Timidez que Não se Mede!

Você é tímida? Então deixa eu me apresentar: - Hello! I'm Adna Timidez! Adna por parte de batismo (aliás, de batismo não, que eu ainda sou pagã, para os católicos. Digamos: por registro de nascimento, que fica melhor né?) e Timidez por parte de um problema muito sério que tenho na minha vida... Esse acanhamento, muitas vezes confundido com nariz empinado, que teima em ser minha sombra, queimando meu filme por aí! Haha

Pra cê ter uma ideia, eu faço manutenção de aparelho ortodôntico mensalmente, há 3 anos! Em toda manutenção eu entro muda-saio calada. No dia que falei alguma coisa de cunho mais pessoal pra minha dentista (que é sempre muito simpática a despeito de mim), ela me deu um sorrisão tão grande e bonito que fiquei espantada! kkkkkk... O que me fez pensar... Talvez a gente precise apenas abrir um espacinho de nada, pras coisas fluírem né não? Muitas vezes nós mesmos criamos o distanciamento que criticamos na outra pessoa... rsrsrs... 

E é aí que penso nos momentos desperdiçados, nas coisas que deixei de fazer, nos discursos previamente e mentalmente ensaiados - e não verbalmente discursados, por causa desse meu lado sombrio... Porque minha mente é bloqueada (ainda é!) por um apagão que se dá exatamente quando os olhos alheios estão fitos em mim... Triste, muito triste!

Mas eu tenho uma notícia boa pra dar... Estou atentando contra minha própria natureza pra mudar isso... Porque entendo que passar pela vida sem certas superações não é a melhor coisa que você pode fazer pra dizer que VIVEU, no sentido pleno da palavra. E a vida é tão curtinha né? E os dias são tão rápidos... E as horas passam na sua cara, correndo como se estivessem atrasadas pra pegar um trem bala... E você lá, de espectador, só olhando, só pensando, só criticando, só envelhecendo, só reclamando... e não vivendo... Triste, muito triste!

Então, aos 31 anos de idade, decidi me libertar dessa querência de bastidor... Porque quem quiser passar pela vida de mal dela que paaaasse... o que eu quero é viveeerrr. Claro que não digo isso a todo custo. Claro que entendo, e respeito, que o meu direito termina onde começa o do outro. E claro que tento amar a Deus àcima de tudo e ao próximo como a mim mesma, conforme os princípios bíblicos. Mas é clarooooo também que eu não vou deixar que outras pessoas vivam a minha vida, porque eu também sou gente (POW... rsrsrs) e tenho opinião formada sobre as coisas. E se eu tiver que mudar de opinião, que seja por mim mesma... e não por conceitos pré-concebidos ou vontades de outras pessoas, que se acham no direito de ditar normas para vidas alheias... #apenasumdesabafo.

Aí eu queria compartilhar aqui umas coisas que tenho feito pra tentar colocar essa Adna Timidez um tantinho de lado. Porque assim... Quem sabe né? Você pode ser tímida feito eu, e necessitar de um empurrãozinho básico... rsrsrs...

Então como diria Anitta (é esse mesmo o nome da pessoa?): PRE-PA-RA!

1. Curso de Vendas: como comecei a trabalhar nessa área, precisava de um curso que me fizesse entender que vender não é um sacrilégio! rsrsrs... Tentar oferecer aquilo que as pessoas querem ou precisam não é nenhuma tarefa do outro mundo, agora eu sei! Mas na época morriiiaa de vergonha de fazer isso. Até que o curso (composto de todo tipo de gente, até de estudante de direito), me fez ver que todo mundo sempre quer vender alguma coisa... quer seja sua imagem, seu produto, seus serviços... Foi ótimo! Me livrou, um pouco, do peso da consciência que, desesperada, me acusava de estar tentando, desavergonhadamente, meter a mão no bolso das pessoas! kkkk...

2. Curso de Inglês: ajuda à medida em que você tem que passar pelo ridículo de falar uma língua que não sabe, pra todos ouvirem e rirem de você... na sua cara! kkkkk... A parte boa é que o grupo é pequeno e você sabe que todo mundo ali tá passando pelo mesmo ridículo que você! Mas tu aprende que é muito mais confortável falar uma língua que conhece. E só isso facilita bastante o processo de entendimento entre as partes. rsrsrs...

3. Curso de Negociação: nesse curso que fiz pelo sebrae (de grátis), a professora obrigava todo mundo a falar, mesmo sem a pessoa estar lá muito animada pra isso. Imagina você (no caso, eu), tímida do jeito que é, ter que olhar nos olhos de outra pessoa, seu oponente momentâneo, pra tentar uma negociação em que todos saiam ganhando, ou que pelo menos você não saia perdendo! Tu tem que achar palavras da profundeza da tua alma, pra não se deixar abater no "embate"... rsrs

4. O Blog: este tem me ajudado deeemaaaiisssss... aqui eu me sinto mais solta pra me expressar, pra interagir, pra dar a cara a tapa... com fatos, fotos e palavras que nem sempre vão agradar... E tenho ao máximo tentado levar essa desenvoltura pro meu mundo real...

5. YouTube: pode parecer besteirinha, mas assistir vídeos de outras meninas no YouTube, me ajuda bastaanteeee. Primeiro, porque eu logo penso: se elas conseguem, porque eu não vou conseguir? Se elas podem, porque eu não vou poder? O que nos diferencia? Segundo, porque noto que nada nos diferencia a não ser a ousadia... Então...?

6. Praticar: a superação da timidez é um exercício diário que temos que fazer. Não adianta fazer vários cursos e não ter coragem para dar um passo a mais. Porém, ninguém muda de um dia pra outro, eu sei. Uma coisa que tenho tentado é fazer algo diferente do que eu normalmente faria... aos poucos. Porque se me proponho uma mudança drástica, sempre vou adiar essa mudança pro dia seguinte... e a bagagem vai se acumulando ao longo dos anos... e mais tarde esse vai ser um fardo bem difícil de se levar, ou de se arrumar. Mas se eu me proponho mudanças pequenas, mas constantes, aos poucos vou eliminando item por item dessa mala sem alça que me atrapalha a caminhada...

... E, num futuro muito próximo... quero fazer um curso de oratória... quem sabe esse não seja a cereja no topo do bolo né? rsrsrsrs...

