QFLD: Look Dele - Resolvendo Casório!

Ainda no ritmo procurando-lugar-pra-casar, eis o look do noivo/modelo/fotógrafo para tal andança. 

Assim como eu, ele escolheu uma roupa pau-pra-toda-obra e, assim como eu, sapatinho dele também ferrou com seu pé... rsrsrs... Mas... O que interessa é o importa e o que importa é que, afinal, estamos vivos... e o dia foi bem proveitoso! rsrs

Espia aí, Pessoa.















Engraçadinho ele, né? rs

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
Créditos: Bermuda e Camisa by Filó&Fulano / Sapato by ninguém lembra.

TFLM: Look Resolvendo Casório!

Sábado passado Evandro, minha irmã, sua prole e eu fomos bater perna procurando lugar pra casar... Siim, bora ver se dessa vez sai...

Diazinho tava meio indeciso, então resolvi usar uma blusa que, apesar de ter manga comprida, é levíssima, e um short que já está careca de aparecer por aqui. Procurei, como sempre, ser o mais básica e confortável possível, o que acabou sendo ótimo, porque ao invés de visitar um lugar só, como pretendíamos, acabamos indo a 4 casas de recepção... 

Depois a gente foi bater perna no shopping pra comprar meu smart, já que o outro faleceu de vez (juro que esperei se esgotarem todas as possibilidades, antes de comprar um novo) e Evandro acabou comprando um livro, que dessa vez não foi pra mim, coisa que lamento profundamente... :( ... Sim, porque eu tô de dieta de comprar livro, mas... nada me impede de recebê-los de presente, né não? kkkk

Então foi assim que a roupa foi bem escolhidinha... Coisa que não posso dizer do sapato. Comprei esse Beira Rio modelo Channel há uns 2 anos e essa foi a primeira vez que usei, pra fugir um pouco da sapatilha de todas as batidas de perna deste blog... O nome do calçado é complementado com "conforto", mas de confortável ele tem é nada, eu digo logo! Pezinho ficou numa situação difííícil, tadinho...













Que achasse?

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
Créditos: Blusa e Short by Filó&Fulano / Sapato Beira Rio by Riachuelo / Relógio ganhado de presente da titia / Bolsa by Feira da Madrugada/SP.

SFC: Dica de Livros Baratos - Estante Virtual!


Clique e entre no site!
Foto retirada de: macmagazine.com.br
Eu acho que prometi, no século passado, lá na página do LD no face (#curte aí) falar sobre a Estante Virtual aqui no blog. Então hoje vim finalmente cumprir essa minha promessa.

"Mas o que é a Estante Virtual, D. Adna Maria?" - vocês me perguntam. 
Pera, eu respondo: "Não sei!". rsrsrs
Nãããooo, mentiraaaa! Eu sei siiimmm... Conheci o site ano passado, quando uma amiga minha perguntou se eu já comprava nele...

Reproduzindo a conversa: 

Amiga Informante olha pra mim: - "Tu já comprasse na Estante Virtual?"
Amiga Desinformada, no caso eu: - "Não. De que se trata?"

Pausa para o olhar boquiaberto... (Cês sabem de que tipo de olhar tô falando? Não?? Cês pensam que tô inventando né? rsrs... Bem, é provável que eu esteja inventando mesmo... Mas pensa naquele olhar de Heloísa Périsse na personagem de Tati... Pra mim isso é um olhar boquiaberto... rsrsrs)... 

Então... Pausa para o olhar boquiaberto da Amiga Informante, que devia estar pensando algo do tipo: "Meu Pai, pruma pessoa que se diz mega leitora, essa Amiga Desinformada tá ruim"...

Outra pausa para o olhar inibido da Amiga Desinformada que, no momento, estava totalmente sem graça...

Voltando à conversa:

Amiga Informante explica para Amiga Desinformada: "É uma reunião virtual de sebos. Os livros no site são baratíssimos! Procura lá no google e dá uma conferida! Comprei 3 livros por R$ 18,00!"
Amiga Desinformada responde para Amiga Informante: "Oxeeee!! Preciso desse site na minha vidaaaa!!"

... E foi assim que eu fiquei conhecendo a Estante Virtual e não me desgrudei mais... 

