SFC: Enigmas do Cristianismo - Livro!

Pra quem não sabe, eu tenho os dois pés no Cristianismo. O que não quer dizer que eu seja do tipo que vai à Igreja todos os Domingos e acha que ela é o caminho da salvação... Na verdade, faz uns aninhos que não compareço na congregação... O que não quer dizer que eu tenha abandonado a Deus, como muitos pensam... Bem, deixa estar que o assunto é complexo.

A breve introdução é apenas pra dizer que, como boa pessoa criada no evangelho, volta e meia eu tô procurando livros sobre o assunto... pra ler... obviamente.
É que o tema "religião" me interessa deveras, sabe como? Foi esse o motivo pelo qual comprei o livro ao lado. A compra se deu na Bienal 2013, ele me custou 10 dilmas R$ 10,00 (porque a moeda chamada dilma tá inflacionada pra caramba) e eu vou te contar que se soubesse que ele era tão interessantinho, já o teria lido antes.

Negócio é o seguinte: o autor do book, um tal de José Gregório González, que eu não sei de onde veio nem pra onde foi, considerando que ele não botou nadica de nada da vida dele em lugar algum do livro, tenta desvendar os mistérios de algumas... como eu posso dizer... peculiaridades do Cristianismo.

Ele fala sobre o que poderia ter motivado o Dilúvio, de Noé; o que poderia ser a Arca da Aliança (aquele artefato que o próprio Deus teria mandado Moisés construir e que acompanhou o povo de Israel por muitos anos); fala também de alguns fenômenos como o dom de visões, as aparições Marianas, e outros detalhes que eu nem sabia que existiam...

Além disso, ele fala também do que poderia ter acontecido com o Santo Graal, o Santo Sudário, a Lança Santa... Além de algumas visões, incluindo a apocalíptica e a de São Malaquias... E também de alguns códigos secretos que a Bíblia poderia conter, para os atuais dias...  Tudo isso considerando o lado espiritual (ainda que, por vezes, de forma irônica) e o lado científico... O que eu achei até legal, porque te dá espaço pra você tirar suas próprias conclusões das coisas.

Mas pra parar de falar o que o cara fala... e porque eu tô com preguiça de escrever a sinopse... e se tu se interessar também... e se conseguir enxergar alguma coisa.... Dá uma olhada aí no verso do livro:


.... Tudo isso em apenas 220 páginas... Ou seja, negocinho é resumido pra caramba... Mas, num preocupa não que dá pra ter uma ideia do que o cara tá querendo dizer...

Eu, pessoalmente, queria recomendar o livrinho para muitos cristãos, já que negocinho é de fato interessante pra conhecermos mais sobre o que falamos e pra termos outras visões do mesmo assunto...

E para os mais "acristansados" vou dizer uma coisa... Preocupa em mudar de ideia sobre algumas coisas não, meu nêgo, porque eu li o livro todinho e vou te dizer que só terminei com a certeza de que Deus é Deus e ponto... Sem mais delongas, para não incorrermos em polêmicas.

Apenas dois  destaques:

Pra mim é assim: Não importa se a Arca da Aliança era "um tipo de sistema técnico de natureza nuclear". Tudo bem... Vai que fosse... Mas também é preciso ser muito Deus pra instruir um homem a fazer um negócio desse tipo naquela época... E estamos falando de vááárioos anos antes de Cristo, só pra gente se situar...

Outro destaque é o Dilúvio e a Arca de Noé que, de acordo com o autor do livro, não foi um fenômeno cristão, já que Noé teria meio que plagiado o evento de um outro cara, de outra religião, que teria nascido aaanoos luz antes dele... Rapaaazzz, eu vou te dizer uma coisa: sendo Noé ou não sendo Noé, é preciso ser muito Deus pra antever algumas catástrofes climáticas e ensinar exatamente como um cara daquele tempo, ou de antes daquele tempo, deveria construir uma arca que não afundasse nas primeiras horas... E estamos falando de vááárioos anos antes de Cristo, só pra gente continuar se situando...

E agora que concordamos que Deus é Deus... E ponto (ou não concordamos, dependendo da sua crença ou descrença). Nós vamos concordar também que o homem é o homem (um tanto lógico, meu caro Watson).
Então se Deus é Deus pra fazer o milagre que bem entender, na hora que bem entender, da forma que bem entender... Concluamos que o homem é o homem pra tentar forjar o que tiver ao seu alcance, e isso é algo que a gente não pode negar de forma nenhuma... né?

E nas passagens do livro em questão, é claro que a gente chega a questionar alguns "milagres" ou coisa desse tipo... Afinal, já diria nosso Senhor Jesus Cristo... "Vamos dar a César o que é de César e a Deus o que é de  Deus".

Amém!

Lembrando que é dessa forma que EU vejo as coisas tá, coleguinha? Permita Deus ninguém queira bater em mim por isso... rsrsrs

Bom Final de Semana pra Vocês!

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...