Bom Final de Semana procês!

Abraços e Beijos!

Adna Maria.





Look Casório com Ele!

E aí, conforme prometido, este post (muito especial) vem com o look casório de Evandro. Não, não o nosso casamento (e por falar nisso, quando será o grande dia mesmo hein, amor? rsrsrs). 

Como vocês verão, eu também sou péssima na arte de fotografar (meu Pai, tô começando a achar que não tem nada que eu seja boa nessa vida...). Pra não me deprimir muito, vou dar a desculpa de que ele tem 1,80 e eu 1,51... São 29 centímetros de diferença, então fica meio difícil focar né? kkkkk... Finge que acredita!

Para ele, queríamos um coisinha basiquinha mas elegantinha, então decidimos manter o paletó e tirar a gravata, pra quebrar a formalidade da roupa... Acho que essa camisa fez isso perfeitamente né? Só faltou arrumar um pouquinho a camisa e o paletó, pra não ficar parecendo que uma manga estava longa demais e outra estava curtíssima, mas tudo bem... a gente releva! rsrsrs... Tarefa da fotógrafa ver esse tipo de coisa, mas ela devia estar sentindo muita dificuldade em enquadrar a foto e, muito profissional, deixou o detalhe escapar... aiai...



E essas foram as fotos de dentro da festa... sem máquina boa... 
 ... Com os meninos e agregados do Chorume. A partir da esquerda, Edson, Dean (que tava fazendo niver nesse dia... Muitas Felicidades, Hayhurst Dean!), Evandro e Adriano.

Então... O que acharam? Satisfeita, Adry Oliveira? Gostasse? Num é um charme, o meu amor? rsrsrs

Abraços e Beijos!!

Adna Maria.                                                          

Look Casório!

Não, eu não sou indecisa. Pra vocês terem uma ideia, pra ir num casamento esse final de semana comprei dois vestidos - eu disse DOIS! Depois comprei um sapato, que afinal de contas não usei. Ou seja, compra desnecessária. Dinheiro parado, conforme tenho estudado em Consultoria de Imagem. Aí vou postar as fotos aqui e não consigo definir as mais interessantes... Acabo postando tudo - ou quase tudo. 

Bem, como eu teria aula o dia todo, na data do casamento de minha amiga Feia mais Lindaaaa, tive que me produzir toda um dia antes, pra definir com qual roupa eu finalmente iria... Ainda bem que fiz isso, e é uma dica que dou aqui. Principalmente se você é tão indecisa quanto eu, é conhecida em sua roda de amigos como A Pessoa que chega tarde aos eventos e tem amigos tão críticos quanto os meus... né, amigos maravilhosos que amo tanto?? (a parte do "maravilhoso" é botada de lado quando sou criticada... mas o amor é verdadeiro... rsrsrs).

Mais uma vez me dispersei, mas o ponto é que quando você sabe exatamente o quê combina com o quê (numa espécie de "prova de look antecipada"), consegue uma produção mais rápida, e isso é super-super quando se está apressada. Primeiro, porque você não sai com cara de que tirou a primeira peça do guarda-roupas. Segundo, porque você não precisa gastar hoooraaas decidindo se o sapato que comprou pra festa combina realmente com a roupa, beeeemmmm na hora em que está acontecendo o casório. Terceiro, porque... aí tu complementa, amiga!

Do you understand? Vixe! Tô andando em círculos com isso né? Mas o fato é: eu cheguei em casa perto da hora do casamento pra me produzir e apoiar Evandro na produção dele (inclusive, vou mostrar o look dele aqui também... ahahah), e se eu não tivesse definido, um dia antes, quais peças combinavam, COM CERTEZA correria o risco de ir com o sapato errado, só porque ele era novo... ou então eu teria passado hooooraaaass vendo e revendo a produção antes de me decidir... Aí ao invés de chegar com 2 horas e meia de atraso na festa, eu nem chegaria... e arranjaria uma inimizade pro resto dos meus dias... kkkkk... com exagero e tudo! Aiaiii... diz que me entendeu ou eu me jogo da janelaaaa!! rsrsrsrs...

Acabou que o look casório escolhido foi este:

A escolha das peças: eu queria uma look meio básico, mas que tivesse certa "interessância". Afinal de contas estava indo prum casório né? Acaba que preferi esse vestido ao outro, porque o outro era a-peça-da-pessoa-sem-opção. Fui comprar tudo numa correria danada e, com medo de não encontrar coisa melhor acabei comprando um vestido de malha, ainda que longo e arrumadinho... Depois de efetuada a primeira compra, achei esse vestidinho de veludinho, bonitinho, vermelhinho (que era a cor que eu queria realmente) e decidi ficar com os 2. Hahaha... Aí fui pesquisar por esse mundo internético e descobri que não é legal ir toda trabalhada na malha pra casamentos! rsrsrsrs... Pronto! Decisão tomada! Vestido escolhido!

Com relação aos sapatos, bem... a pessoa aqui estava procurando um peep toe ou scarpin nude, para não ser toda cortada ao meio, o que provavelmente aconteceria caso comprasse um sapato vermelho ou preto. Aí tínhamos o plano A, que consistia no sapatinhoo novinhooo, comprado semana passada especialmente pra festa, e o plano B, que era justamente essa sandália velhinhaaa, comprada em 2010 e cujo uso só se deu três vezes. O sapatinho novinho, apesar de bonitinho, deixou uma produção meio sem gracinha... e não combinou com a clutch. Oxe! Não tive outro jeito que não fosse optar pelo plano B, pra ficar algo mais próximo do planejado. Hahaha...


Então...? O que acharam? 

Engraçado como eu sempre tenho a sensação de que tá faltando algo... principalmente quando decido terminar o post assim, meio de qualquer jeito... mas abafa! rsrsrs


Abraços e Beijos!



Adna Maria.
P.S: Ahhh... Não percam! Amanhã. Cenas do próximo capítulo. (Não entendo porque o povo fala "cenas do próximo capítulo" ... mas tudo bem... eu vou seguindo a canção...)



Não Conte Pra Ninguém!