Agora conheça os benefícios e os não tão benefícios assim do site:

Prós: 
  • Os livros realmente são baratíssimos: Pra tu ter uma ideia de preço, já cheguei a ver livro lá por R$ 15,00 que nas livrarias da vida era R$ 45,00. 
  • O site é deveras confiável: Já fiz diversas compras e a grande maioria chegou em casa antes de 15 dias... Alguns sebos chegaram a enviar rápido o suficiente para que o livrinho chegasse ao 4º dia corrido na minha casinha... Até agora um único sebo não enviou o produto, mas aí eu entrei em contato com o pessoal da loja e do site e eles reembolsaram o valor rapidinho... Uma dica que dou é não deixar de olhar o Feedback lá, porque o chato disso tudo é você passar diias ansiosa por um livro que acaba não chegando... \o/
  •  Negócio é sebo e sebo é de livros usados, cês sabem né? Mas os livros usados de lá vem em ótimo estado e algumas lojas chegam a oferecer livros novos também... É só tu dar uma pesquisadinha melhor...
  • Trabalham com cartão ou no boleto bancário.


Contras: 
  • Pelo que notei só recebem visa ou master e eles não dividem os valorzinhos... Ou seja: dá nem pra gente se empolgar comprando muito... Olhando isso de um ponto de vista econômico, pode até ser bom... Mas olhando com um olhar de viciado, é péssimo! Então, pra mim, é um ponto negativo, considerando que na Cultura eu compro em até 3x sem juros e no Submarino em até 12x... sem juros.
  • Além do mais, a grande maioria dos produtos tem frete (eu sei que isso não chega a ser um "contra", buuut... em algum lugar eu tinha que dar essa informação, tu num acha não? rsrs). É por isso que sempre faço cotação antes da compra: Livraria Cultura, Estante Virtual e Submarino... Porque às vezes negocinho sai pelo mesmo preço na Cultura, ou a promoção do Submarino "cobre a proposta", com parcelas fixas mensais... rsrsrs... (mas isso é só às veeezes... Na maioria dos casos, mesmo com o frete, o produto continua baratinho). Tem mais, viu: ultimamente, nessa minha onda de economia, tô dando uma olhadinha melhor na localização dos sebos... Porque se eu encontrar aqui perto de mim com precinho camarada, vou pessoalmente na loja e nem preciso pagar frete né mermo? rsrs
Então essa foi a dica do LD pra você, caro leitor, que assim como eu, ama ler e sofreeee de pobreza viciática literária (Hã?? Nem perca seu tempo em procurar esse termo no google, pelamordeDeus!)

Gostaram?

Abraços, Beijos e Bom Final de Semana pra Todo Mundo!

Adna Maria.

QFB: Protetor Solar Mary Kay!

Eu comprei esse protetor da Mary Kay porque precisava de um protetor solar facial e a revendedora garantiu que ele não deixava a pele oleosa... ... ... (as reticências refletem a minha frustração do momento, só pra vocês saberem).

A conversa foi mais ou menos assim:
Inteligência Pura (no caso, eu), diz: "Vou comprar pra botar no meu rosto, que é deveras oleoso... Tem certeza que ele não vai agravar a situação? Porque eu uso o da La Roche e ele deixa minha pele ok o dia inteiro..."
A revend: "Tenho certeza! Pode comprar sem medo!".

Aí a Inteligência Pura (que no caso sou eu) compra o negócio mesmo sabendo, no fundo, que não vai dar certo. A Inteligência Pura vai à praia e taca o negócio no rosto. Agora, adivinha o que acontece? Isso mesmo, minha querida amiga leitora... O rosto da Inteligência Pura fica melequento de óleo puro! Como é que você adivinhou isso? E como é que eu compro o negócio mesmo sabendo que não vai dar certo?

São nessas horas que aquela vozinha interna que às vezes a gente encaixota nos fundos da nossa mente pergunta: "Minha filha, você é burra?"
E ela mesma responde: "Não, você deve ser muuuitoo burra!"... ... ... (nova frustração no pedaço).

Agora me digam vocês, pra quêêêêê eu invento de ouvir uma consultora que não entende da minha pele como EU entendo? Caraaabaaaaa... ... ... (frustração)... Nem na embalagem do produto vinha dizendo que ele era pro rosto, apesar de ser oil free, caramba!

Enfim, a moral da história é essa:

  • Se você quiser comprar um protetor solar pro rosto, não vá de Mary Kay, Pessoa. 
  • Procure protetores solares que tenham nitidamente descrito na embalagem: protetor facial... ou para rosto... ou para cara... ou com qualquer nome que se refira à parte da frente da sua cabeça. E, claro, que sejam oil free... Mas atenção: a maioria vem dizendo isso, mas no fundo no fundo... Rhum! Cê só sabe quando botar na pele.
  • Se você comprou o produtinho antes de ler essa resenha, pode deixar, eu me frustro por mim e por você... ... ... ... ...

