica:

Nome do Livro: A Força dos Quietos
Autora: Jennifer B. Kahnweiler
Gênero: Auto-ajuda
Páginas: 232
Ano de Lançamento: 2014
Comprei em: Livraria Cultura
Preço: R$ 29,90
Estrelas do Lendo o Dia: 4 (Er... se tu não gosta de auto-ajuda, melhor não tentar)

Abraços e Beijos! 

Bom Fim de Semana pra Todo Mundoooo!!

E boa prova pra mim, amanhã... :(

Adna Maria.

QFB: Batom Ruby Rose - Literalmente BBB!

E aí eu não poderia deixar essa Quinta da Beleza aqui no LD passar sem falar desse Batom que tem feito a minha boca nos últimos dias.

Sim, siim, estou a falar desses baratcheenhoos Ruby Rose. 

Os mais próximos de minha pessoa sabem que nunca fui de usar batons escuros. Inclusive, algumas pessoas chegaram a estranhar quando postei uma foto de boca vermelha lá pras bandas do Facebook outro dia. Hahaha... (segue a fanpage aí do lado ó: ===>>>)

Pois é, pois é, pois é, a vida passa, tudo muda, e algumas coisas simplesmente passam a ser experimentáveis com o tempo. 
Eu sempre vi meninas de boca vermelha em blogs e em revistas, e achava lindoooo, mas nunca tive coragem de experimentar.

Aí, nessa onda de fazer vídeo, um belo dia acordei (mentira! Já era de noite!) e apenas resolvi experimentar esses batons que eu já tinha em casa há aanooos (e eu disse mesmo aaanoooss) e nunca tinha usado. Eu os ganhei num daqueles estabelecimentos de "leve isso, ganhe isso", sabe como? 

Então... não vou dizer que não estranhei a princípio (minha gente, eu nasci e fui criada no Ministério das Assembleias de Deus do Brasil!)... mas Evandro disse que tava muito bonito e acabei tomando coragem pra gravar, tirar foto e postar. E aí os elogios foram tão positivos (Hã?? Existe elogio negativo, por um acaso?) que resolvi fazer de novo, e de novo, e de novo...

... E agora estou aqui, compartilhando, com vocês, essa minha primeira experiência com batos de tons fortes.

E vou te contar... Esses da Ruby Rose são perfeitos
Como diz a embalagem, eles tem Aloe Vera e Vitamina E, o que é ótimo pra hidratar os lábios né? Talvez por isso mesmo, sejam cremosos.
Além do mais, são de uma duração incrível. O negócio cola na boca que não quer mais sair! 
Como se não bastasse, negócio ainda é barato... Morri! Pesquisando por aqui, vi em torno de R$ 2,00 a R$ 3,00 (porque os meus eu ganhei, cês sabem né?).
O perfume é bem suave.
E as cores? Vixe! Lindasss, vivas e de fácil aplicação.


Sério, eu adoraria estar ganhando alguma coisa pra fazer propaganda do produto, mas não é essa a minha realidade... Infelizmente. Tô falando porque minha experiência com a marca foi realmente muito boa!

A doida aqui esquece de ver negócio de referência dos bichinhos (acostumada que não estou de fazer esse tipo de postagem), mas vou tentar lembrar de ver lá pra postar aqui depois.

Ahhh!! E ganhei também uma paletinha de sombras da mesma marca (que estou, inclusive, usando na segunda foto aí de cima) que também tô adorandoooo. Mas isso já é assunto para um outro post... 

Por hoje me despeço.

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

Inspiração do Dia: Estante de Livros Para Quartos Pequenos!

Sabe o tipo de gente louca, que compra mais livros do que pode ler de fato? Pois é. A pessoa que vos fala faz parte desse grupo de malucos.

Sim, eu bibliófila. E meu grande sonho, inclusive incluso na minha lista de coisas pra fazer antes de morrer, é ter uma biblioteca particular. Só não me perguntem como esse troço vai acontecer. Sinceramente, não sei. Porque livros, livros, posso até comprar (pelo menos até não falir de vez por eles)... mas espaço pra colocá-los é que são elas.

O quarto onde durmo, por exemplo, é de uma pequenez absurda. O negócio mal me comporta, é sério! E o espaço que uso para colocar meus livros já está pedindo clemência, coitado. Daqui a pouco vou ter que colocar os pequenos amores na minha cabeça, muito provavelmente. Ou no chão. Ou, quem sabe, eles durmam em cima da minha cama e eu vá para o sofá da sala, né?

Enfim... Minha estante é esta, e está assim...

Tirando o criado mudo, que é onde coloco os livros que estou lendo, é aí em cima que concentro minha pequena biblioteca. (Todos os que estão na horizontal são os que ainda faltam ser lidos. É... é somente essa a organização que me cabe fazer, abra-se esse parêntese). E aí, daqui a alguns dias, simplesmente não vou ter mais lugar pra colocar os que ainda virão.

É assim que estou pesquisando estante de livros para quartos pequenos, para servir de Inspiração pro meu pequeno cubículo (com redundância e tudo). Ou seja, estou procurando Inspiração que se encaixe na minha realidade, não qualquer inspiração.

E é assim que, pesquisando, pesquisando, pesquisando... encontrei alguns modelos bem legais. E resolvi compartilhar bem aqui, aqueles que julguei mais interessantes. 
Eis as fofuras:


E, na categoria dos mais criativos, baratos e sustentáveis...

Sim, sim... me empolguei.
Agora vou te dizer uma coisa: as primeiras estantes são realmente liiindaaaas, mas eu, particularmente, acho fofas demais as coisas mais sustentáveis... e baratas... rsrsrs

E é assim, sem mais nem menos, que me despeço. Espero que tu também tenha se inspirado por aí.

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
Em tempo: Todas as imagens (exceto a primeira) deste post foram salvas do Google Imagens. Se, por acaso, uma delas é de sua autoria, deixe a informação aqui embaixo, nos comentários, e eu farei questão de lhe dar os créditos devidos, ok?

TFLM: Look Street Style

Hoje a preguiça tá reinando solta aqui neste espaço, é só o que tenho a declarar! Fui mais uma vez dormir de madrugada, porque não queria que o dia amanhecesse sem que eu tivesse terminado o livro da "Emparedada" que estava a ler. E agora tô literalmente e literaturamente (se é que existe essa palavra) ressacada. E todo esse prólogo é só pra dizer que vou fazer, digo, falar, digo, escrever o mínimo possível neste post.

Mas, voltando ao assunto relevante ao dia de hoje, o Look Meu desta Terça-Feira é um tantinho diferente. Evandro e eu resolvemos aproveitar o Domingo (lindooo de Recife) que precedeu ao início da Primavera, pra fazer uma brincadeira ao estilo Street Style e fomos pra uma linha de trem antiiga, lááá do Recife Antiigo, tirar fotos.

Obviamente não fui montada no scarpin bico fino pra uma linha de trem. Na verdade, meu look original era com sapatilha mesmo (haha) e eu usei o scarpin somente pra dar um contraste com o ambiente e pra mostrar uma outra forma de se ter um look despojado. Se não, vejamos:


Sem mais delongas...

... Foi assim mesmo.

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
Créditos: T-Shirt by Filó&Fulano / Calça by Marisa / Scarpin by C&A / Bolsa by Feirinha da Madrugada-SP / Cinto by Empório / Touca by Centro da Cidade do Recife / Óculos by Chilli Beans.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...