Imagem retirada do blog: grandequerida.blogspot.com.br
Bem... Como não sei guardar certos segredos... eu contooo! E agoraaaa??? rsrsrs... Partindo da máxima de que é mais divertido você rir de si mesmo do que dos outros (acho que inventei isso agora), vou contar uma coisa que, caso não tivesse senso de humor suficiente, eu tentaria esconder a sete chaves! Mas... Ainda bem que sei rir de mim mesma! rsrsrs

Sabe aquela coisa que você faz que é tipo uma babaquice, uma idiotice, uma burrice, mas que você não tem como achar outra coisa que não seja graça?

Pois então! De vez em quando eu apronto uma dessas... kkkk... faço umas coisas que ninguém acredita, nem eu mesma! 

Deixando de lero-lero e contando: Eu sou um primor na arte de cozinhar. Tipo: me mande cozinhar um arroz e você vai se arrepender amargamente, e pelo resto da vida, dessa sua decisão!

Só pra tu ter uma ideia, na primeira vez que fui fazer purê de batatas botei açúcar no leite... Imagina a maravilha que ficou?? Outra vez fui fazer panquecas e, no final das contas, só o cachorro comeu!
Em um outro momento de minha existência inventei de fazer pudim de iogurte e só eu comi!
#Triste! Foi aí que desisti de vez de tentar fazer algo na cozinha que não fosse ovo cozido, miojo e mingau de chocolate... Mas também faço essas três especiarias como ninguém... Avááá... Meu sobrinho adora meu mingau... Outro dia ele mesmo tava dizendo que ia me pedir pra ensinar à mãe dele! kkkkk... Imagina meu orgulho de mim mesmo nessa hora!

Mas voltando ao assunto, antes que a dispersa aqui se perca em outras palavras... Outro dia inventei de fazer minha Água Thermal Caseira... Lembram??

E Água Thermal Caseira nada mais é do que um Chá de Camomila fervido com batata doce e incrementado com maçã... (Tem a receitinha no link acima, pra quem se interessar). Pois é... Imagina uma pessoa como eu, tentando fazer um Chá! kkkkkkkkkkkk... Imaginou?? Pois... como tô morrendo de preguiça de contar tudo de novo, vou colocar um trecho da conversa que tive com minha amiga no Skype,  pra vocês terem uma vaga ideia da minha... da minha... da minha... Isso aí!

A introdução: Eu falando: - Amiga, tu toma chá?
Érika Soares, a amiga: - Não.

A continuação...
[12:05:06] Adna Maria: Eu nunca tomei isso na minha vidaaaa. Mas mainha toma, e eu noto que vem num sachêzinho tipo de pano... (contando como se só minha mãe tomasse chá nessa vida)
[12:05:38] Adna Maria: Pra passar as propriedades do chá pra água né?
[12:06:24] Adna Maria: Aí eu, muito contente de ter comprado minha caixinha de camomila... fui fazer minha Água Thermal.
[12:07:01] Adna Maria: Quando abri a caixinha, vi que o meu chá veio nuns saquinhos de plástico
[12:07:30] Adna Maria: Eu olhava pro saquinho e pensava: Oxe! Com essa vedação toda, como é que as propriedades vão passar do chá pra água?
[12:07:41] Adna Maria: Li a "bula" umas 5 vezes e tinha escrito lá: coloque o saquinho na água
[12:08:15] Adna Maria: Eu: putz! deve ser por isso que esse foi o mais baratinho do supermercado... isso num vai prestar!
[12:08:22] Adna Maria: Mas... JOGUEI O SAQUINHO NA ÁGUA!
[12:08:32] Adna Maria: kkkkkkkkkkkkkkk
[12:08:35] Adna Maria: Evandro viu... Aí disse: "Peraí! Volta aqui! Pq você fez isso?"
[12:09:08] Adna Maria: Eu: Oxe! Aqui tá mandando botar o saquinho na água fervendo!
[12:09:27] Adna Maria: Ele foi lá, abriu o saquinho e me mostrou o sachê.
[12:09:32] Adna Maria: Tipo: é desse saquinho que eles estão falando! (nas entrelinhas... IGONORANTE!)
[12:09:40] Adna Maria: Meninaaaaaaaaa
[12:09:41] Adna Maria: Ri viu!

[12:09:46] Erika.Soares: MEU PAI

[12:09:55] Adna Maria: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

[12:09:56] Erika.Soares: NUM CONTA ISSO PRA TODO MUNDO NÃO AMIGA
[12:10:01] Erika.Soares: SÓ PROS INTIMOS

[12:10:03] Adna Maria: Foi o que ele disse... "Não conte isso pra ninguém!!"

[12:10:13] Erika.Soares: KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

[12:10:18] Adna Maria: Aí eu já disse pra Marcelo. Renan ouviu. Tô dizendo pra tu...
[12:10:31] Adna Maria: E penso em colocar no blog
[12:10:33] Adna Maria: kkkkkkkkkkk
[12:10:37] Adna Maria: Cara! Foi muito engraçado

kkkkkkkk... Triste né? Acho que ninguém vai me convidar por aí pra ser Chef de Coisine depois disso... rsrsrsrs... E pensar que já tive um restaurante... Aiai...

E essa é a moral da história: Aprenda a rir de si mesmo e assim parecerá menos imbecil... Ou não! rsrsrsrs

Abraços, Beijos e Uma Ótima Semana pra todos!!

Adna Maria.

O Livro Negro do Empreendedor: Sobre Finanças!

O segundo assunto do Livro Negro que eu gostaria de abordar aqui, é aquele responsável por muitas perturbações: o dinheiro!

Meu drama é o seguinte: eu, Adna, quero abrir uma loja física. Porém, tenho protelado muito esse desejo, e um dos motivos (porque existem outros) é justamente O Capital. O problema não é exatamente Capital Inicial (não, não a banda... O dinheiro... Presta atenção, Pessoa!). Para este dá-se um jeito, usa-se cartão, cheque, crediário, prego... o que for! Mas... e para Capital de Giro?
Eu, Adna, não quero ter que abrir minha loja esse mês e fechar no mês seguinte. 
E eu, Adna, não estou querendo, a priori, depender de empréstimos bancários (sei o quanto isso pode pesar posteriormente nos custos de uma empresa)... 
Essa é minha história. Esse é meu dilema.