E digo mais:
usei esse negocinho no corpo também e vou te contar que ele não vai nem vem... Só posso dizer que me agradei do cheiro e... só!
Precinho é de R$ 50,00 e, definitivamente, pra mim não valeu. #revoltada!

Vou usá-lo apenas na praia como protetor corporal que ele de fato é, mas deixo uma observação: usarei somente porque já comprei mesmo, porque se eu tivesse que escolher um protetor corporal, ficaria com o spray da Avon que, além de cheiroso, é prático, não mancha a roupa e ainda deve ser mais barato que esse (não sei exatamente o preço porque ganhei um frasco do meu cabeleireiro bonzinho... rsrs).

E tenho dito!

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

QFLD: Look de Domingo!

Esse foi um look que Evandro usou num domingo desses aí, primeiro pra encontrar uns amigos e depois para ir jantar... comigo, claro! kkkk...

A camisa foi comprada na C&A há séculos e acho que essa é só a segunda vez que ele usa... Resolvi extraí-la do guarda-roupa para que ela faça jus ao preço, né não? Afinal, o LD está fazendo um movimento revolucionário: Chega de roupa parada no armário! Bora fazer esse negócio andar, meu povo! Se a gente comprou é pra usar, ora essa... Ajoelhou? Tem que rezar! Ou não? rsrs

Simbora ver o look dele (que eu já tô falando besteira)?








E então, o que acharam? Lindo, o meu amor, né? rsrsrs

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
Créditos: Camisa by C&A / Calça by Filó&Fulano / Sapato by Esposende Calçados / Óculos Chilli Beans / Relógio by... by... by... Ih! Esqueci! Amor, tu comprou aonde mesmo? rsrs

SFQC: Gelatina Arco-Íris by Evandro Prazeres!

Lembra que eu disse que ia trazer aqui tudo o que fosse de barato pra substituir o caro? Então, existe coisinha mais barata do que gelatina? Com apenas R$ 1,00 tu já faz uma bela receitinha, Fulaninha! E o melhor de tudo é que além de economizar dinheiro, tu economiza calorias também! Afinal, gelatina é um dos alimentos mais saudáveis (extraída da pele, das cartilagens e dos ossos bovinos) e menos calóricos que existem por aí. Por ser rica em colágeno, ela é boa pra pele, pro cabelo, pras unhas...  Eu só acho que a gente tem que tomar certo cuidado com o colorante das coloridinhas, que é o que de fato "pega", né não?

Simmmm, promessa é dívidaaa... E como eu prometi, vim aqui trazer a receitinha da Gelatina Arco-Íris que fiz com Evandro... (não, não... quero dizer: que Evandro fez)... final de semana retrasado, lá pelas bandas da cozinha de casa. Então, simbooooora conferir?


INGREDIENTES:                                                                           
  • Caixinhas de Gelatina em Pó (cores diversas);                                
  • Leite Condensado;                                                                             
  • Leite de Coco (no nosso caso não fizemos com leite de coco, porque não tínhamos em casa mesmo... Evandro insistiu em que eu colocasse aqui porque disse que a receita certa leva esse insumo, afinal de contas); O coco vai junto com o leite condensado, pra fazer a camada mais "consistente";
  • Água;                                                                                            
  • Óleo.





MODO DE PREPARAR:
  • Para cada caixinha, cê vai usar 500ml de água, aproximadamente. 
  • Leve 250 ml dessa água ao fogo e, quando estiver fervendo, derrame o conteúdo inteiro de uma caixinha dentro, apenas para dissolver. Assim que dissolver o pó na água, derrame os outros 250 ml de água fria e separe o líquido em duas porções iguais, em potes separados. 
  • Unte uma fôrma com óleo (beeemmm pouquinho óleo) e depois passe um papel toalha nela pra tirar o excesso. O óleo é apenas para ajudar a gelatina a desgrudar da fôrma depois. 
  • Derrame uma das porções na fôrma e leve ao freezer por 20 minutos (a depender da potência do seu freezer). 
  • Enquanto congela, cê já vai preparando a outra porção, porque negocinho é demorado...
  • Na outra porção da mesma cor, acrescente duas colheres (sopa) de leite condensado e 2 colheres (sopa) de leite de coco. (lembrando que nós só fizemos com leite condensado). Misture bem. 
  • Assim que tiver passado os 20 minutos de freezer e a primeira gelatina que cê colocou tiver durinha (mas atenção: ela tem que tá durinha mesmo, se não quando cê for derramar a segunda camada por cima, mistura tudo, tá?), aí você coloca essa segunda misturinha como segunda camada. 
  • Vá repetindo o procedimento com todas as cores que você tiver por aí. Abaixo tem uma foto pra clarear melhor suas ideias:


Sacou?? Então continuando...
  • Depois que todas as camadas estiverem sobrepostas e depois que a última já tiver pago sua etapa de 20 minutos no freezer, cê tira a fôrma do freezer e bota no refrigerador normal. Deixe lá umas horiiinhas, pra ficar mais consistente...
  • Hoooras depois, quando cê já não aguentar mais esperar e quiser comer logo o negócio (afinal, ninguém é de ferro), você desembrulha a fôrma do plástico filme (bom colocar, pra gelatina não pegar gosto dos outros alimentos da geladeira) e passa a fôrma leeevemeentee no fogo... Não encosta muito, pro negócio num derreter e desandar de vez, visse, Criatura?! É uma passadinha de longe e de leve, só pra ajudar a desenformar. Espia nessa foto aqui de baixo: 


Desenformou? Pronto? Agora cê vai fazer a alegria da garotada... E a sua também, claro! Fique à vontade!




Essa aqui nós fizemos no sábado, mas não ficou lá essas coisas de bonita, olha:



Agora, eu preciiiisooo falar uma coisa aqui, se não Evandro desiste de vez de ser o cozinheiro do LD.
Sempre que a gente vai procurar ingredientes pra fazer receitinha, a gente traz o mais barato que encontramos pela frente... Mas dessa vez não tivemos sorte. Sabe quando o barato sai caro? Foi o caso dessa gelatina aí embaixo. A gente pensou que tava economizando cerca de R$ 0,30, mas no final das contas, perdemos foi R$ 0,70... Primeiro, o negócio formou gelo igual picolé. Segundo, passou mais de 40 minutos no freezer e depois ficou horas no refrigerador e não "gelatinou" de jeito nenhum! Resultado: foi pro lixo!


Mas e aí? Gostaram da receitinha boa, bonita, barata e saudável (exceto pelo leite condensado?rsrs) Espero que sim...

Abraços, Beijos, Boa Semana pra Todo Mundo!

Adna Maria.

SFC: O Poder do Hábito - Livro!


Eu lembro como comprei esse livro... Estava vendo um dos vídeos no Man In The Arena no YouTube e um convidado o indicou como uma de suas leituras preferidas. Aí, dias depois, dando uma passeada na Livraria Cultura, eu o vi por lá e não pensei duas vezes... Trouxe pra casa!

Eu sei porque comprei esse livro... Acho que na época eu tava querendo fazer academia e pensei... "Bem... Talvez ele me ajude a disciplinar minha mente para tal objetivo, pois não?" 

Pois não! Porque "O Poder do Hábito" não é um manual prático de como coordenar sua mente para o preferível. Ou seja, já tomei um fora de leve. Ele apenas explica, e muito bem, diga-se de passagem, porque agimos como agimos pessoalmente, no trabalho e na sociedade. Ele nos ajuda a entender nossa mente pra, quiçá, talvez, um dia, se você quiser se esforçar muito... tentar substituir os hábitos existentes na sua vida por outros.

Então bora começar.

O autor aí é repórter investigativo do New York Times e eu, de cara, fiquei imaginando porquê cargas d'água um repórter investigativo iria querer escrever sobre hábitos... Talvez eu esteja sendo ignorante? Bem... Talvez eu esteja sendo mesmo ignorante, fazer o quê? Mas pelo que entendi, o impulso foi algo relacionado ao hábito de comer rosquinhas e estar ganhando peso... Bem... Deixar estar.

O livro tem 405 páginas, porém 104 são dedicadas a notas explicativas e índice remissivo (coisa que, cá pra nós, eu acho um saco). É dividido em três partes, sendo:

Parte 1 - dedicada aos "hábitos dos indivíduos": Narra casos em que pessoas pararam de fumar ou beber, simplesmente (ou não tão simplesmente assim) trocando de hábitos. Fala sobre a parte de nosso cérebro responsável pelos hábitos, o que acontece quando eles assumem o comando e como isso pode ser também benéfico, à medida em que fazer algo automaticamente dá espaço ao nosso cérebro para obter novos conhecimentos
Parte 2 - dedicada aos "hábitos de organizações bem-sucedidas": Casos de empresas como a Target, que procura conhecer os hábitos dos seus clientes a fundo para influenciar suas compras. Também narra casos em que agir unicamente pelo hábito mostra ser prejudicial e até babaca  para certas organizações (posso fazer nada se foi assim que entendi o negócio! rsrs).
Parte 3 - dedicada aos "hábitos de sociedades": Como uma insatisfação com hábitos enraizados (como exemplo, a segregação racial dos anos 50 nos EUA) quando chegada ao limite, pode desencadear atos libertários, se bem disseminada.