E, para minha surpresa, esse meu problema estava descrito justamente na página 123 do livro! Hahaha...
E, para minha surpresa, descobri, não sem certo prazer, que não estou de todo errada em evitar o conhecido "tiro no escuro"... Hahaha...

Sobre isso, os sábios conselhos que o autor, Fernando Trías, dá (para quem quer empreender e "topa" nessa coisa tão anti-sentimental - hahaha - do dinheiro) é: 

1. "... é preferível não empreender sem antes contar com um "colchão" que permita cobrir nossas necessidades pessoais enquanto o negócio não deslancha. E, para isso, é preciso economizar durante o tempo que for necessário antes de iniciar a aventura."
2. "A última possibilidade (...) é recorrer a um crédito. Nesse caso, calcule muito bem, porque se a empresa não se solidificar e for necessário fechá-la, você se verá sem trabalho e com uma dívida para pagar."
3. "Incorpore receitas pessoais ao seu plano de negócio. (...) um plano de negócio que não incorpora seu salário não é um plano realista. E se um plano de negócio realista pressupõe mais capital, é melhor saber de antemão."
4. "Não viva como um empresário rico na primeira oportunidade... Se for necessário, adie a compra da casa e more de aluguel, venda o carro, reduza suas necessidades. Os primeiros anos são duros e é fundamental maximizar o tempo de economia econômica familiar."
5. "Busque apoio familiar absoluto e incondicional. (...) O bom empreendedor tem esperanças e inseguranças ao mesmo tempo. (...) Nesses momentos de insegurança ter uma pessoa que o compreenda e o apoie é muito importante. (...) Sem este apoio o empreendedor pode se sentir muito só e, além disso, ter mais uma fonte de pressão, pois sabe que as necessidades de sua família dependem da empresa.".

E esses foram os conselhos do sábio 'poeta'... kkkkk...

No meu caso, tenho tentado recomeçar no ramo dos negócios (até parece que é chic assim! rsrsrs) aos poucos, quase que de forma orgânica (se é que pode ser definido dessa forma).
Já vi alguns casos de empresas que deram certo reinvestindo em si mesma (sabe como? Dinheirinho que entrou de lucro seguindo para reinvestimento), já que seus fundadores não tiveram direito a concessões de empréstimos bancários.
A parte ruim disso é que a gente fica meio impaciente, às vezes (digoEU fico meio impaciente... rsrsrs), achando que as coisas não estão acontecendo, ou não vou acontecer, pela demora no processo de crescimento.
A parte boa disso é que a gente não fica devendo a bancos, nem a funcionários, nem a donos de ponto de aluguél, nem ao governo, nem a fornecedores, nem a...

Mas e você? Quer empreender? De que forma? Conta pra mim... Vou querer muito saber da sua história!

Abraços, Beijos e um Ótimo Final de Semana!

Adna Maria.
P.S: ... E aqui finda a resenha do Livro Negro do Empreendedor... Partamos para a próxima aventura, digo, para o próximo livro... rsrsrs


Cinco Anos e Cinco Meses...

Mês passado minha orelha foi puxada porque lembrei do aniversário de Três Meses do Blog e, supostamente, não lembrei do aniversário de Cinco Anos e Quatro Meses de Namoro...
 
Ligaram pra mim, com as seguintes palavras, abre aspas: - Você lembra dos três meses de Blog mas não lembra do seu 'dia dos namorados'. - Fecha aspas.
 
Rá! Como se eu pudesse esquecer... (tudo bem, vai, confesso que algumas vezes fui vergonhosamente pega no flagra com relação ao aniversário mensal... mas também não vale, eu digo logo! Não tenho alarmes, no celular, que me lembrem todos os meses... VIU, Seu Amor!).
 
Mas voltando... Como se eu pudesse esquecer do bem maravilhoso que tenho comigo... Impossível! Lembro diariamente de cada ato praticado, de cada palavra dita e de cada atenção recebida quando estamos juntos! Pra mim, cada dia é comemorado como um aniversário a mais... Cada momento que estamos juntos é uma celebração do nosso amor!
 
De qualquer forma, hoje faz Cinco Anos e Cinco Meses que estamos juntos... Hoje estamos completando mais um aniversário mensal... E hoje, como ontem e como amanhã, vou seguir orando a Deus por nós... para que Ele continue nos protegendo, nos cuidando, nos dando mais sabedoria, mais amor, mais fidelidade, mais companheirismo, mais alegria, mais saúde, mais garra, mais força, mais paz...
 
Eu Te Amo, Evandro Prazeres! Feliz Nosso Dia!
 
Sua,
 
Adna Maria.

Base Asepxia!

Apesar de não ter gostado do sabonete Asepxia, outro dia fui à farmácia e resolvi testar a base... coisa que já estava querendo fazer há algum tempo, considerando que ela promete tratar dos cravos e espinhas, esconder as imperfeições da pele, bem como neutralizar e absorver a oleosidade.

Devo dizer que, quando me veio coragem suficiente para usá-la... num primeiro momento, não gostei muito de sua consistência... era água pura! Porém, numa tentativa desesperada pra que desse certo (hahaha), fechei o frasco, agitei e espirrei de novo, ao que saiu algo mais cremoso, de mais agrado. Quando passei no rosto, notei que ela é de muito fácil aplicação e, mesmo tendo cobertura leve, ainda cobre certas imperfeições... hahaha...

Acho que já contei aqui quanto morro de preguiça de me maquiar. Na realidade tentei expulsar esse estado insatisfatório de mim, me obrigando a iniciar nessa arte, mas aí notei que sempre que me maquiava surgiam aquelas indesejáveis espinhas que teimam em se mostrar presentes, como sinal de revolta da pele, quando seus poros são tapados com frequência.

Pois bem, ter um produto que tratasse desse B.O cutâneo, enquanto me deixasse linda, com a maior rapidez possível, seria um sonho realizado...

Bom demais pra ser verdade!

A realidade é que essa Base deixa você muito a vontade para passá-la no rosto, sem medo de errar... Tipo, você passa como um creme, já que ela não tem aquela propriedade de rebocar a pele, te deixando com cara de estátua do fantasma da ópera... Isso pode ser ruim pra quem prefere uma pele impecável, mas para os adeptos de uma maquiagem mais natural, como eu, é um verdadeiro trunfo! 

Já com relação a neutralizar e absorver a oleosidade, bem... ela absorve realmente muito bem, mas notei que deixou, ainda, um certo brilhosinho não muito bem-vindo, apesar de não oleoso. Incidente que foi facilmente reparado com um pó translúcido da Vult (ótimo, por sinal).

Agora, meu bem, para espinhas não teve enganação certa! Sim, elas voltaram... Não, elas não foram prevenidas! Ai que dó... que dó... que... dó! Esse pequeno grande detalhe não me deixou amar incondicionalmente o produto, como eu gostaria.

Com relação a cor, não tive muitas opções. Comprei a mais "clara", correndo todos os riscos inerentes a essa decisão... Mas, que nada! Qual não foi minha surpresa, o mais claro tem tom meio terroso e se eu fosse um tantin mais branca, aí sim é que não teria dado certo! Ainda assim, achei meu rosto mais corado do que precisaria estar, mas o pó da Vult, apesar de translúcido, deu um jeitinho nisso pra mim também... Hahaha... Gente, tô começando a amar esse pó! Daqui a pouco vou mudar a resenha e começar a falar dele... rsrsrs...




Então, meu veredicto é o seguinte: Gostei, sim, da base. Se não todos, remedia ao menos alguns probleminhas do rosto. Ademais, foi a melhor que já tive até hoje... mas também não achem essa informação muito relevante... em toda a minha vida só lembro de ter tido 4 bases... kkkkkk... 

Agora vou te confessar, amiga... a combinação Protetor Solar La Roche + Base Asepxia + Pó Translúcido da Vult foi ótima pra mim, exceto por aqueles seres indesejados supracitados, cujo dever é de não deixar a vida ser perfeita... rsrsrs... De qualquer forma, com esses três produtos, notei que minha maquiagem durou bem mais tempo, o que me deixou por demais satisfeita! Hahaha...

É isso... 

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
P.S: Ahhhh, o produtinho em questão me custou R$ 19,90, pra quem quiser saber... rsrs

Água Thermal: Avène X Caseira!

Pois então... Na mesma noite em que me desesperei pelas espetaculares Folhas Anti-Brilho, me desesperei, na mesma intensidade, pela tão famosa Água Thermal (aquela queridinha, que hidrata e nutre a pele, que está se tornando membro assíduo da geladeira de muitas pessoas e cujos maiores benefícios estarei descrevendo mais abaixo... Hahaha).
Esta, considerados os preços pesquisados na internet, preferi comprar no eBay e matar, assim, dois coelhos com uma só cajadada... eu faria minha primeira compra no site e teria meu precioso líquido, quiçá com um precinho mais bacana... Não foi bem assim que aconteceu, mas tá valendo.

Como eu faço o tipo "não-me-aquieto-enquanto-não-tiver" fui procurar na net pra saber se podia produzir o precioso líquido em casa... E né que tinha, sim, tutoriais sobre isso? Hahaha...

Pois foi assim que produzi minha Água Thermal Caseira (que, na verdade, é um chá calmante). 
Esta aqui de baixo:
 Pra quem quiser a Receitinha, eis: 1/2 batata doce, 2 saquinhos de Chá de Camomila; 1 e 1/2 copo de água; 1 pedacinho de maçã com casca e 1 borrifador vazio.

Modo de Preparar: coloque a batata com a água e o chá numa panela e deixe ferver por 10 min. A água vai ficar nessa corzinha aí da foto ao lado. Coloque  num copo e deixa esfriar. Assim que fria, coloque, com pedacinhos de maçã, dentro do borrifador e conserve na geladeira. 
Atenção: por ser de produção natural e sem conservantes, este chá não dura muito tempo, viu? Algumas pessoas recomendam que se passe 1 mês, outras recomendam que se passe 3 dias... Eu acho que 1 semana pode estar ótimo (você vai acompanhando com que aspecto, viscosidade e cheiro vai ficando o chá né?).  Tu não precisa ter, necessariamente, a maçã e a batata para esta super produção. Eu vi receita só com a maçã e vi só com a batata... Resolvi colocar as duas pra ficar uma receitinha mais potente... kkkk...
Algumas informações sobre os insumos: 
1. Batata Doce: rica em vitamina A e Betacaroteno (o betacaroteno combate os radicais livres que envelhecem a pele). Ótimo nutriente para a pele.
2. Chá de Camomila: auxilia no tratamento de feridas e inflamações, remove as impurezas e rejuvenesce a pele. Tem propriedades calmantes que auxiliam no sistema nervoso.
3. Maçã: rica em vitamina B1, B2 e B3. Rica, também, em fitonutrientes, que agem como antioxidantes, antiinflamatórios e adstringentes. Previne envelhecimento precoce.

O bom de tudo é que esse chá não deixa a pele oleosa, nem ressecada, e tem rápida absorção. Na primeira vez que usei, comentei com minha amiga que só o cheirinho de camomila já me conferia uma tranquilidade grande. E é verdade. Pessoa fica assim... meio zen... sabe? rsrsrs... Ahhh, importante dizer que todos esses benefícios me custaram menos de R$ 5,00!! Boooommmm, néé?? 

Então, depois que usei e abusei da minha preciosidade caseira, chegou a Água da Avène, que comprei no eBay. Hahaha...

Esta realmente parece um líquido comum. Não tem cheiro nem sabor. As resenhas que li por aí dizem que ela hidrata, acalma, equilibra o PH da pele e reconstitui a barreira de proteção cutânea, "deixando a pele mais saudável e protegida de agressores externos"

"Água termal é um tipo especial de água subterrânea, enriquecida pelos minerais contidos nas rochas e, portanto, livres de bactérias e outros microrganismos."... Foi o que li por aí.

Na minha pele... eu uso, como a caseira, pela manhã, depois de lavar com sabonete e antes de botar qualquer outra coisa na cara e, à noite, depois de ter tirado tudo e ter lavado o rosto com sabonete também. Faz, basicamente, 4 dias que estou usando e, tomara que não seja psicológico, já sinto uma diferença bacana na minha pele... É como se ela estivesse mais... macia... tipo pele de bebê... kkkkk... não estou brincando! É isso mesmo! Hahaha...

Esta me custou $ 13,00... cerca de R$ 31,00 e tem 50ml, apenas.
O conselho "das especialistas" é que seja usada geladinha, pra ajudar a fechar os poros da pele e dar uma refrescada.