Genericamente, aprendi que os hábitos podem ser prejudiciais ou favoráveis a quem quer que seja. E eles são adquiridos à medida em que fazemos algo progressivamente, mesmo sem vício ou vontade aparente. É que, ao passo que vamos realizando atividades progressivas, nosso cérebro se acostuma a executá-las a tal ponto que por si só é programado diariamente para, automaticamente, assumir o comando dessas atividades... E esse é o motivo pelo qual é tão difícil a gente se livrar de algum vício.

Uma boa definição de hábito foi dada por William James, uma pessoa que decidiu, em momento de profunda deprê, desafiar-se: ele passaria um ano acreditando que tinha controle sobre si mesmo e que podia melhorar. James disse assim: 
"Os hábitos são o que nos permite fazer uma coisa com dificuldade da primeira vez, mas logo fazê-la de modo cada vez mais fácil e, por fim, com prática suficiente, fazê-la de modo semimecânico, ou com praticamente nenhuma consciência".
Então, após praticar a mudança em todos os dias do ano seguinte, James casou, começou a lecionar em Harvard e se tornou escritor e um dos fundadores da psicologia moderna... E isso veio de alguém que anteriormente sofria de problemas físicos e transtornos psicológicos. Alguém que não conseguia terminar o que começava. Alguém que chegou a pensar em suicídio diversas vezes...

E antes que eu resolva me tornar advogada de defesa, vamos para o final do livro...

Já no finalzinho do livro, para tentar levar um pouco dessa teoria à prática, Duhingg, o autor, argumenta que se acreditamos que podemos mudar, e se fazemos disso um hábito, a mudança se torna real. E aí ele dá algumas diquinhas básicas pra nós aqui:

1. Treine diariamente o cérebro;
2. Reprograme (fazemos isso à medida que vamos substituindo um hábito, ou uma fase do hábito, por outro);
3. Procure diagnosticar as fases do hábito (deixa - o impuslo / rotina - o ato / recompensa - o que se sente depois do ato).

O livro é gostoso de ler à medida que exemplifica com casos reais de pessoas reais, ou empresas reais, ou movimentos sociais históricos (precisa dizer "reais" aqui também? Acho que não né?). É um livro que quero sempre ter disponível para reler vez ou outra. É um livro que quero recomendar pra você aí do outro lado também... Cê vai gostar dele, criatura, tô te dizendo...

E finalizo esse extenso post dizendo mais: Não custa tentar! Né não?

Eu tô tentando... E tu?

Abraços, Beijos, Ótimo Final de Semana pra Todo Mundo!

Adna Maria.
P.S¹: Eu sou o exemplo em carne e osso de que quando queremos algo de verdade, a gente vai atrás. E é assim que a gente consegue.
P.S²: Eu sei que o negócio de reprogramar a mente é meio chatinho... rsrsrs... Pode ser bom, pode ser favorável, pode até ser o preferível na vida de uma pessoa... Mas é chato. E é nessa chatice que consiste a vontade de não fazer (Eita! Fui profunda agora, cê viu? Ahhh, vai dizer que cê nem me nota? rsrs). Fato é: o que é "ruim" às vezes é mais legal. kkkkk... Mas... Triste dizer que essas coisinhas chatas da vida às vezes são as mais indicadas...
P.S³: Danny Toledo, tu viu que eu aprendi direitinho o negócio da citação no blog? kkkk... Bjos!

QFB: Shampoo a Seco Funciona Mesmo?

Faz tempo que comprei esse shampoo a seco, assim como faz tempo que prometi, lá na página do LD... (curte aí)... fazer resenha dele aqui no blog. E eu já teria feito essa tal resenha, se a minha mente não tivesse dando uma de esquecida ultimamente. Mas, agora que ela resolveu lembrar... simbora sem perda de tempo? Bora, bora, bora?