O resultado disso é que, pra mim, as duas águas são ótimas! Pra quem não tem um dinheirinho pra investir na mais carinha, pode produzir a caseira sem medo de ser feliz. 
Eu ainda estou pensando nos malabarismos que terei que fazer pra ficar usando as duas... rsrsrs... A primeira, por conta de todos os nutrientes e a segunda, porque já me dei conta, com apenas 4 dias de uso, que meu rosto não poderá mais viver sem! rsrsrsrs...

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
P.S: os dois produtos podem ser usados em qualquer tipo de pele, tá?

Look Sábado Vespertino Curso/Jantar!

Estou fazendo um curso de Consultoria de Imagem, na Casa 208, lá pras bandas do Espinheiro (inclusive, tô amaaaanndoooo o curso) e descobri que meu estilo predominante é o esportivo natural. É incrível mas só o fato desse "pequeno ser subconsciente" emergir à consciência, já esclareceu muitas coisas do meu guarda-roupas... E é incrível como passei a me aceitar mais a partir disso... Descobri que o fato de eu não querer me vestir exatamente igual a Fulaninho, Beltraninho ou Sicraninho, não faz de mim uma pessoa menos digna... O caso é que tenho o meu estilo, todos eles tem (tão estranho não acentuar esse tem) o seu... e nenhum look é melhor que o outro, desde que produzido de forma a não agredir a visão humana... nem ao seu corpo! Hahaha...

Mas, por acaso, o que é o estilo esportivo natural? Explico: é um estilo básico, casual, informal, despreocupado, jovem, que pretende ser o mais natural possível... A pessoa com esse estilo prefere roupas confortáveis, soltas, maquiagem o mais natural possível, unhas pequenas, lixadas e com esmalte transparente ou clarinho... ou sem esmalte mesmo, pra ficar mais fácil (kkkkk... tãããoooo eeuuu!).

É nesse clima que tenho tentado dar uma credibilidade maior a algumas peças que tenho esquecidas dentro do meu armário... hahaha... Essa calça, por exemplo, faz anos que tenho e só vesti uma vez... A explicação pra isso é que comprei porque gosto do conforto que ela me confere, mas simplesmente não sabia como usar (bem, também não sei se tô sabendo agora, mas me dá um crédito, vai... estou me esforçando, poxa!) rsrsrs... #triste! 

Resolvi treinar esse look e, por conseguinte, o meu aprendizado no curso (já ouviu falar que tudo é uma questão de prática?) indo pro Curso de Inglês, já que é um negocinho mais descontraído, né não? Olha só como ficou...
But... O problema de você sair no final da tarde é que precisa estar pronto pra qualquer eventualidade da noite né? Pensando nisso, resolvi levar alguma coisa que cobrisse meus ombros quando saísse do curso pra ir jantar with my boyfriend. O resultado é que não me arrependi de ter me precavido, considerando o toró que acabou caindo... Hihihi... 
O chato é que fui obrigada a fotografar dentro de casa, já que a chuva não me permitiu a extravagância de fotografar na rua e já que eu queria mostrar, de todo jeito, este look aqui procês.

Duas coisas que eu queria mostrar... Aliás, eu não... Evandro! hahaha... Ele fotografou tanto essa minha sapatinha fofaaaa, com quem estou in love (a não ser pelo fato de me ter feito um poquito de calo, coisa normal de marinheiro de primeira viagem... ela ainda não se acostumou ao design do meu pezinho... ou vice-versa, caso você prefira)... 
Mas voltando ao assunto... Evandro fotografou tantooo que eu acho que ele tava mais interessado na sapatilha do que no look inteiro... rsrsrs... E, como retaliação, vou botar apenas uma foto dela aqui pra vocês verem. Hahaha... Olha só se ela não é a coisinha mais guti-guti! Comprei na Renner, naquelas épocas de Maio, quando me fiz de Chapeuzinho Vermelho

E essa maquininha fotográfica? Trouxe de Sampa e de vez em quando penduro ela no pescoço pra sair por aí... rsrsrs


E aí, o que acharam?

Abraços, Beijos e Boa Semana pra todos!

Adna Maria.
Créditos: A calça foi comprada na Emanuelle. O resto do look vocês já viram um milhão de vezes por aqui, com outras peças, né? rsrsrs

O Livro Negro do Empreendedor: Sobre Sociedade!

Livro ideal para quem busca informações empreendedoras antes de iniciar um negócio.O interessante deste livro é que seu autor, Fernando Trias de Bes, não narra casos de sucesso, como comumente vemos por aí. Muito pelo contrário, ele coloca aqui alguns Fatores Críticos de Fracasso (o que chama de FCF) para alertar aos futuros empreendedores que nem tudo é tão cor de rosa como algumas pessoas pintam (e o pior é que a gente já sabe disso, mas na hora da empolgação esquecemos né?).

O que eu posso dizer é que tipo... se o tivesse lido antes... não sei se mudaria muito coisa... kkkkkkk... Mas também, depois eu mesma não poderia dizer que não fui avisada (como o próprio book fala).

A obra é dividida em 5 partes:

1. Empreendedor ou Aventureiro?
2. Sócios: créditos a longo prazo e a 22%
3. Sobre a grande ideia que você disse que tinha
4. Capital e Finanças: Não leve o CNPJ para a cama
5. Empreender é fácil, o difícil é crescer: Empreendedor Cria, Empresário Amplia.

Tudo me chamou atenção, mas tiveram duas partes que realmente prenderam minha visão: a 2 e a 5.

A parte 2 é o drama de todo empreendedor né? Ter ou não ter sócios: this is the question.
Já a parte 4 é o trauma na vida de qualquer um! kkkkkkk... Finanças, finanças, finanças...

É sobre esses dois assuntos que 'resenharei' por aqui. Mas hoje vou falar sobre sociedade.

E vou começar por dar meu depoimento: - "Oi, meu nome é Adna, tenho trita e um anos e EU JÁ TIVE UM SÓCIO... Não, 1 não! Eu já tive, na prática, 3 sócios! Passei 1 ano e 8 meses nessa e estou 'limpa' desde Agosto do ano Passado, quando resolvi passar a minha parte em dois estabelecimentos pra que eu não caísse num precipício sem volta... algum ataque cardíaco, de repente."

kkkkk...  Peeenseee numa doideira! 4 pessoas (comigo) gerenciando uma empresa, 4 cabeças diferentes, com ideias, vontades e atitudes diferentes... Nussaaaa!!

Aí não é de causar muitas surpresas se eu disser que, depois que vivenciei isso, achei beeem interessante e super pertinentes os conselhos dados nas páginas 57 e 58 do Livro Negro (ai que meda), sobre sociedade.

Seguinte, meu filho:
1. Se estiver pensando em ter sócios porque precisa de dinheiro, procure um banco;
2. Se estiver pensando em ter sócios porque não é capaz de fazer tudo, empregue um profissional;
3. Se estiver pensando em ter sócios porque há uma área que não domina, terceirize este serviço;
4. Se estiver pensando em ter sócios porque precisa de conselhos, contrate um consultor;
5. Se estiver pensando em ter sócios porque tem medo, pratique esportes.

Hahaha...

Por que? 
O livro explica: "O sócio é o mais caro de todos os recursos porque é remunerado com os frutos que a sua atividade empreendedora seja capaz de gerar. E se você é uma pessoa que tem o dom, a capacidade, o estímulo, a tenacidade, a audácia... - chame como quiser - de criar e manter um negócio, não pense em dividi-lo com ninguém. Não por egoísmo, mas porque no futuro estará pagando muito caro por um momento de fraqueza de vários anos antes, quando ainda tinha de descobrir e, provavelmente, acreditar que você era capaz de fazer."

Agora, obviamente que mesmo marinheiros de 13ª viagem não levariam esses conselhos tão a ferro e fogo. E, para estes, que mesmo depois das recomendações, decidirem se associar a alguém, há a opção de escolher seus parceiros com base nos seguintes critérios:

1. Os Valores Acima de Tudo - É muito melhor ter um sócio medíocre cujos princípios estejam alinhados aos seus do que um sujeito brilhante inescrupuloso.
2. Complementaridade - Para que uma sociedade funcione deve haver diversidade de talentos. Não vai adiantar muita coisa se fulaninho tem a mesma capacidade e talento que você... E o setor em que nenhum dos dois for muito fluente? Como é que fica?
3. Aporte Real de Valor - É preciso escolher alguém que nos adicione valor, porque isso implica em mais trabalho, mais conhecimento e ideias melhores. Se associe com alguém cuja opinião mereça respeito. Que seja uma autoridade pra você. Que tenha um peso específico.
4. A Mesma Ambição - Se o que os sócios procuram é diferente, é muito provável que qualquer dilema ou dificuldade que se apresente tragam visões muito distintas sobre como enfrentá-los e, com isso, fricções e rupturas.

Textinho ficou longo né? 
Bem... A intenção deste post foi de dar um "toque" a quem estiver interessado em ser empreendedor e ter um sócio. Me identifiquei com muitas das coisas colocadas aqui e acredito que meus ex-sócios se identificarão também (se eles lerem o blog, é claro) e que muitos ex-sócios de ex-sociedades (hhaha... eu tinha que ser redundante) também estarão se identificando... rsrsrs...

O conselho que eu dou: Seja muito criterioso com isso. Ter um negócio em si já não é das coisas mais fáceis do mundo e se você não escolher uma pessoa que seja coerente com o que você espera do futuro da tua empresa (mesmo assim correndo o risco de não dar certo, diga-se de passagem), você não vai sobrevier muito tempo nessa selva empresarial.

E aí, mesmo assim você vai se arriscar? No meu caso, eu tive a sorte de ter sócios honestos. Eu tive a sorte de manter a amizade, mesmo depois de muitas discussões diárias... Hahaha... Eu tive a sorte de sair com a saúde ilesa...
Mas infelizmente, não é sempre que isso acontece... 
De qualquer forma, tenha em mente que tudo é aprendizado... O único problema é quando pagamos caro demais para aprender...

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
P.S: Eita! Bom Final de Semana!! rsrsrs


Protetor Facial: Nivea Light Feeling X La Roche-Posay

Sem muitas delongas (que hoje eu estou acompanhada do cúmulo da preguiça), vamos direto ao X da questão...


Foi uma amiga minha que me falou do Bloqueador Facial Nivea Ligth Feeling. Como ela disse que era perfeitoooo e baratoooo e eu já tava mesmo querendo trocar de protetor... numa época em que o Roc Minesol Oil Control já estava começando a pesar no meu bolso... resolvi, então, aderir a esta "perfeição" de bloqueador. Hahaha... De lá pra cá não soltei mais ele! E isso já faz cerca de 2 anos, acho. O produto custa cerca de R$ 30,00, confere certa hidratação (o que me faz economizar também no hidratante... rsrsrs), não tem aquele cheiro horroroso de protetor solar, realmente absorve rapidamente na pele e ainda tem uma textura suave... O bom de tudo é que, apesar de não deixar minha pele beeemm sequinha, como fazia o Roc, ele também não deixa muitoooo oleosa, como o Episol. Ou seja, ele era a medida certa pra mim... Acho. Tá bom, vai, ele é a minha medida certa até eu encontrar um melhor, que me traga, também, uma relação custo x benefício favorável. Hahaha...



Então, como o ser humano nunca está satisfeito com nada... por esses dias, aproveitando que o meu Nívea estava à beira da morte, fui perambular nas farmácias da minha vida, tentando encontrar outro protetor solar perfeito, que fosse mais barato que o Minesol que, de repente, deixasse a pele tão sequinha quanto ele... Topei com esse Anthelios AC da La Roche (R$ 55,00), indicado para pele oleosa ou acneica, com dupla ação anti-brilho (antioleosidade e antiumidade), resistente a água e, ainda, formulado com água termal... Nããooooo... Eu tinhaaa que levar esse protetor pra casa!!! Eis que levei... mas eis que não fiquei lá muito satisfeita! Explico: o produto é tããooo bomm que não presta! kkkkk... #mentiraaaa... Mas a minha opinião é que levaram muito a sério esse negócio de "textura toque seco". O creme é tão seco, que parece uma cola... Você passa no rosto e ele deixa umas manchinhas de branco desconcertantes... aí você tenta tirar essas manchinhas com os dedos, e ele esfarela na sua cara! Ou seja, não senti nele a rápida absorção que tem o Nívea... Aliás, pra ser beeemmm sincera, não senti absorção nenhuma do produto!