A compra se deu porque:
1. Tem dia que não tem jeito. Não dá tempo de deixar os cabelos lindos, limpos e cheirosos meeesmoooo!!
2. Eu queria ver se ele funcionava de verdade e, principalmente, se funcionava em cabelos quimicamente tratados, como o meu.

Na verdade, eu desacreditava um pouco disso, que não vou mentir! Pensei que, de cara, meu cabelo ia ficar uma bucha desgrenhada, sabe como? Por isso, comprei a pequena lata. Porque se não desse certo, eu não teria gasto muito...

Negócio é o seguinte número 1: Deu certo. A nível de arranjo de última hora, ele é ótimo! Realmente tira a oleosidade do cabelo, deixa no formato certinho (o meu estava ondulado e continuou ondulado, na forma da escova que eu tinha dado, como vocês verão na foto aí de baixo) e deixa as madeixas cheirosinhas (coisa que não dura o dia todo, mas tá valendo). O melhor de tudo é saber que ele não agride os cabelos... Mesmo assim, use com moderação... rsrsrs

Negócio é o seguinte número 2: Mesmo o produto sendo ótimo pra emergências, ele deixa o cabelinho durinho, sabe como? Fica assim meio... como eu posso dizer... Pera que tô procurando a palavra... (e meia hora depois a pessoa lembra do termo)... Ele deixa os fios enrijecidos. Ou rangendo, caso você prefira. Ah, e nem pense que seus cabelos estão limpos de verdade viu? rsrsrs... Negócio é só pra tirar a oleosidade e deixar um cheirinho mesmo. 

Esse aí que comprei, da charmming, não deixa resíduos. É só seguir o passo-a-passo descrito no produto e você tem um resultado rápido, simples, indolor... rsrsrs... Negocinho me custou R$ 10,50 e durou apenas duas aplicações (quando eu fui botar no cabelo pra mostrar o antes e depois e tirar fotos melhores do que essa aí de baixo, descobri que tinha acabado...).


Se eu penso em comprar de novo? Penso sim... E é o que vou fazer assim que meu planejamento econômico me liberar... rsrsrs

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
P.S: Peço perdão pela qualidade da foto... É que ela foi tirada do meu finado smartphone... :(

QFLD: Paintball!

Outro dia, Evandro resolveu reunir o clube dos bolinhas pra ir passar uma tarde juntos nessa aventura que é o Paintball. Foi todo mundo: sobrinho, primo, amigos, amigos de amigos, amigo de trabalho da namorada, primo do amigo de trabalho da namorada, enfim... Só não foi a própria namorada né? Claro que eu num apareci nem perto do estiloso parque. Num sou lá muito fã dessas coisas não... Maaass, como sempre existe um maass... Fiquei bem atenta ao que a galerinha masculina tava planejando e resolvi vir contar tudinho aqui nesta Quarta-Feira que é dele... hehe...
Então hoje o look do dia masculino vai ser beeeemmm inusitado... Será um Look Paintball.

E pra você que tá a fim de se aventurar também no jogo das bolinhas coloridas, o que eu consegui apurar foi o seguinte:

1. Lembra daquela brincadeira de barra-bandeira que a gente fazia quando era criança? Pois então, é mais ou menos assim que o negócio funciona. Uma equipe tentando tomar a bandeira da outra, invadindo seu território. Só que neste jogo eles brincam com marcador (espécie de pistola) e bolinhas de tinta.
2. Reúna uma galera grande pra ir jogar, mesmo que você nem conheça todo mundo... Afinal, é um ótimo momento pra conhecer gente diferente, né não? E fica divertido de qualquer jeito. Tipo, tente fazer um time de 20 pessoas. Par, pro negócio ficar bem distribuído. 
3. Vá com calça e camisa um tanto velhinhas ou, se preferir, alugue essa roupa específica aí de baixo, que é disponibilizada no próprio campo do jogo a um valor de R$ 7,00 a R$ 10,00.
4. No campo, você precisa estar sempre com o equipamento de segurança, no caso a máscara e o colete (esses eles disponibilizam lá, sem cobrar)... é que essa bolinha de tinta dói e causa até hematomas, sabia?
5. O valor da entrada gira em torno de R$ 25,00.
6. Vá disposto a sentir dor, eu acho. rsrsrs

Agora espia mais ou  menos como foi o negócio.










PelamordeDeus, eu não quero que fiquem pensando por aí que o LD tá fazendo apologia à violência, mostrando arma por aqui... Esse marcador (espingarda) que o povo tá mostrando, faz parte do jogo e é brinquedo de adulto, tá bom?

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...