Mas não sejamos injustos... Fora essa partezinha complicada das manchas e dos farelos, o produto cumpre muito bem aquilo que promete. A solução que encontrei pra superar esse pequeno infortúnio de vida, foi usá-lo com maquiagem... O que quer dizer que estou sendo obrigada a usar base e pó diariamente e já estou sendo presenteada com algumas espinhas, "não perdedoras de tempo", que chegaram pra me atazanar a pele.
O que me leva a uma observação... Como primer pro dia, este bloqueador solar é ótimooo, viu! kkkkk...A consistência dele é de primer e ele segura a maquiagem como um primer... né fogo? rsrsrs














Então... A conclusão é que vou continuar usando o protetor da La Roche até acabar. Mas quando isso acontecer, voltarei correndooooooo para o meu Nívea. Porque ter obrigação de usar maquiagem todos os Santos Dias pra disfarçar imperfeiçõezinhas de protetor solar... ninguém merece né? rsrs

Abraços e Beijos!

Adna Maria.
P.S¹: Ahhhhhh... Deixa eu só fazer uma observação: como dá pra notar, eu sou assim... um tanto amarelinha. De repente este seja o motivo das manchas indesejadas. Mas se você é branquinhaaa como leite e quiser experimentar o La Roche, fique muito à vontade... Vai que cola né? Hahahaha...
P.S²: Abraços e Beijos number 2.

Para Pele Oleosa: Lenço Anti-Brilho Feito em Casa!

Não é a intenção do Lendo o Dia ensinar como fazer um Lenço Anti-Brilho em casa. Na internet tem um bocado de sites e vídeos ensinando a fazer isso e nós não queremos fazer, aqui, mais do mesmo. (Aliás, vou te contar que não tem nem o que fazer, pra falar a verdade!) Hahaha...

A intenção do LD é dar o seu (no caso, o meu... haha) depoimento sobre a veracidade da funcionalidade deste instrumento (vixe, alguém aí entendeu alguma coisa? Eu entendi nada! rsrsrs).

O Fato: outra noite, num ataque de narcisismo que nem sei se me cabe, estava revendo umas fotos aqui no blog e me assustei com a minha própria cara! kkkkkkk... Não, este rosto não estava oleoso, imagina... Nele jorravam toneis de petróleo mesmo... E ninguém queira convencer uma pessoa de pele extremamente "oleante" (inventado palavras pra definir o que sinto, dá licença?) que isso é vantajoso pra ela, vez que o processo de envelhecimento de sua pele é lento... Rá pra você! O fato é que não me sinto nem um pouco rica com todo esse recurso natural saindo de dentro de mim!

A Primeira Atitude Tomada: claro, visitar vídeos do YouTube para saber o que poderia resolver esse meu trauma de infância! Claro, encontrei muitos vídeos falando de muitos lenços milagrosos! E, claro, esperei ansiosamente o dia amanhecer para chegar ao trabalho, para esperar o relógio bater meio-dia, para correr até a farmácia da esquina! Claro que foi isso o que fiz! Mas é claaaarooo que não encontrei o que estava procurando... Hahaha... A Lei de Murphy que me aguarde! Qualquer dia pego ela de jeito!

O Plano B: voltei eu lá pras bandas da internet e, sem querer, encontrei um vídeo de "faça você mesmo" ensinando a produzir o dito lenço em casa... Pasmem vocês! Algo a agradecer à tal lei citada no parágrafo anterior? hahaha... Aí fui futucar mais e encontrei mais vídeos... 

A Produção: assim ó... você vai na papelaria mais próxima, compra Papel de Seda, corta no tamanho que quiser, arranja um envelope, ou caixinha vazia, ou um porta-cartões, ou qualquer outro suporte que você tenha em casa, para guardar os quadradinhos e... Pronto! Está pronto o seu tããooo precioso lenço Anti-Brilho. Mas não invente moda não, viu! Papel manteiga não serve! Eu sei porque eu mesma comprei uma folha de papel de seda e outra de papel manteiga pra ver qual sugava mais (isso porque minha incredulidade não me deixava conceber que esse negócio daria certo).

Considerações Finais: quando penso que estava disposta a gastar cerca de R$ 30,00 por uma coisa que acabou me custando 25 CENTAVOS... Genteeee, cês viram o que eu disse? OS MEUS LENÇOS ANTI-BRILHO ME CUSTARAM 25 CENTAVOS!!! E tem marca por aí que cobra até R$ 50,00 por uma caixinha dessas...

Agradecimentos: Agradeço profundamente à Lei de Murphy, ou ao lado feminino dela... kkkk... por ter me poupado de fazer um mal investimento financeiro num momento de profunda economia pessoal! Obrigada! Hahaha...

Anexos: E pra vocês verem que o negócio realmente funciona, deixo-lhes comprovações empíricas! Porque eu mato a cobra e mostro o pau! Hihihihi...

A Pele Oleosa que Ninguém Merece Ter!
Durante o Complicado Processo de Retirada de Brilho... Hahaha...
... E Depois... Parece que passei pó né?
Então, uma coisa que algumas pessoas aconselham é passar pó quando sua pele já está toda metidamente brilhosa... Sempre me recusei a fazer isso, pelo seguinte pensamento: olha só como o nosso rosto fica melecado quando tá oleoso (1ª e 2ª fotos). Nem parece que tá limpo! Agora imagina você tentar abafar tudo isso com pó... Ecaaaaaaaaa!!!! Me recusoooo!!

Por isso, achei esta segunda opção beeemmm mais viável! Agora olha o Antes e o Depois do Lenço...

Olha a situação...
Se você tem pele oleosa como a minha, amiga, serve pra tu também! Acredita que dá certo!!

Recomendações:
1. Não precisa tirar samboques da pele, esfregando o papel nela não, viu! É só encostar a folha no rosto e pressionar, delicadamente, com os dedos.
2. Não precisa ficar com medo de tirar a maquiagem. A folha Anti-Brilho respeita a sua vaidade e mantém sua maquiagem! Hahaha...

Abraços e Beijos!

Adna Maria.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...